Boeing 747 chegando para pouso no aeroporto em St. Marteen, no Caribe.

Os engenheiros encarregados de construir um aeroporto enfrentam inúmeros desafios: a localização ideal precisa de espaço amplo, terreno plano infinito, ventos favoráveis e uma grande visibilidade. Mas os pontos no mundo real raramente são ideais e, por isso, os engenheiros são obrigados a trabalhar com o que têm, certificando-se de que o produto final seja a estrutura mais segura possível para os pilotos.

Uma pesquisa de aeroportos em todo o mundo revela uma mistura de faixas de pouso perigosas e acidentadas a instalações de tamanho gigante que funcionam como pequenas cidades. Aqui, vamos explorar os aeroportos mais bizarros do planeta.

Princess Juliana International Airport – Simpson Bay, Saint Marteen

Aterrissar nessa ilha caribenha força os pilotos a sobrevoar uma pequena faixa de praia, ultrapassar uma cerca de tamanho médio e ainda passar por cima de uma estrada pouco antes de chegar à pista. Afinal, são pouquíssimos os aeroportos localizados ao lado de uma praia cheia de turistas munidos de suas câmeras.

Embora os turistas não estejam realmente em perigo, com exceção de sua audição, os caminhões que circulam na pequena estrada entre a praia e a pista podem estar em risco. O desafio aqui é garantir que não haja um caminhão grande que esteja chegando quando o avião estiver pousando.

Airbus A340 da Air France pousando no Aeroporto Princess Juliana. (Foto: Lance C Broad / Wikimedia CC Public Domain)

Kansai International Airport – Osaka, Japão

Não é novidade para ninguém que a terra é um recurso escasso no Japão. Logo, os engenheiros japoneses se dirigiram a quase 5 quilômetros da costa para a Baía de Osaka para construir essa estrutura colossal.

A ilha artificial de Kansai tem 4 quilômetros de comprimento e 2,5 quilômetros de largura: uma estrutura tão grande que é visível do espaço. Os trabalhos começaram em 1987 e, em 1994, jatos já circulavam pelo aeroporto.

Por mais impressionante que seja, Stewart Schreckengast, professor de tecnologia de aviação na Purdue University e ex-consultor de aviação da MITER, adverte que a mudança climática e o aumento do nível do mar representam uma ameaça muito real à existência do aeroporto. “Em cerca de 50 anos, isso pode estar debaixo d’água”, diz ele. Enquanto o mar não o consome, os viajantes podem ir do aeroporto para a ilha principal de Honshu através de carro, ferrovia ou até mesmo numa balsa de alta velocidade.

Vista aérea do Aeroporto de Osaka. (Foto: Tdk / Wikimedia CC Public Domain)

Aeroporto do Congonhas – São Paulo, Brasil

A maioria das grandes cidades do mundo tem um aeroporto, mas raramente são construídas a apenas 8 quilômetros do centro da cidade, especialmente numa metrópole como São Paulo.

A proximidade de Congonhas com o centro da cidade pode ser atribuída ao fato de que sua obra foi concluída em 1936, com a cidade passando por um rápido desenvolvimento nas décadas seguintes. O aeroporto costuma figurar nas listas dos aeroportos mais conceituados da América do Sul.

Embora sua proximidade possa ser uma conveniência para os passageiros, isso sobrecarrega tanto os pilotos quanto as equipes de controle de tráfego aéreo. É um verdadeiro desafio, em termos de segurança, apenas pousar um avião lá. Felizmente, muitos prédios altos de São Paulo estão longe o suficiente do aeroporto, o que não é um obstáculo imediato para os pilotos pousarem ou decolarem.

Vista da cabeceira do Aeroporto de Congonhas. (Foto: Valter Campanato / Wikimedia CC Public Domain)

Macau International Airport – Macau

Um dos aeroportos mais bizarros e famosos do mundo fica no litoral da China. O Aeroporto Internacional de Macau, uma antiga colônia portuguesa, foi inaugurado em 1995.

O que mais chama a atenção neste movimentado aeroporto é a sua pista de aterrissagem: medindo mais de 3300 metros de comprimento, ela fica instalada sobre uma faixa de terra no meio da água. Mas o risco vale a pena. Macau é uma das cidades mais cosmopolitas da Ásia e também figura entre os melhores destinos de jogos no mundo, ao lado de cidades como Mónaco ou Las Vegas, atraindo atletas e fãs em busca de emoção e glamour. Um conjunto de rodovias liga a pista à pequena ilha de Taipa, onde estão localizadas a torre de controle de tráfego aéreo e o terminal principal.

Estranho formato do Aeroporto de Macau. (Foto: Edwin Leong / Wikimedia CC Public Domain)

Svalbard Airport – Svalbard, Noruega

Svalbard é um aglomerado de ilhas norueguesas no Oceano Ártico. Embora existam três aeroportos dentro do arquipélago, dois dos quais são usados principalmente para transportar mineradores, o Aeroporto de Svalbard está aberto a viagens comerciais, tornando-o o aeroporto mais ao norte do mundo no qual os turistas podem viajar. Os engenheiros usaram o clima brutalmente frio da região a seu favor durante a construção e construíram a pista em uma camada de permafrost.

O aeroporto foi concluído em 1975, mas pequenas mudanças sazonais fizeram com que seções da pista se tornassem irregulares, forçando a necessidade de repavimentar a pista em várias ocasiões. Um projeto foi lançado em 1989 com o objetivo de isolar seções problemáticas da pista do solo, o que provou ser relativamente bem-sucedido. No entanto, um estudo de 2002 indica que o aumento das temperaturas na área pode aumentar a necessidade e a frequência dos esforços de manutenção e repavimentação.

Vista do Aeroporto de Svalbard. (Foto: Alexey Reznichenko / Wikimedia CC Public Domain)

Qamdo Bangda Airport – Qamdo, Tibet

Este era o aeroporto mais alto do mundo, situado a mais de 4200 metros acima do nível do mar. Ainda mais impressionante do que a altitude do aeroporto, talvez seja a pista de quase 6 quilômetros de comprimento.

Afinal, pistas longas são cruciais para fazer pousos seguros em altitudes mais altas. Quando você sobe para esses aeroportos de maior altitude, sua velocidade de aproximação, velocidade de pouso e velocidade de decolagem precisam de uma velocidade mais alta. No entanto, a China desbancou o aeroporto de Qamdo com um novo aeroporto no Tibete, o Daocheng Yading Airport, apenas 200 metros mais alto.

A pista de 6 mil metros do Aeroporto de Qamdo, na China.

1 COMENTÁRIO

  1. A propósito editor, a reportagem diz que a ilha artificial de Kansai tem 40 Km de comprimento por 25 Km de largura, mas suas as pistas de pouso e decolagem B e A têm 4.000 metros e 3.000 metros respectivamente e vemos na foto que são quase do mesmo comprimento da ilha. Estão corretas estas medidas?