O planador estratosférico Perlan II repousa em Minden, após realizar mais um voo de pesquisa. (Foto: Perlan Project)
O planador estratosférico Perlan II repousa em Minden, Nevada,  após realizar mais um voo de pesquisa. (Foto: Perlan Project)

O planador estratosférico Perlan 2 está seguindo pelo mar, depois de partir dos Estados Unidos, a bordo de um navio porta-container na primeira etapa de uma jornada que terminará em El Calafate, Argentina, em meados de agosto. A viagem marca uma transição, de um programa bem-sucedido de teste de voo de seis meses em Minden, Nevada, para os voos na Patagônia argentina, onde as condições de vento permitirão que a equipe comece as pesquisas aeroespaciais de alta altitude e climáticas.

O planador Perlan desliza num voo a vela a 26.000 pés de altitude. (Foto: Perlan Project)
O planador Perlan desliza num voo a vela a 26.000 pés de altitude. (Foto: Perlan Project)

“O projeto atingiu os seus objetivos nos voos de testes nos EUA e agora estamos prontos para ir para a Argentina, onde iremos alcançar o conhecimento importante sobre a nossa atmosfera. Durante os nossos voos de pesquisas, esperamos estabelecer um novo recorde mundial de altitude para planadores”, disse Ed Warnock, CEO do Projeto Perlan. “Estamos incrivelmente gratos por todos os voluntários, patrocinadores, amigos, além de fornecedores de produtos e serviços que nos ajudaram a alcançar este marco importante.”

O Perlan II durante o AirVenture 2015. (Foto: Perlan Project)
O Perlan II durante o AirVenture 2015. (Foto: Perlan Project)

O planador Perlan 2 é um planador pressurizado projetado para “deslizar” sobre as chamadas “ondas de montanha”, que, em certas regiões próximas dos pólos norte e sul, pode chegar até a estratosfera. Por um breve período, em Agosto e Setembro de cada ano, o clima nas montanhas dos Andes, perto de El Calafate é muitas vezes o lugar certo onde são geradas essas evasivas ondas estratosféricas de montanha.

O planador estratosférico da Airbus, já dentro da carreta para transporte, sendo colocado num container, que depois seguiu via marítima para Argentina.
O planador estratosférico da Airbus, já dentro da carreta para transporte, sendo colocado num container, que depois seguiu via marítima para Argentina.

O Perlan 2 é projetado para voar sobre essas ondas de até 90.000 pés sem exigir uma tripulação de duas pessoas usando trajes especiais pressurizados. Embora o programa de pesquisa deste verão provavelmente vá se concentrar em altitudes mais baixas, os pilotos do projeto ainda pode quebrar o recorde mundial de voo livre na altitude de 50.671 pés, fixado em 2006 por Steve Fossett e fundador do Projeto Perlan Einar Enevoldson, em um planador Perlan 1 despressurizado.

“A extraordinária visão do Projeto Perlan é de subir em alturas em que mesmo as aeronaves com motores não podem manter voo nivelado, e tem sido nosso privilégio ajudá-los a obter isso a partir de uma visão de um avião que é capaz de atingir essa meta”, disse Allan McArtor, CEO do Grupo Airbus. “Estamos todos muito orgulhosos desta semana, para ver este planador único começar esta próxima parte importante de sua incrível jornada.”

Airbus Perlan Infographic 18x12 HiRes - May 2016Na falta de um motor que poderia contaminar as amostras de ar, o planador Perlan 2 é o único capaz de recolher dados sobre os padrões climáticos de nível superior e a condição da atmosfera, gerando novos dados sobre as mudanças climáticas. A aeronave vai levar experimentos de cientistas ao redor do mundo, bem como de salas de aula de escolas e universidades. Seus voos na atmosfera superior também irão fornecer dados valiosos sobre o voo de alta altitude da Airbus.

Anúncios