O primeiro A380 da All Nippon Airways (ANA) saiu do hangar de pintura da Airbus em Hamburgo, na Alemanha, trazendo a distinta e única “Hawaiian Green Sea Turtle livery”.

A ANA (All Nippon Airways) tem pedidos firmes para três A380, tornando-se o primeiro cliente do superjumbo no Japão. A companhia aérea receberá o primeiro A380 no final do primeiro trimestre de 2019 e operará o avião na popular rota de lazer Narita-Honolulu.


Os três A380 da ANA serão pintados em um esquema de pintura especial que mostrará as tartarugas marinhas nativas do Havaí. A primeira aeronave é azul, a segunda será verde e a terceira laranja. A livery do A380 da ANA é uma das mais elaboradas já pintadas pela Airbus. Demorou 21 dias para a equipe da Airbus pintar uma superfície de 3.600 m2 usando 16 diferentes tonalidades de cor.

Apresentação do primeiro A380 ANA com belíssima pintura.

A aeronave terá agora a conclusão de sua cabine e entrará em uma fase final de testes de solo e voo em Hamburgo, durante os quais todos os sistemas de cabine serão exaustivamente testados, incluindo fluxo de ar e ar condicionado, iluminação, cozinhas, assentos, entretenimento entre outros. Paralelamente, a Airbus também realizará testes avançados de desempenho de aeronaves antes de voar de volta a Toulouse para preparação de sua entrega e voo de entrega.

Como uma das companhias aéreas de maior prestígio do mundo, a ANA poderá se beneficiar da comprovada economia operacional e do inigualável apelo do A380. Oferecendo mais espaço pessoal do que qualquer outra aeronave, o A380 é a solução mais eficiente para atingir o crescimento nas rotas mais movimentadas do mundo, transportando mais passageiros com menos voos a custos e emissões mais baixos.

No final de novembro, a Airbus já havia entregue 232 aeronaves A380, com o modelo agora em serviço em 14 companhias aéreas em todo o mundo.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Dá uma tristeza ler qualquer notícia sobre essa fantástica máquina porque já sabemos o seu triste destino. Torço para que um milagre aconteça nos próximos anos e o mundo dá aviação encontre demanda para uma segunda geração do A380.
    É ver.

    • Só se ocorrer outro boom de commodities. Assim, eles colocam 800 assentos e atendem uma classe média ascendente na Ásia ou na África.

      • Ou seja, vai ser bem difícil de acontecer. A Airbus demorou demais para tomar a decisão de fazê-lo e o trem da história a atropelou. Lamentável.

  2. tentaram empurrar a ordem para outro trouxa de tudo quanto é maneira, não conseguiram.

    Ainda fizeram uma pintura feia pra caramba… tartaruga em proporção incorreta,. cabeça dela está totalmente fora de escala.e as asas não ficaram com as patas dela.

    O A380 que é tão dificil empurrar para outros ta tão desvalorizado que eles perderiam tanto dinheiro que eh mais lucrativo eles ficarem com a aeronave por alguns anos e arcar com o prejuízo…

    Infelizmente quando a aeronave subir de plano de manutenção o deserto ja espera por ela.

    Isso é tipo comprar apto da tenda no shopping, pagar um absurdo em um lugar fuleiro,daí é desistir do contrato e arcar com a perda ou ir até o final do contrato e aceitar o prejuizo… alugar para algum ferrado que quer morar la ou ficar pagando IPTU e colocar algum parente falido para morar lá. e aceitar o preju

Comments are closed.