Quatro aeronaves Gulfstream G550 serão convertidas para RAAF na versão de guerra eletrônica MC-55A Peregrine.

O Ministro de Defesa da Austrália, o parlamentar Christopher Pyne e a Ministra da Indústria de Defesa, senadora Linda Hon Reynolds, anunciaram no dia 18 de março a aquisição de quatro aeronaves de guerra eletrônicas modificadas Gulfstream G550 – que serão designadas como MC-55A Peregrine – na RAAF (Royal Australian Air Force).

O ministro Pyne disse que a aquisição avaliada em US$ 2,46 bilhões permitirá que a Força de Defesa Australiana fortaleça ativamente o apoio de guerra eletrônica às forças navais, aéreas e terrestres para operações em ambientes eletromagnéticos complexos.

“O Peregrine é uma nova capacidade de guerra eletrônica que será integrada às redes de combate conjuntas da defesa, fornecendo um elo crítico entre plataformas, incluindo o F-35A Joint Strike Fighter, o E-7A Wedgetail, o EA-18G Growler, combatentes de superfície da Marinha e navios anfíbios de assalto e ativos terrestres para apoiar o combatente”, disse o ministro Pyne.

“A aeronave ficará baseada na Base da RAAF de Edinburgh, no sul da Austrália – mais uma unidade em um recinto mais amplo de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR), desenvolvido na Super Base, que já abriga nossa aeronave de patrulha marítima Poseidon. A Base da RAAF de Edinburgh também servirá como sede de nossos Tritons não tripulados e da variante armada Reaper não tripulada”.

“Esta capacidade e as pessoas que a operam trarão a Real Força Aérea Australiana um passo mais perto de se tornar uma força de quinta geração totalmente conectada e explorando os efeitos multiplicadores de combate em exercícios e operações”, disse o ministro Pyne.

A ministra Reynolds disse que o governo nacional liberal continua comprometido em abrir novas oportunidades para pequenas e médias empresas australianas na indústria de defesa.

“Cerca de US$ 425 milhões serão gastos com empresas australianas durante a fase de aquisição do projeto, incluindo US$ 257 milhões para serem investidos em novas instalações na Base da RAAF de Edinburgh”, disse a ministra Reynolds.

“Haverá outras oportunidades significativas para a indústria australiana, estimadas em mais de US$ 2 bilhões, na sustentação da aeronave ao longo dos 25 anos de vida do tipo”.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS