O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov, com suas aeronaves de caça Su-33 Flanker e helicópteros anti-submarino, volta a operar nesse mês de setembro, após um período em revisão na Rússia. (Foto: Oleg Lastochkin / RIA Novosti)

O único porta-aviões russo, o Admiral Kuznetsov, deixou a sua doca seca após os reparos programados e está pronto para uma missão de treinamento no Mar de Barents, informou a Frota do Norte num comunicado.

“O porta-aviões Admiral Kuznetsov nevagará para o Mar de Barents no final de setembro numa missão de treinamento relevante para sua tarefa principal,” disse o comunicado.

O navio de guerra foi atribuído a Frota do Norte da Marinha Russa em janeiro de 1991. Ele é capaz de transportar 26 caças embarcados Su-33 Flanker-D e MiG-29K Fulcrum-D, e 24 helicópteros anti-submarino.

A próxima missão deverá provavelmente envolver um programa compreensivo de treinamento de pilotos navais para adicional desenvolvimento das técnicas adquiridas pelos pilotos no Centro de Treinamento de Pilotos Navais de Nitka, na Ucrânia.

O Admiral Kuznetsov deve entrar novamente nas docas do estaleiro de Sevmash em 2012 para uma completa modernização, a qual irá durar pelo menos cinco anos.

A Rússia está visando terminar os projetos para um novo porta-aviões nuclear para sua Marinha até 2012 e fabricar pelo menos três desses navios para suas frotas do Norte e do Pacífico.

Fonte: RIA Novosti – Tradução: Cavok

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS