Jato de combate JF-17 Thunder da Força Aérea Paquistanesa.

O primeiro voo do jato JF-17 Block 3 da Força Aérea do Paquistão (PAF) foi planejado para o final de 2019.

A PAF espera pilotar o caça operacionalmente em 2020, segundo uma reportagem do site BulgarianMilitary.com, atribuindo a informação ao Chefe do Estado-Maior da Força Aérea do Paquistanesa, Mujahid Anwar Khan, Chefe da Aeronáutica. Ele também disse que a PAF também comprará 26 jatos JF-17Bs de dois assentos ao lado dos 50 novos Block 3s.

A reportagem não fala onde, quando e em que contexto o chefe da aeronáutica fez o comentário.

No entanto, fontes do Complexo Aeronáutico do Paquistão (PAC), que montam a aeronave com componentes chineses, disseram durante o recente Paris Airshow que ainda não havia um cronograma para o primeiro voo do Block 3.

Eles disseram que a PAF ainda está finalizando o radar, a eletrônica e o pacote de armas ar-ar e ar-terra do Block 3. Além disso, fontes da Corporação das Indústrias de Aviação da China (AVIC), parceira da PAC no projeto JF-17 também não estava comprometida com o cronograma de desenvolvimento do JF-17 Block-3.

O Block 3 será a versão mais avançada do JF-17, com seus sistemas de armamento, radar e comunicação pareados ao F-16 Block 70 dos EUA.

A PAC já anunciou o fim da produção de aeronaves JF-17 Block 2 em 2019, o que poderia significar que o Block 3 está de fato em um estágio avançado de desenvolvimento.

Além da PAF, o JF-17 Block 3 despertou o interesse de potenciais clientes na Ásia, Oriente Médio e África.

Anúncios