x-15No dia 5 de Novembro de 1959 o X-15 de número 2 (haviam três) sofreu um incêndio no motor em voo durante o terceiro voo do programa de testes de voo hipersônico.

No pouso de emergência o aparelho quebrou a parte traseira da aeronave, mas o piloto de testes Scott Crossfield saiu ileso. A aeronave retornou ao serviço 98 dias depois.

O X-15 foi concebido como um avião de pesquisa para testar o desempenho e as taxas de aquecimento aerodinâmico hipersônico, comportamento estrutural durante o alto aquecimento e altas cargas de voo, estabilidade e controle durante saída e reentrada hipersônico da atmosfera, e análise do desempenho do piloto e fisiologia.

O X-15 estabeleceu um recorde de velocidade de Mach 6.7.

FONTE: NASA – Tradução e edição: CAVOK


Anúncios

11 COMENTÁRIOS

  1. Digamos que o Viper se beneficiou dos aprendizados em aerodinâmica que o X-15 trouxe. Lembrando que 1950~1970 estávamos na guerra fria, onde o objetivo era vencer o inimigo e não economizar, como está sendo hoje em dia. Enfim, sim, o mundo ficou mais chato.

Comments are closed.