O primeiro CRJ700 configurado como CRJ550 durante testes em Chicago. (Foto: United)

A United Airlines começou a testar sua primeira aeronave CRJ700 reconfigurada pela Bombardier na nova configuração CRJ550, que possui uma cabine de assento premium totalmente nova com 10 assentos na primeira classe.

Ontem, a companhia aérea realizou um voo de familiarização da tripulação de Montreal para seu hub no Aeroporto Internacional O’Hare de Chicago (ORD), onde a aeronave prefixo N504GJ foi fotografada por vários spotters.

Este modelo de aeronave será a primeira aeronave com 50 assentos em três classes distintas no mundo, que contará com um novo certificado de tipo baseado no CRJ700.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Wesley (@foppish_bum) em

A United é a cliente de lançamento dessa configuração. A companhia aérea classificou o pedido como “50 espaçosas aeronaves Bombardier CRJ550 de 50 assentos”.

Este lançamento específico faz parte da estratégia da United para aumentar o número de assentos Premium em 1.600, o que representa 50% a mais em mais de 100 aeronaves.

Configuração da cabine do CRJ550 da United.

O parceiro regional da United, GoJet, começará a operar esse tipo de aeronave já no segundo semestre de 2019, o que está sujeito a acordos finais sendo feitos.

Além dos 10 assentos da Primeira Classe, os aviões também serão equipados com 20 assentos Econômica Plus, com maior espaço para as pernas de seus passageiros e 20 assentos na econômica.

Segundo a United, esses aviões serão equipados com três closets, permitindo que os passageiros levem a bagagem de mão a bordo, evitando, assim, a verificação nos gates.

Fred Cromer, presidente da Bombardier Commercial Aircraft, observou que o avião “oferece melhor experiência aos passageiros com amplo armazenamento a bordo para bagagem de mão e mais espaço para passageiros”.

O CRJ550 será a única aeronave da família a oferecer uma configuração de três classes em todos os segmentos de mercado.

A United Airlines, em particular, se beneficiará da comunalidade da cabine desde o CRJ200 até o CRJ900.

Além disso, a operadora espera melhorar sua posição atual em mercados menores no nordeste dos EUA, atendendo mercados como Chicago – Northwest Arkansas.


Fonte: Airwaysmag

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Isso é que eu chamo de "espremer" um desenho aeronáutico até a última gota. Nesse quesito eu acho que só pra "fuselagem Boeing 720", que serviu de base para 707, 727 e 737.
    E dizer que tudo começou com um projeto da Canadair nos anos 1970 para jato executivo médio. Grande versatilidade do desenho. Se foi proposital, foi um belo exemplo de projeto visionário. Se foi acidental, não tira o mérito, na minha opinião.