O avião multimissão Embraer KC-390 no momento que chegava para o Paris Air Show. (Foto: Paul Marais-Hayer / AirTeam Images)

Os testes de voo do KC-390 avançam sem grandes dificuldades. Os dois protótipos do novo avião multimissão KC-390 da Embraer passaram recentemente pela marca de 1.000 horas de voo. A aeronave de transporte e reabastecimento aéreo está pela primeira vez participando do Paris Air Show. No ano passado, a aeronave brasileira havia cruzado o Atlântico para ser apresentada em Farnborough, na Inglaterra.

Desde abril de 2016, dois protótipos do Embraer KC-390, quase idênticos, estão sendo usados para os testes de voo. Após o voo inaugural da primeira dessas aeronaves, ambas as aeronaves acumularam mais de 1.000 horas de voo, representando praticamente metade do programa total de testes.

A Embraer já atingiu vários marcos significativos. O lançamento de cargas e paraquedistas já foram realizadas e recentemente a fabricante de aeronaves brasileira fez testes de validação de extração de cargas pesadas com paraquedas.

Testes de reabastecimento com aeronaves F-5M da FAB já foram iniciados. (Foto: Sgt. Batista / Agência Força Aérea)

Os testes de reabastecimento, com os primeiros contatos secos foram conduzidos com os caças F-5M da Força Aérea Brasileira. A Embraer está a preparando um teste mais abrangente do sistema de reabastecimento com os pods colocados sob as asas e que possuem mangueiras flexíveis.

Neste ano foram feitos também os testes de pousos e decolagens com ventos fortes, ocorridos na Patagônia, no Chile e na Argentina. O dispositivo também foi testado em pistas com grande quantidade de água. A Embraer ainda não anunciou um calendário para os testes em pistas semi-preparadas (grama, terra, areia…).

Os testes estáticos no solo também são realizados para a certificação da unidade. Os testes na asa estão concluídos. A plataforma vai ser usada para o ensaio de fadiga estrutural que já está preparado.

Com uma bancada de teste da área de carga do KC-390, a Embraer foi capaz de certificar o transporte de diferentes tipos de veículos em serviço pelos militares brasileiros. A fuselagem do KC-390, por exemplo, pode acomodar dois veículos blindados M113.

A aeronave está sendo apresentada em vários países que demonstraram interesse no KC-390. (Foto: Sgt. Batista / Agência Força Aérea)

Todos esses ensaios devem ajudar a fabricante para atingir a Capacidade Operacional Inicial (IOC) do KC-390 até o final do ano de 2017. A primeira aeronave de produção, que está sendo montada, deverá ser entregue para FAB em 2018. O Brasil encomendou 28 aviões KC-390, mas a Embraer continua sua campanha para promover o KC-390 pelo mundo. Antes de Paris, o avião passou pela Suécia onde foi apresentado para militares e executivos da Saab, parceira da Embraer no programa Gripen NG.

De acordo com representantes do grupo brasileiro vários clientes potenciais manifestaram interesse no KC-390, e seis países enviaram delegações ao Brasil para testar o avião.

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. Já o Gripen NG….Voou! Voou! Quase quarenta minutos! E pousou! Uma alma maléfica que assombra as instalações da Saab na Suécia, me disse que eles usaram o velho truque de mostrar uma coisa e usar outra! O Gripen que voou é uma versão maquiada do Gripen CD, o protótipo foi escondido dias antes! Eu ainda não acredito nesse avião!

    • Este protótipo que voou pode até ter diferenças em relação ao produto final, vários aviões tiveram modificações durante a fase de certificação.
      Mas exibir um "C" modificado com tanta gente assistindo, fotografando e filmando não da.

  2. Um avião de transporte que exagera na ousadia em demonstrações é o robusto C-27J, porem apesar dos elogios e aplausos do público leigo este tipo de demonstração com acrobacias de aeronaves de transporte não impressiona os compradores que sabem que na utilização do dia a dia de uma aeronave de transporte não tem espaço para estas acrobacias.
    .
    Maluquices com o C-27J Looping: https://m.youtube.com/watch?v=gJTUzxZCokQ

    Outra do C-27J tonneau: https://m.youtube.com/watch?v=v8-bLo8WwWk

  3. Mas ninguem supera a ausadia do Piloto Chefe dos ensaios do Boeing 707 que fez dois tonneau com o protótipo na frente de 250.000 pessoas sem autorização da empresa.
    O lendário piloto Alvin “Tex” Johnston, que virou até livro, quase matou de enfarte o Pres. da Boeing que assistia a exibição pois eles não teriam dinheiro para construir outro protótipo em caso de acidente, o B707 seria a salvação ou o fim da Boeing, foi a salvação.
    .
    . https://newsavia.com/ha-60-anos-prototipo-do-boei
    .
    . https://m.youtube.com/watch?v=gp-gZmiqGx4

Comments are closed.