Governo Português anunciou hoje a compra de cinco aviões KC-390, para substituir os antigos Hércules C-130, por um total de 827 milhões de euros.

O governo de Portugal anunciou hoje a compra de 5 aviões KC-390. A Embraer fechou seu primeiro acordo de exportação para a aeronave KC-390 com o parceiro de programa Portugal, enquanto se prepara para entregar a primeira aeronave para FAB, cliente de lançamento no Brasil, ainda este ano.

No comunicado oficial, o Conselho de Ministros realizado hoje, anunciou:

“O Conselho de Ministros aprovou hoje a aquisição de cinco aeronaves KC-390, assim como a contratação dos serviços de sustentação logística das aeronaves e do simulador de voo e a aquisição dos equipamentos de guerra eletrônica.

A aquisição das aeronaves KC-390 e de um simulador de voo, e respectiva sustentação logística, com as configurações e especificações técnicas, operacionais e logísticas definidas pela Força Aérea, permitirá reforçar as atuais capacidades de transporte aéreo, de busca e salvamento, evacuações sanitárias e apoio a cidadãos nacionais, nomeadamente entre o Continente e os Arquipélagos, incluindo-se, também, as capacidades adicionais de reabastecimento em voo e de combate a incêndios florestais, o que possibilita que Portugal disponha de aeronaves com funções de duplo uso (civil e militar), que respondem a necessidades permanentes do país.

As características únicas da aeronave KC-390 estabelecem um novo padrão para o transporte militar estratégico, até aqui apenas possível de assegurar com aeronaves quadrimotores, de superiores dimensões e capacidades, constituindo-se assim, nesta classe, como a solução que satisfaz integralmente os requisitos definidos pelo Estado Português, bem como os exigidos para participação nas operações militares que poderão decorrer das alianças de que Portugal faz parte”.

A FAB receberá sua primeira aeronave em 2019. (Foto: Sgt. Batista / Agência Força Aérea)

Em abril passado, o CAVOK anunciou que a empresa brasileira havia aceitado a proposta feita pelo governo Português para aquisição das 5 aeronaves.

As negociações entre a fabricante brasileira de aviões Embraer e Portugal iniciaram há dois anos, para um pedido total na época de cinco KC-390, com opção de um sexto.

Além dos Estados Unidos, a Embraer tem sua maior presença industrial no exterior em Portugal, com várias partes do KC-390 construídas em sua subsidiária OGMA, fabricante de peças para aeronaves e especialista em manutenção militar, reparação e revisão em Lisboa. A Embraer também estabeleceu uma planta de aeroestrutura, principalmente para os jatos executivos, em Évora.

A Embraer está em processo de entrega da primeira aeronave de série, a terceira unidade do KC-390 construída. A Força Aérea Brasileira se comprometeu em comprar uma frota de 28 aeronaves.

Quatro nações – além do Brasil – comprometeram-se originalmente com a aeronave militar, que voou pela primeira vez em 2015. No entanto, o progresso com a Argentina, a República Tcheca e o Chile parece ter parado.

Os KC-390 substituirão os C-130H Hércules atualmente em serviço na Força Aérea Portuguesa na Esquadra 501 – Bisontes.


FONTE: Pássaro de Ferro, Edição CAVOK

Anúncios