Caças F-16 da Guarda Aérea Nacional dos EUA sobrevoam Kunsan, na Coreia do Sul. (Foto: U.S. Air Force / Tech. Sgt. Jeffrey Allen)

O presidente filipino se opõe a uma oferta do chefe de defesa dos EUA e outros altos oficiais norte-americanos para comprar caças F-16, dizendo que tal aquisição seria “totalmente inútil” porque seu país precisa de aviões de combate mais leves para combater os insurgentes.

O presidente Rodrigo Duterte zombou da oferta na noite de quinta-feira (23), em uma carta do secretário de Defesa James Mattis, do secretário de Estado Mike Pompeo e do secretário de Comércio Wilbur Ross, depois de ele ser criticado pelos EUA por sua repressão às drogas ilegais.

Depois que ele assumiu o cargo em meados de 2016, Duterte imediatamente tomou medidas para reviver relações outrora frias com a China, enquanto muitas vezes assumia uma postura antagônica em relação às políticas de segurança dos EUA. Ele atacou o ex-presidente Barack Obama, que levantou preocupações sobre os direitos humanos sob Duterte. O líder filipino, no entanto, se aproximou do presidente Donald Trump.

Durante um discurso televisionado em uma cerimônia militar na cidade de Davao, Duterte leu o que ele disse ser a carta dos três funcionários do gabinete dos EUA, que citou a longa aliança entre Washington e Manila e assegurou o apoio americano aos esforços filipinos para modernizar suas forças militares.

Um caça F-16 das Filipinas decola de uma rodovia durante treinamento.

“Esperamos ser parceiros em outras aquisições significativas de defesa para nosso benefício mútuo, inclusive por meio da plataforma de combate multi-funções Lockheed Martin F-16 e em uma plataforma de helicópteros de ataque, entre outros sistemas americanos”, disse Duterte citando a carta.

As Filipinas, no entanto, não precisam dos F-16 “e, no entanto, eles os penduraram diante de nós depois que nos humilharam”, disse Duterte. “Seria totalmente inútil comprá-lo. Mas preciso de helicópteros de ataque e aviões pequenos para a contra-insurgência”.

Duterte repetiu suas frustrações com os EUA, incluindo a não entrega de cerca de 23 mil fuzis, que a polícia filipina tentou comprar de um fornecedor americano. A compra de armas foi prejudicada depois que alguns legisladores dos EUA manifestaram preocupação com a repressão de Duterte pela polícia contra as drogas ilegais, disse ele.

Ele também renovou sua demanda para o retorno de três sinos de igreja apreendidos pelas forças americanas como estragos de guerra das Filipinas há mais de um século. Os dois governos discutiram o retorno dos sinos Balangiga, batizados com o nome da vila filipina da qual foram levados no início de 1900.

“Se eles não retornarem os sinos de Balangiga, não temos nada para conversar”, disse Duterte.

Apesar do antagonismo de Duterte em relação a Washington, uma autoridade de segurança filipina disse que o governo estava considerando comprar helicópteros de combate de serviços dos EUA, entre outros países, após o pedido do presidente de cancelar um contrato multimilionário para comprar 16 helicópteros do Canadá.

Conhecido por suas decisões improvisadas e explosões públicas, Duterte ordenou o cancelamento do acordo para adquirir os helicópteros Bell 412EPI depois que o governo canadense decidiu rever o contrato de US$ 235 milhões devido a preocupações dos militares filipinos em usar helicópteros ataques de contra-insurgência em vez de apenas transportar tropas e suprimentos.


Fonte: AP, via Bloomberg

Nota do Editor: Aparece mais uma oportunidade para o Super Tucano da Embraer.

Anúncios

22 COMENTÁRIOS

  1. No contexto Filipino, levando em conta que acabaram de adquirir alguns KAI FA-50 da Coréia do Sul, de fato a aquisição dos F-16 não faz sentido algum. Contudo, e como bem lembrou o editor e tendo em vista que Duterte (corretamente a meu ver) quer aeronaves leves de contrainsurgência, é uma excelente oportunidade para que sejam vendidos alguns Super Tucanos Sierra Nevada/ EMBRAER via FMS.

    Ps: Tendo em vista que a suíte dos Super Tucano é feita pela Elbit e a relação entre Duterte e Netanyahu é muito boa, não seria interessante à EMBRAER pensar em integrar o Rafael Spike ao avião?

  2. Não vi necessidade dessa reação do presidente Filipino, segundo ele a própria carta deixa em aberto a compra de helicópteros e aeronaves de ataque leve. só deram um foco especial no F-16 porque ele é o garoto de vendas dos EUA. alem do mais, não sei porque tanta demora em devolver esses Sinos…

  3. O camarada é reprimido por jogar duro contra narco traficantes e tals no seu país???Estranho viu!!!

  4. Esse presidente tem b.roxo, não abaixa a cabeça e zoa os EUA, lendo a carta em discurso. Acredito também que o Viper não é a melhor escolha para as Filipinas, os A29 são a escolha sensata. Agora olhando a situação geográfica das Filipinas uns 26 avioes Su30 ou Su 34 proveriam muito bem o país em todos os cenários.

  5. Há um vídeo no youtube, que é hilário não-intencionalmente, porque na entrevista para a TV filipina, o Prof. Martin Jacques defende que as Filipinas equivocadamente dá as costas para seu vizinho poderoso do norte – a China, bem entendido para quem não manja de história e geografia – já que esse século é o Século da Ásia, ao invés de ficar fuçando com antigos colonizadores que tristemente moldaram a vida filipina, no caso Espanha e EUA.

    • Meu caro "Samuca", não estamos interessados nesse festival de besteiras pró-China!

      O próximo!

    • Nenhum vizinho é amigo da China. Por que será?

      Deve ser porque antes dos japoneses e dos americanos, eles eram explorados pelos chineses e sabem bem como é.

  6. E vivem querendo desovar essas tranqueiras. As Filipinas vêm recebendo armas chinesas e têm demonstrado interesse em comprar armas russas. Os EUA têm de se conformar com essa nova realidade do mundo. Cada um compra o que bem entender de quem bem entender.

    • Não estamos interessados em seu FEBEAPÁ Xings! Aconselho você a mudar a prosa meu caro corpo estranho, pois está cada vez mais caricato…

      • Não sei como ele não tem vergonha de aparecer nos blogs e não fazer um comentário decente sobre aviação. Só trolagem para começar discussões inúteis.

      • Depois da matéria do mig-35 ele ainda tem coragem de escrever essas bobagens sobre o F-16.

        • Ele não lê, por isso nunca aprende nada. Já abre o post e vai direto Xinglar.

          • F-16 que é o caça mais bem sucedido comercialmente da geração dele é traqueira velha, o Mig-29/35, que está sendo remendado a 35 anos e sempre um passo atrás da concorrência, é uma aeronave fantástica.

    • Uns cometários nada a ver, nem capacidade de entender as matérias esse cara tem.

    • …cada um compra o que bem entender…

      É por isso que os EUA são os maiores exportadores do mundo.

    • Muito bem, agora vou contar até 3 e você vai acordar, 1 , 2 , 3….

Comments are closed.