A aeronave de propulsão híbrida distribuída EcoPulse. (Foto: Daher)

Como parte de suas estratégias de inovação, a Daher, a Airbus e a Safran anunciaram uma parceria colaborativa para o projeto e desenvolvimento do demonstrador de propulsão híbrido distribuído EcoPulse montado na asa, com um voo inaugural programado para 2022.

Baseado na plataforma TBM da Daher, este projeto – Iniciada pelo CORAC (Conselho de Pesquisa da Aviação Civil Francesa), com o apoio da DGAC (Autoridade Francesa de Aviação Civil), desenvolverá tecnologias que aumentam a eficiência ambiental das aeronaves e atendem às necessidades futuras da indústria de viagens aéreas.

A indústria da aviação como um todo está comprometida com o desenvolvimento de uma aviação mais limpa.

A abordagem geral abrange três áreas de pesquisa e desenvolvimento:

    • O sistema de propulsão híbrido distribuído será fornecido pela Safran;
    • A Airbus será responsável pela otimização aerodinâmica do sistema de propulsão distribuída, pela instalação de baterias de alta densidade energética e pelo uso dessas baterias para alimentar a aeronave;
    • A instalação de componentes e sistemas, testes de vo, análise geral e construção regulatória serão realizadas pela Daher usando sua plataforma TBM.
    • O objetivo dessa colaboração de três vias é validar tecnologias projetadas para reduzir as emissões de CO2, a poluição sonora e criar novos usos para o transporte aéreo.

“Reduzir o impacto ambiental das aeronaves é uma prioridade para a indústria como um todo. Por isso, é com entusiasmo e determinação que damos as boas vindas à oportunidade de fazer parte desta parceria única, juntamente com a Airbus e a Safran, para ter sucesso no desafio ambicioso estabelecido pelo CORAC. Estamos determinados a torná-lo uma característica distintiva do setor de aviação francesa, e estamos certos de que todos os interessados ??se unirão em torno dele”, disse Nicolas Orance, vice-presidente sênior da Daher Aerospace and Defense.

Maquete do EcoPulse exposta no stand da Airbus no Paris Air Show.

A Safran fornecerá todo o sistema de propulsão híbrido distribuído EcoPulse (excluindo baterias), que consiste em um turbogerador (um turbocompressor e um gerador de energia combinados), um sistema de gerenciamento de energia elétrica e propulsores elétricos integrados (ou e-hélices), incluindo motores elétricos e hélices. Os propulsores elétricos serão integrados na asa EcoPulse e fornecerão propulsão, ao mesmo tempo em que proporcionam ganhos aerodinâmicos (reduzindo a área da superfície da asa e os vértices marginais das pontas das asas e, portanto, arrasto).

A instalação de um sistema de propulsão distribuída em uma aeronave TBM é uma excelente oportunidade para aumentar sua eficiência, diversificar suas missões, reduzir seu impacto ambiental e reduzir seus custos operacionais.

“A Safran desenvolveu um roteiro tecnológico para a instalação de propulsores elétricos em aeronaves. O EcoPulse nos oferece uma excelente oportunidade para avaliar e identificar as características específicas esperadas por este mercado, particularmente em termos de novos projetos de aeronaves de propulsão híbrida. A Safran pretende se posicionar como líder de mercado neste tipo de sistema de propulsão até 2025”, disse Stéphane Cueille, chefe de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Safran.

A Airbus estará envolvida na modelagem aerodinâmica do demonstrador, tanto para suportar escolhas de configuração quanto para permitir o desenvolvimento de leis de controle de voo. Todas essas considerações devem permitir demonstrar os benefícios da propulsão distribuída e fornecer as linhas de base para o projeto de aeronaves de propulsão distribuídas otimizadas em termos de métodos, ferramentas e resultados.

“Este demonstrador de propulsão híbrido distribuído é um passo muito importante no sentido de preparar os padrões de certificação para uma aeronave mais elétrica. Também nos dá a oportunidade de melhorar nossos modelos de simulação e considerar seu uso em aeronaves maiores”, disse Jean-Brice Dumont, vice-presidente executivo de engenharia da Airbus.

Anúncios