Caça F-35A deve chegar ao valor unitário abaixo de 80 milhões de dólares no lote 13.

Os Estados Unidos estão próximos de assinar um mega acordo de US$ 34 bilhões com a Lockheed Martin para 478 novos caças F-35 Lightning II, cada um custando US$ 81,35 milhões, abaixo dos US$ 89,2 milhões atuais, com o fabricante baixando o preço de cada aeronave em 8,8%.

Segundo a empresa, o negócio está em fase preliminar, e um acordo final deve ser fechado em agosto para o 12º lote de jatos. O acordo preliminar detalha o primeiro ano e estabelece opções acordadas por mais dois anos, porque as compras oficiais não podem ser feitas até que o Congresso dos EUA aprove um orçamento anual para esses anos.

Sob as opções que cobrem o segundo e terceiro anos da compra, o preço de cada jato cairá abaixo de US$ 80 milhões. Nos últimos anos, a produção seria de cerca de 160 jatos por ano.

O Escritório Conjunto do Programa F-35 e a Lockheed Martin estão negociando os detalhes finais do contrato, que abrangerá aeronaves entregues nos EUA, bem como parceiros de desenvolvimento no programa Joint Strike Fighter e clientes de Vendas Militares Estrangeiras.

“Tenho orgulho de afirmar que este acordo alcançou uma economia estimada de 8,8% do Lote 11 para o Lote 12 de caças F-35A e uma média estimada de 15% de redução em todas as variantes do Lote 11 para o Lote 14”, disse o Subsecretário de Defesa Ellen Lord.

“Essa estrutura estima a entrega de um F-35A por menos de US$ 80 milhões no Lote 13, um ano antes do planejado”, acrescentou.

Anúncios