Um dos caças Lockheed F-16D Block 52 da Força Aérea da Polônia.

A Agência de Cooperação de Segurança e Defesa (DSCA) notificou o Congresso dos EUA no dia 2 de fevereiro de uma possível Venda Militar de Exportação para a Polônia de um pacote de armas e manutenção para os seus caças F-16, bem como equipamentos associados, peças, treinamento e apoio logístico, avaliado em US$ 447 milhões.

O Governo da Polônia solicitou uma possível venda de 93 mísseis táticos AIM-9X-2 SideWinder Block II, 4 mísseis de treinamento CATM-9X-2, 65 mísseis AIM-120C-7 AMRAAM (Advanced Medium Range Air-to-Air Missiles), 42 bombas de 500 libras GBU-49 Enhanced Paveway II, 200 bombas GBU-54 JDAM (Joint Direct Attack Munitions) de 2000 libras, 642 bombas de uso geral BLU-111 de 500 libras, 127 bombas de uso geral MK-82 de 500 libras, 80 bombas de uso geral BLU-117 de 2.000 libras, 4 bombas inertes de uso geral MK-84 de 2.000 libras, 9 módulos centrais do motor F-100-PW-229, 28 dispositivos de visão noturna e mais 6 tubos intensificadores de reposição, 12 pods de Instrumentação Autônoma de Manobras de Combate Aéreo P5, um Sistema de Planejamento Conjunto de Missão e cinco anos de acompanhamento, em serviços de suporte e apoio logístico para a frota de caças F-16 da Polônia, peças de reposição e reparação, apoio e equipamento de teste, publicações e documentação técnica, revisões do sistema e upgrades, treinamento de pessoal e equipamentos de treinamento, e outros elementos relacionados de apoio ao programa.

A Força Aérea da Polônia já opera com esses armamentos solicitados e não terá problema em assimilar os novos armamentos para seus 48 caças F-16C/D Jastrz?b Block 52 (36 do modelo monoplace e 12 do modelo biplace).

O arquivo original em PDF pode ser acessado diretamente no site da DSCA.

Anúncios

19 COMENTÁRIOS

    • Russia e Polonia nunca se "deram". Viveram várias guerras com uma ocupação por 55 anos na última!

      • Verdade! Vide o que or russos fizeram ao final da Segunda Guerra quando assistiram de camarote os alemães destroçarem a resistência polonesa. Os soviéticos prometeram apoio e quando os poloneses se levantaram, eles assistiram os alemães acabar com a a resistência. Stalin teria ordenado que o exército esperasse para fazer uma limpeza nas lideranças polonesas e facilitar o processo de assimilação da Polônia como satélite de Moscow. De longe, Varsóvia foi a capital mais destroçada durante a 2ª GM.

  1. Já, Já vem gente dizer que todo esse equipamento vai ficar em depósitos nos EUA.

  2. Isso é meramente um pacote de manuntenção, e não serão esses F16 quem sozinhos impediriam uma ofensiva russa na Polônia.

    Coisa que jamais acontecerá novamente, afinal, a Guerra Fria acabou.

    Até parece que velhos F16 ali seriam um oponente para a PODEROSA MÃE RÚSSIA !! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk !!!

    ( ps: adoro falar desse jeito, tem cara que fica todo irritadinho com isso…)

      • Não se surpreenda se esses 60 F-16 derem uma surra na armada aérea da russia!

        Falando nisso vocês observaram que na Guerra do Pacifico, 2WWR, foi um piloto só que decidiu a favor dos americanos.

        Explico os torpedos dos A6 – Helcatt não funcionavam, dai sobrou uns Helcat com bombas e o cara foi lá e afundou o principal Porta-aviões do Japão, fato da maior importância estrategica. O Bush foi derrubado numa dessas (era torpedeiro) e sobreviveu(!). O Ylia que sabe tudo de cor e salteado deve saber explicar melhor esta estória veridica.

        • Se você lesse com atenção o post, perceberia que ele revela, antes, uma fragilidade da Polônia, do que uma fortaleza. Os poloneses estão comprando mísseis BVR e bombas guiadas, nas casas das centenas. Pode parecer muito, mas na verdade é pouco. Em um conflito intenso, isso se esgota rapidamente…

          É por isso que uma nação forte é aquela que produz os seus próprios armamentos. Portanto, quando se vê o Irã reproduzindo mísseis antigos e os aperfeiçoando, percebe-se uma nação que sabe a diferença real entre ser forte e fraco. Tentam eles serem fortes, na forma que podem.

          Sobre a Segunda Grande Guerra, o episódio que tentaste narrar é referente a Batalha de Midway, que embora importante e decisiva para a virada de rumo naquele TO, não pôs no entanto, o Império Nipônico de joelhos.

          Por uma falta de sincronia, os Douglas Devastators (Torpedeiros) chegaram antes e efetuaram o ataque, o que fez que cobertura de Zeros viesse ao nível do mar. Quando os Dautless chegaram, estavam com o céu desimpedido, enquanto o incompetente do Nagumo, confuso, estava com as cobertas atulhadas de bombas (ele mandara trocar por torpedos).

          O resultado da Batalha de Mídeway foi pela ordem, da responsabilidade de Yamamoto, que concebeu um plano complexo em demasia, e de Nagumo, que era indeciso, covarde e incompetente, afinal, que competência há um comandante que aceita um reconhecimento defeituoso como o feito pelos nipônicos em Midway?

          Essa é a história.

    • A poderosa mãe russa da qual voce se refere, hoje é só um escombro de sucatas da era sovietica, mas não quero interromper seu delirio, pode continuar.

      • Sucatas que a tornam a segunda potencia militar-nuclear do mundo ate hoje…

        Não se preocupe, eles estão voltando…

      • Piada…

        A Rússia está realizando um programa de aquisição de material bélico novo, sem paralelo no ocidente. Todo dia temos notícias de aquisição, ou modernização de vetores aéreos e marítimos, bem como de efetivos terrestres.

        Por isso considero a sua intervenção, como fruto de uma emocionalidade fugidia.

    • Wagner,

      Existe um nome para designar pessoas q desdenham de seu país para admirarem gratuitamente outras nações:

      oesse nome é …."PÁRIA"….

      Na URSS e mesmo na atual Russia essa figura é odiada, e geralmente não tem vida longa.

      Nas comunidades, entre amigos ou em Blogs, essas figuras geralmente são isoladas ou até expulsas…

      Gostaria q vc visita-se a sua "MÁE RUSSIA" e se declarar todo feliz a eles q vc os adimira mais q sua terra natal, onde vc vive, se alimenta, (acho q)trabalha ou estuda, tem amigos, tem liberdade de expressão e idéias, se relaciona e td mais…

      Tenho certeza q eles iriam te mandar de volta o quanto antes num Tupolev Tu154 junto com outros q pensam da mesma forma.

      Abç.

      • O que tem de párias ululantes para tudo que norte-americano e israelense não está no gibi, não é mesmo?

        Não dê lição de moral Edson, pois não pode.

        • Ilya, desculpe se eu o atingi com esses comentários, não foi minha intenção.

          Também concordo q existem párias admiradores de outras nações como vc citou… tb não simpatizo com estes..,

          Mas o Wagner é um cara jovem, se no futuro ele tiver alguma decepção com suas idéias atuais, é bom q ele se lembre q tem uma pátria q sempre o receberá de braços abertos, q é a verdadeira MÃE dele…

        • Tovarich:

          Eu nem ia me meter mas devo fazer um reparo na colocação do amigo. Infelizmente aqui no blog quem admira material norteamericano e israelense é logo tachado de entreguista, vendido, traidor e outros adjetivos do tipo. Existe sim um intenso patrulhamento de algumas pessoas que querem a todo custo que a agenda do blog fique pautada pela apologia de tudo o que vier do oriente e o escárnio de produtos ocidentais.

        • Calma, sem apelações, gostar de um produto de outro lugar é muito diferente de ser pária..

          Aliás o termo Pária somente serve para ser empregado aqui no Brasil a petistas, pois são os únicos que são intocáveis..

          Os Párias são uma casta indiana classificada ou chamada também de os Intocáveis.

          Creio que o Edson quis dizer Apátrida.

          E usou uma forma fora de propósito para se dirigir aos amigos do Blog, pois aqui são colocadas ideias e não devemos partir para agressões pessoais, senão o blog vai ficar sem graça e não vai ser legal participar..

          Abraço a todos.

      • Wagner, desculpe se peguei pesado no meu post…

        Gosto de seus comentários, e sei q vc é um cara inteligente…

        Só quero com isso abrir seus olhos e de outros, (não só russófilos)… pra darem mais valor ao nosso país…

        Um dia la na frente as palavras de um desconhecido poderão começar a fazer sentido…

Comments are closed.