O jato E500 usado como plataforma de testes da asa conceito para o jato EA700. (Foto: One Aviation)

A ONE Aviation anunciou que realizou com sucesso o primeiro voo de sua prova aerodinâmica de conceito da nova asa EA700 (“Project Canada”). A aeronave de teste experimental N990NE foi modificada para testar a nova forma de asa usada para o modelo EA700 atualmente em desenvolvimento, e que deverá fazer seu primeiro voo no próximo ano.

Diferença entre o designa da asa atual (esquerda) e a nova.

Esta aeronave ainda mantém a fuselagem, motores e estabilizadores do E500, mas teve a asa modificada para corresponder ao comprimento e forma esperadas da asa do novo EA700. As mudanças na asa incluem o aumento geral de 61 cm na envergadura e a remodelação dos perfis de asa internas e o plano.

Os novos wingtips do EA700 não foram incluídos nesta modificação, por enquanto. Os tanques de combustível foram movidos das pontas das asas para a raiz, para permitir que a aeronave carregasse outros 265 litros de combustível.

Concepção do novo VLJ EA700.

O EA700, anteriormente conhecido como Project Canada, foi lançado em 2016 como uma versão atualizada do EA550 – a última versão do EA500, que ele irá substituir.

“Este é um marco importante no caminho para tornar ótimo um avião muito bom”, disse Alan Klapmeier. “A equipe da ONE Aviation trabalhou arduamente para alcançar esse marco para a prova de conceito da asa do EA700”.

O voo de teste durou aproximadamente 1 hora e meia. As qualidades de manipulação foram avaliadas durante as transições entre todas as configurações. As qualidades de manobra e os testes básicos da aeronave foram avaliadas em altitudes até 15.000 pés. O avião executou perfeitamente todos testes e os resultados dos testes foram os esperados.

“A aeronave funcionou de forma muito sólida”, disse Jerry Chambers, piloto de testes chefe e piloto em comando no voo, “um testemunho dos esforços das equipes de engenharia e construção.”

Jato E500 com a asa conceito do EA700.

Outra modificação prevista para o EA700 é referente aos motores, que incluirá dois Williams International FJ33-5A-12, substituindo os dois turbofans Pratt & Whitney Canadá PW610F do seu predecessor.

O EA700 deverá ter um alcance de 1.470nm (2.720km) – 320nm a mais do que o projeto atual – e poderá subir para seu limite de operação de 43.000 pés em quase metade do tempo do EA550.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.