Pilotos de jatos L-159 ALCA voaram na Suécia durante treinamento de combate aéreo em conjunto com helicópteros de várias nacionalidades. (Foto: Ministério da Defesa da República Checa)

O pessoal da Base Tática de Caslav, da Força Aérea da República Checa, retornou na segunda-feira de um Curso Tático de Instrutor de Helicóptero (HTIC) que durou duas semanas, realizado em Arvidsjaur, na Suécia. O objetivo do curso foi de melhorar as habilidades táticas dos pilotos no combate ar-ar entre aeronaves e helicópteros.

“Tivemos uma oportunidade única de treinar em um ambiente nórdico específico com diferentes tipos de helicópteros e aeronaves, e estamos orgulhosos de dizer que nosso profissionalismo e adaptabilidade é altamente avaliado pela OTAN e estados parceiros”, disse o capitão Pavel Linhart, comandante da Força Tarefa checa.

A Força Tarefa checa, constituída principalmente por membros do 212º Esquadrão Tático que opera as aeronaves L-159 ALCA, vem participando regularmente do HTIC desde 2014.

O papel dos pilotos de Caslav foi atuar como agressores em batalhas aéreas envolvendo helicópteros. As aeronaves voam a níveis mínimos de voo (30-100 metros acima do solo), e os pilotos de helicóptero se beneficiam da prática de habilidades de manobrabilidade e agilidade a baixas velocidades enquanto voam sobre terrenos irregulares.

Os jatos de combate, por outro lado, têm a vantagem de um radar a bordo, podem subir rapidamente e usar outras táticas, como usar o sol para prejudicar a visibilidade dos pilotos de helicópteros. Estas são as diferentes atividades táticas que precisam ser melhoradas e aprimoradas durante o curso.

“No caso de uma ameaça ou um risco de segurança maior, o Sistema Nacional de Defesa Aérea da República Checa é ativado e que inclui o L-159”, disse Linhart, e continuou a explicar isso, informando que desde o ano passado, os pilotos de Caslav, juntamente com pessoal técnico, transferiram sua longa experiência e conhecimento para a Força Aérea iraquiana.

Além da participação de três jatos L-159s checos, o curso de treinamento deste ano também incluiu o avião britânico Hawk T1, os helicópteros austríacos Bell 212, os helicópteros OH-59 e UH-60 Blackhawk, os helicópteros alemães Sikorsky CH-53 Sea Stallion, e os caças supersônicos suecos SAAB JAS39 Gripen.

SEM COMENTÁRIOS