Módulo de Comando e Serviço da Apollo 10 na órbita da Lua visto do Módulo Lunar (Imagem: NASA)
Módulo de Comando e Serviço da Apollo 10 na órbita da Lua visto do Módulo Lunar (Imagem: NASA)

Pombo Lunar (Moon Pigeons) é a terminologia que a NASA usou para os estranhos pontos luminosos que acompanharam o voo da Apollo 10 ao redor da Lua.

A missão da Apollo 10 era mapear a superfície lunar, preparando e escolhendo os melhores locais para o pouso na Lua. Além disso, a missão também levou até lá o módulo lunar. Quando a nave entrou na órbita lunar alguns problemas começaram a surgir. O sistema de computador deu pane na conexão nave-módulo lunar, criando uma situação potencialmente catastrófica.

Imagens de TV da órbita ao redor da lua mostraram estranhas luzes. Num dos vídeos fica bem claro e nítido a presença de ponto branco que se move pela tela. Num outro parece acompanhar a nave. Apelidados de “pombos lunares” pelos engenheiros da NASA, esses objetos são difíceis de explicar.Logo após esses ‘pombos’ aparecerem, o computador começa a trabalhar de novo e tudo volta ao normal como o planejado.

Detrito espacial?
Detrito espacial?

pombo #2

Muitas teorias surgiram. A NASA por sua vez disse que os tais ‘pombos’ eram lixo espacial, provenientes da própria nave Apolo. Já outros preferem acreditar que são ETs. O fato é que a única coisa concreta é de que se trata de um UFO, exatamente por não poder ser identificado.

pombo #3

Alguns pensam que os pombos possam ter interferido com os sistemas da nave, congestionando o computador, alguns pensam que foram benevolentes ajudando a nave. Talvez menos imaginação, alguns atribuem o pombo lua a um pedaço de detritos da missão ou o que sobrou de uma missão anterior. Alguns pensam que é um pedaço de gelo. Ninguém realmente acha que é um pombo real.


NOTA DO EDITOR: Nosso foco é a aviação. Procuro deixar o assunto UFO para outros blogs e sites, porém, alguns temas são por demais interessantes e como o Amigo leitor do CAVOK é de um padrão mental elevado, nada melhor que discutir aqui tal assunto. O quê é ou são esses ‘Pombos’? Só o Tempo dirá. “existem muito mais coisas entre a Terra e a Lua que simples satélites…”


50 COMENTÁRIOS

  1. Não vou deixar passar em branco a parte mais importante:

    " …Amigo leitor do CAVOK é de um padrão mental elevado,…".

    Muito obrigado.

  2. Ou ondas quebrando alto, coisas que faziam parte da realidade e imagináveis por eles deles, provavelmente nossos descendentes médios verão muito mais coisas do que vemos hoje, assim como alguns que chamamos de loucos hoje.

  3. Pô Celestiano, não reforça isso, vão acabar me expulsando daqui…

  4. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

  5. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

  6. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

  7. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

  8. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

  9. Talvez a maioria dos eventos seja só um fenômeno de acreção causado pelas espaçonaves e astronautas. O espaço não é vazio, há pó cósmico, detritos, micrometeoritos, e a própria missão leva muitos detritos, desde poeira até vazamentos, lixo e gelo acumulado da Terra. Já foi provado que matéria, mesmo muito fina é capaz de se aglutinar, tanto por interação gravitacional quanto por interações de carga estática entre eles.. Na ISS teve um experimento acidental que mostrou bem esse efeito. http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/bui
    É possível então que detritos muito pequenos e poeira podem formar micro-objetos e orbitar outros objetos de massa minúscula mas bem maior que a deles, no caso espaçonaves e astronautas. Talvez estivessem rodeados de detritos mas não perceberam de tão pequenos e tão perto que estavam, além das barreiras e dificuldades para visualizar os objetos. Isso também explicaria sua movimentação, uma ilusão de ótica dando impressão de ser extremamente rápida, quando é na verdade só uma movimentação muito próxima.

Comments are closed.