A Boeing aumentou a família 737 MAX , com a apresentação da versão MAX 10.

A Boeing anunciou durante toda semana encomendas e compromissos incrementais durante o Paris Air Show totalizando 571 aviões comerciais, avaliados em preços de lista em US$ 74,8 bilhões, e levou uma vitória importante sobre sua principal concorrente, a fabricante europeia Airbus.

O Boeing 787-10 foi apresentado em voo juntamente com o Boeing 737 MAX.

A Airbus anunciou um total de US$ 39,7 bilhões em novos negócios durante a semana do Paris Air Show 2017, com compromissos para um total de 326 aeronaves, incluindo pedidos firmes para 144 aeronaves avaliados em US$ 18,5 bilhões e memorandos de entendimento para 182 aeronaves avaliados em US$ 21,2 bilhões.

Ambas as empresas apresentaram as suas mais recentes adições de seus modelos clássicos – o 737 MAX 10 da Boeing e o A380plus da Airbus. Mas foi a Boeing que logo no início apresentou seu alongado 737 MAX 10 que veio junto com mais de 361 pedidos e compromissos de 16 clientes em todo o mundo, provavelmente sendo a principal dentre muitas razões pelas quais a Boeing vendeu muito mais do que a Airbus.

O Paris Air Show permitirá que a Boeing possa melhorar a sua imagem nas terras europeias da Airbus. Importante salientar que os valores apresentados em geral são estimativas, e não levam em conta os vários descontos para os clientes, que podem chegar em até 60%.

Cliente

Quantidade / Modelo

Valor
(em US$, preços de tabela)

BOC Aviation

(10) 737 MAX 10

$1,2 bilhão

GECAS*

(20) 737 MAX 10

CDB Aviation Lease Finance

(42) 737 MAX 8

(10) 737 MAX 10

(8) 787-9 Dreamliner

$7,4 billhões

TUI Group*

(18) 737 MAX 10

Tibet Financial Leasing

(10) 737 MAX 8

(10) 737 MAX 10

$2,3 bilhões

SpiceJet

(20) 737 MAX 10

$2,5 bilhões

SpiceJet*

(20) 737 MAX 10

AerCap

(30) 787-9 Dreamliner

$8,1 bilhões

ALAFCO

(20) 737 MAX 8

$2,2 bilhões

Norwegian

(2) 737 MAX 8

$225 milhões

Monarch**

(15) 737 MAX 8

Lion Air Group

(50) 737 MAX 10

$6,2 bilhões

ACG

(20) 737 MAX 10

$2,5 bilhões

Okay Airways

(8) 737 MAX 10
(7) 737 MAX 8
(5) 787-9 Dreamliner

$3,1 bilhões

Avolon

(75) 737 MAX 8

$8,4 bilhões

BlueAir**

(6) 737 MAX

Ryanair

(10) 737 MAX 8

(200 assentos)

$1,2 bilhão

Azerbaijan Airlines

(4) 787-9 Dreamliner

$1,1 bilhão

CALC

(35) 737 MAX
(15) 737 MAX 10

$5,8 bilhões

United*

(100) 737 MAX 10

United

(4) 777-300ER

$1,4 bilhão

Japan Investment Adviser

(10) 737 MAX 8

$1,1 bilhão

Ethiopian Airlines**

(10) 737 MAX 8

Ethiopian Airlines

(2) 777 Cargueiros

$651 milhões

ALC

(5) 737 MAX 7
(7) 737 MAX 8

$1,2 bilhão

EL AL

(2) 787-8 Dreamliner
(1) 787-9 Dreamliner

$729 milhões

Mauritania Airlines**

(1) 737 MAX 8

Donghai Airlines*

(10) 737 MAX 10

Malaysia Airlines*

(10) 737 MAX 10

Xiamen Airlines

(10) 737 MAX 10

$1,2 bilhão

Copa Airlines*

(15) 737 MAX 10

Tassili**

(3) 737-800 Next Generations

Companhia aérea não identificada

(125) 737 MAX 8

$14.1 billhões

AerCap*

(15) 737 MAX 10

Ruili

(20) 737 MAX 8

$2,2 bilhões

Total de pedidos firmes e compromissos

571 aeronaves

$74,8 bilhões

*Conversões
** Não identificados que foram identificados

O grande sucesso do Paris Air Show, o Boeing 737 MAX 10.

A Boeing Global Services também anunciou contratos de serviços plurianuais de até US$ 6 bilhões durante o show, que incluíram:

• Serviços comerciais: a UPS encomendou três 767 Boeing Converted Freighters; A Monarch selecionou o Boeing Global Fleet Care (anteriormente GoldCare) e serviços de treinamento de voo para toda a sua frota 737 MAX; E a Norwegian selecionou a Boeing para fornecer todos os seus requisitos de treinamento de voo em toda a frota da Boeing.

• Serviços governamentais: a Rolls-Royce chegou a um acordo de distribuição de peças e vendas com a Aviall para apoiar sua frota global de motores de defesa AE; A Marinha indiana escolheu a Boeing para apoiar sua frota de aeronaves de patrulha marítima P-8I; E a Agência de Logística da Defesa dos EUA assinou um contrato com a Boeing para apoiar sua frota de caças F-15.

3 COMENTÁRIOS

  1. Não acho q pode considerar uma vitória da Boeing. na verdade sairam com um empate das 571 aeronaves 243 eram encomendas que já estavam no banco como 737 max9 que viraram 10 ou de empresas que já estavam na lista de encomenda que apenas anunciaram o nome sobrando ao final 328 enquanto a airbus vendeu 326. bem equilibrado ao final.

  2. Boeing anuncia para 2025 novo avião comercial para faixa 200 a 270 passageiros, a Boeing o trata como Boeing NMA(New Midsize Airplane), mas a imprensa ja batizou por conta própria como Boeing 797.
    . https://www.flightglobal.com/news/articles/paris-
    .
    . http://www.ainonline.com/aviation-news/air-transp
    .
    Não tem nada a ver com aquele Boeing Sonic Cruiser futurista que falavam no passado que estaria voando hoje como Boeing 797, este projeto foi arquivado em 2002 e depois voltou a mídia em 2012 pois a Boeing patenteou a ideia da configuração, o que mostra que se não estão tocando o projeto, pelo menos pode ser que volte atualizado no futuro.
    . http://conworld.wikia.com/wiki/Boeing_797_Sonic_C
    .
    . https://en.m.wikipedia.org/wiki/Boeing_Sonic_Crui

Comments are closed.