Vários oficiais da Marinha dos EUA que testemunharam o agora famoso encontro “OVNI Nimitz” em 2004 dizem que “indivíduos desconhecidos” apareceram após o evento e os fizeram entregar as gravações contendo os dados e vídeos.

Por vários dias em novembro de 2004, um cruzador de mísseis da Marinha dos EUA navegando a cerca de 160 km da costa do sul da Califórnia detectou estranhos sinais de radar emanando de um objeto no céu. Os sinais eram erráticos e não pareciam coincidir com os emitidos por aeronaves conhecidas. A USN (United States Navy) então deslocou caças para vislumbrar mais de perto o objeto estranho, e um conseguiu gravar um vídeo embaçado em preto e branco que, para desgosto do governo, foi divulgado publicamente em 2017, juntamente com outros dois vídeos de avistamentos de OVNIs anos depois.

Cinco veteranos da Marinha recentemente conversaram com a revista Popular Mechanics sobre o que experimentaram na época. O USS Princeton estava em uma missão de treinamento antes de sua chegada no Mar Arábico.

Os estranhos sinais de radar vinham de um objeto que mudava rapidamente de altitude, às vezes espreitando a 24.000 metros e outras vezes pairando a 9.000 metros. O OVNI (um “objeto voador não identificado”, que não necessariamente pertence aos alienígenas) ficou conhecido como “Tic Tac” devido à sua forma. O Tic Tac emitia um brilho de fósforo à noite e disparava em várias direções, disse Gary Voorhis, um dos veteranos, que pode observar o objeto fazendo uso de binóculos.

Voorhis lembrou que algum tempo depois que gravaram esses estranhos sinais de rádio, duas pessoas apareceram em um helicóptero e, 20 minutos depois, a cadeia de comando de Voorhis disse para ele entregar as gravações de dados. Sua cadeia de comando também lhe disse para excluir as gravações dos arquivos do navio. “Eles até me disseram para apagar tudo, até as fitas em branco“.

Da mesma forma, o suboficial Patrick “PJ” Hughes, que era técnico de aviação, alegou que seu comandante e dois homens desconhecidos pediram que ele entregasse os discos rígidos do avião.

No entanto, o Comandante David Fravor, um dos pilotos que teve uma visão mais próxima de Tic Tac, contou uma história diferente. Em várias entrevistas anteriores, Fravor disse que os vídeos do OVNI desapareceram – não por causa de “homens de preto”, mas porque as pessoas gravaram sem querer sobre eles.

Fravor disse anteriormente ao jornal The New York Times que ele e o Tenente-Coronel Jim Slaight avistaram o objeto, que tinha cerca de 12 metros de comprimento. Fravor contou que Tic Tac aproximou-se do caça, mas depois se afastou abruptamente e desapareceu.

Os detalhes do que aconteceu em 2004, tanto no céu quanto embaixo, permanecem ambíguos…


Com informações de space.com

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Quem gosta desse assunto não pode deixar de assistir a série Blue Book no History que é baseada em fatos reais, uma série muito bem feita, claro que não dá pra achar que tudo lá é real, mas a série é muito bem feita, nela aparece um professor contratado pela USAF para tentar encobrir as ocorrências ovini, série com efeitos muito bem feitas, estou aguardando a segunda temporada, achei muito interessante que a série levanta uma teoria de que Von Brown usou o programa V2 para esconder algo maior.