Site sugere que visita de Nelson Jobim aos Emirados Árabes serviu para adquirir os caças Mirage 2000-9 para FAB. (Foto: Staff Sgt. Michael B. Keller U.S. Air Force)

Como se sabe no último domingo dia 19 o ministro da Defesa, Nelson Jobim, se encontrou em Abu Dhabi, com o chefe das Forças Armadas dos Emirados Arabes Unidos, o tenente-general Mohammed Hamad Al Thani Rumaithi.

De acordo com informações publicadas pela agência de notícias oficial a Emirates News Agency – WAM, foi discutida a cooperação militar e meios para aumentar o intercâmbio na área de defesa até ai nada de mais se não fosse a noticia recém publicada no bem informado site infodefesa.com que da conta que o Brasil anunciará nos próximos dias a compra de um número ainda indeterminado de caças Mirage 2000-5 que estariam atualmente em processo de baixa na Força Aérea Francesa. O Site Espanhol, afirma que seria uma solução intermediária face o virtual cancelamento do programa FX.

Aqui fica claro que eles do infodefesa estão confundindo o FX (ja cancelado) com o FX-2 ainda em andamento e que “todos” dizem deverá ser anunciado depois do resultado das eleições dia 3 de outubro próximo.

Ao que me parece o programa FX-2 esta envolto na fase de “Silly Season” (similar aquela da F1) que quando não se tem noticia o pessoal inventa e quando a fofoca e as conversas de bastidores viram a tal da ‘noticia’.

O Mirage 2000-9 é a variante de exportação do Mirage 2000 MK2, sendo juntamente com esta as versões mais modernas já produzidas dos Mirage

Pois bem, no meu modo de ver a coisa o infodefensa está ‘confundindo Jesus com Genésio’. Assim… pode ser que:

No acordo firmado com os Emirados Arabes Unidos (há uma parte dele secreta que não é divulgada exatamente por envolver a segurança dos paises envolvidos) pode estar a possibilidade do Brasil adquirir como ‘GAP’ até a fabricação (que envolve preparação da EMBRAER) e entrada em operação dos Rafales a possibilidade de aquisição dos Mirage 2000-9 dos Emirados Arabes Unidos que em outras ‘oportunidades’ já afirmou que compraria o Rafale se a França arrumasse compradores para os “seus” Mirage 2000-9.

Fonte: Hangar do Vinna – Texto: Vinicius Morais

Anúncios

10 COMENTÁRIOS

  1. O pessoal, apesar de a notícia ter data atual, parece mosh-up de notícias de 2005, quando da decisão pelos atuais Mirage 2000 como Fill Gap dos Mirage IIIE.

    Pelo que consta a mim, quem levantou esta bola, e por deduções outras com fontes bem informadas, foi o DefesaNet – http://www.defesanet.com.br

  2. Até que não é uma má ideia! Desde que não seja cancelado o FX2. Mais algum tempo atrás o próprio Jobim disse que o Brasil 'nunca' mais compraria materiais bélicos usados.

    Pois bem, passou um tempo e desembarcou tanques de guerro no Rio Grande do Sul, vindo da Alemanha! Tomara que compre os Mirage mesmo…

    Mais ouvi dizer que esses tem custos operacionais muito alto… É esperar pra ver!

  3. Seria um retrocesso enorme comprar esses MIrage dos Arabes.

    Não accredito nessa possibilidade e sim em conversas sobre o Rafale.

    Compra dos Arabes do Rafale e do Brasil poderia baixar custos e diminuir o preço final do salgado Rafale.

    Vendas do ST e do futuro KC390, estão na pauta.

    FX2 ´já deu Rafale faz tempos.

    Abs.

  4. Se for para acrescentar mais 60 Mirages 2000-9 e mantendo a possível compra de 36 Rafales, seria uma ótima notícia para a FAB. Agora escolher os caças usado e deixando o FX-2 se tornar um FX12345678900000 é uma vergonha para nós cidadãos.

  5. Bom… Seria uma mixórdia sem tamanho. Teríamos A-1M, F-5M, F-2000-9 (e talvez os Cs) e F-X2… Coitados da turma de suprimentos pra manter isto.

  6. Agradeço a força Fernando, publicando meu artigo! Obrigado…

    A proposito, quando escrevi originalmente, eu ainda não tinha visto o Defesanet (como observou o Caiafa) pois essa semana foi bem atribulada para mim la na Procuradoria… Bem, como eles foram os primeiros a cogitar eu responsavelmente, corrigi o link no artigo fazendo remissão ao publicado por eles…

    Pessoalmente acho que a FAB deveria ver com bons olhos pelo menos um lote de 12 Mirage 2000-9. O estado de penúria sempre foi tão grande que não 'custa nada' ter estes caças a preços módicos voando por aqui… Canoas ou o Rio de Janeiro são esqadrões que merecem algo mais robusto que os F-5M. Alem diso, a manutenção dos mirage seria mais facil (peças para 24) levando a um preço menor face as quantidades… Alem disso é fato que os Rafale ou mesmo qualquer outro caça do FX vai demorar para ser fabricado aqui.

  7. Em breve em sua locadora, a saga mais esperada dos últimos 8 anos:

    " FX3… The revenge"

  8. cara eu prefiro que o Brasil compre caças novos , e não sucatas.

  9. É um avião que tem o que o modelo mirage possui de melhor, para tapar buraco por um tempo serve, mas não podemos esquecer o processo fx, pois esse substituirá todos os modelos (f5-a1 e mirages) então é começar a pensar em de 5º geração. abç!

Comments are closed.