Um dos maiores grupos de companhias aéreas do mundo anunciou hoje que planeja construir sua futura frota com o Boeing 737 MAX com a intenção de comprar 200 jatos MAX.

A International Airlines Group (IAG) e a Boeing disseram que as duas empresas discutiram a oportunidade e assinaram uma carta de intenções no Paris Air Show em um acordo avaliado em mais de US$ 24 bilhões.

A IAG é a empresa-mãe da Aer Lingus, da British Airways, da Iberia, da Vueling e da LEVEL, que transportam mais de 113 milhões de passageiros por ano. O grupo tem sido um operador de longa data de aviões de dois corredores da Boeing. No início deste ano, o grupo IAG se comprometeu e finalizou um grande pedido para o mais novo modelo de longa distância da Boeing, o 777X, para complementar sua frota de 777s da geração atual e os novos 787 Dreamliners. No segmento de corredor único, a IAG e suas afiliadas costumavam operar algumas aeronaves 737. Hoje, sua frota é quase exclusivamente de aeronaves da família Airbus A320. O CEO da IAG, Willie Walsh, disse que o grupo consideraria o 737 MAX como parte da diversificação de sua futura frota para estimular a concorrência.

“Estamos muito satisfeitos em assinar esta carta de intenções com a Boeing e estamos certos de que essas aeronaves serão um ótimo complemento para a frota de curta distância da IAG”, disse Willie Walsh, executivo-chefe do IAG. “Temos toda a confiança na Boeing e esperamos que a aeronave retorne com sucesso ao serviço nos próximos meses, depois de receber aprovação dos órgãos reguladores”.

Ao selecionar o 737 MAX, a IAG diz que voará uma combinação do 737 MAX 8, com capacidade para 178 passageiros em uma configuração de duas classes, e o maior jato 737 MAX 10, que pode acomodar até 230 passageiros. A companhia aérea não divulgou uma divisão específica entre os dois modelos MAX, embora preveja a implantação da aeronave em várias companhias aéreas do grupo, incluindo a Vueling e a LEVEL.

Quando o acordo final for alcançado, ele será postado no site de Pedidos e Entregas da Boeing.

“Estamos verdadeiramente honrados pela International Airlines Group depositar sua confiança no 737 MAX e, finalmente, no pessoal da Boeing e em nosso profundo comprometimento com a qualidade e a segurança acima de tudo”, disse o Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, Kevin McAllister. “Estamos muito satisfeitos que a equipe do IAG reconheceu as qualidades superiores do 737 MAX e indicou a intenção de retornar à família Boeing 737. Esperamos construir nossa longa parceria com a IAG por muitos anos.”

O 737 MAX incorpora a mais recente tecnologia de motores CFM International LEAP-1B, winglets de tecnologia avançada e outras melhorias para oferecer a mais alta eficiência, confiabilidade e conforto para os passageiros no mercado de corredor único. O 737 MAX é 14% mais eficiente em termos de combustível do que os 737s de geração anterior, e 20% melhor do que os 737s Next Generation originais quando eles entraram em operação.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Desconto deve ter sido enorme! Só isso explica mudar de A320 para 737….

    • A Boeing não costuma vender a preço de banana para conquistar clientes. Quem sempre fez isso foi a Airbus e principalmente a Bombardier.

      • Todas as grandes empresas dão grandes descontos para novos clientes, sem exceção.
        Isso é uma estratégia para ocupação do mercado.

        • Então a Apple é uma empresa pequena. Vou mandar um e-mail para o Tim Cook agora.

          Pena que a verdade é que diversas empresas preferem a segmentação e manter alta a rentabilidade.

Comments are closed.