A Força Aérea Peruana avaliou as características de voo e técnicas do caça modernizado MiG-29M/M2 na Rússia. (Foto: RAC MiK)

Dentro da unidade de aviação internacional “Ramport Aero S.A.”, na cidade de Zhukovsky, localizado perto de Moscou, realizou-se no dia 24 de agosto a reunião da delegação da Força Aérea da República do Peru com os chefes da MiG Corporation (Russian Aircraft Corporation MiG).

“A América Latina é um dos principais mercados da MiG Corporation. Em particular, desde 1997, os aviões de combate MiG-29 atendem as forças aéreas da República do Peru. Gostaria de enfatizar que, durante esses anos, a MiG Corporation obteve uma grande experiência na modernização de tais máquinas, que constitui a base para a colaboração contínua de nossos países, inclusive pela possibilidade de fornecer o mais moderno caça multiuso da família MiG dentro dos interesses das forças aéreas peruanas”, confirmou Iliá Tarasénko, diretor-geral da MiG Corporation.

Como parte do desenvolvimento colaborativo, realizou-se um voo conjunto de conhecimento do avião MiG-29M2 com o Tenente-Geral peruano, Rodolfo García Esquerre (Inspetor-Geral das Forças Aéreas da República do Peru), e com Mikhail Beliáev, o piloto de teste da MiG Corporation. O representante do Peru avaliou altamente as capacidades dos aviões de combate profundamente modernizados, bem como suas características técnicas e de voo.

O fato de o Peru possuir uma base de manutenção técnica para a aeronave MiG-29, bem como uma equipe de voo e técnica bem preparadas, assegura as instalações para a promoção dos novos produtos da MiG Corporation para este país.

Foi discutido com os representantes da liderança das Forças Armadas peruanas as possibilidades de promover o avião de combate MiG-29M/M2 profundamente modernizado, o que aumentará consideravelmente as capacidades das Forças Armadas peruanas com as despesas mínimas em instalação básica necessária de material e manutenção técnica e preparação de técnicos.

É muito importante que o lado russo, sob demanda do Peru, esteja preparando um ótimo programa de deslocamento que assegure o alto grau de localização da manutenção técnica da aeronave MiG-29M/M2 e a produção de vários pontos e agregados, precisamente no território do Peru, que contribuirão para o desenvolvimento da indústria de aviação do país e a transferência de tecnologias modernas.

No período entre 2008 e 2014, a MiG Corporation modernizou 8 jatos MiG-29 para o nível “SM” – que é distinto da modificação MiG-29M/M2. Até 2020, praticamente todos os jatos de combate das forças aéreas da República do Peru terão mais de 30 anos de operação.

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

    • Teve KC-135A usando o motor J57-P-59W turbojet que foi modernizado para KC-135E com motores TF33-PW-102 turbofan comprados usados retirados dos Boeing 707 comerciais que estavem sendo aposentados e depois virou KC-135R usando o motor CFM56, foi a modernização da modernização.
      Obs: Nem todos os KC-135R foram "E", a grande maioria dos "R" foi modernizada direto de "A" para "R". Os "E" remanecentes foram para a reserva em 2009, o Chile comprou 3.
      . http://www.theaviationzone.com/factsheets/kc135.asp

    • As aeronaves que o Peru possue não podem ser modernizadas para se tornarem Mig-29M/M2, pois estes tem estrutura diferente das primeiras versões do Mig-29. Os primeiros modelos do Mig-29 podem ser elevados até o padrão Mig-29SMT, o que a Índia está fazendo. Se o Peru adquirir o Mig-29M/M2 serão aviões novos. Até onde pude entender essa salada russa, o Mig-29M/M2 é basicamente o Mig-35, mas sem o radar AESA.

  1. Outra do KC-135:
    Este é o cckpit original dos KC-135A.
    . https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:A
    .
    Este é o cockpit atual do KC-135R block 45, ja teve várias modernizações parciais desde que foi modernizado em relação aos antigos dos "A", uma principal para tirar o navegador com a utilização de um piloto automático e outra para compatibilizar com as regras atuais Global Air Traffic , a block 45.
    . https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/th
    .
    E agora com o atraso e a compra inicial pequena dos 18 KC-46 ja estão falando em nova atualização no padrão dos Boeing AWACS da OTAN, afinal são mais de 500 KC-135 para substituir, ainda devem ter que voar por muitos anos.
    . https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:A

Comments are closed.