Rafale Egito
Paris e Cairo estão prestes a concluir um plano de financiamento para aquisição, por parte do Egito, de 24 caças Dassault Rafale.

O valor do negócio, que também inclui a aquisição de uma fragata multimissão FREMM, pode chegar a 6 bilhões de EUR (US$ 6,88 bilhões).

Os governos de ambos os países estão atualmente trabalhando nos detalhes do financiamento, que terá seguro de crédito contratado junto à seguradora francesa COFACE (Compagnie Française d’Assurance pour le Commerce Extérieur), cobrindo mais de 50% do negócio.

A negociação foi iniciada em setembro de 2014, à margem da última Assembleia Geral das Nações Unidas. Na ocasião, o Presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, abordou o Presidente da França, Francois Hollande, e expressou seu desejo em adquirir os caças, juntamente com a embarcação. O Egito tem pressa e quer ter esses equipamentos (ou parte deles) disponíveis por conta da inauguração do novo Canal de Suez, prevista para o segundo semestre de 2015.

Uma delegação egípcia, em seguida, viajou à Paris, no final de 2014, para iniciar as negociações. Da mesma forma, o CEO da Dassault, juntamente com altos executivos da DCNS e MBDA viajaram recentemente ao Cairo, dando segmento às conversações.

Em virtude da situação econômica e fiscal do Egito, o governo francês vai financiar apenas parte do negócio, o que gerou, num primeiro momento, a especulação de que o Egito pudesse rever as quantidades de equipamento a serem adquiridas, entretanto, ao parece, isso não foi necessário, com a sinalização de que todas as provisões financeiras haviam sido obtidas.

De acordo com a atual legislação francesa, 40 dos 66 caças Rafale programados para serem produzidos pela Dassault entre 2016 e 2019 devem, obrigatoriamente, destinar-se à exportação, incluindo 7 já em 2016. Para a França, independente do eventual risco financeiro envolvido no negócio com o Egito, exportar o Rafale é imperativo.

Ainda essa semana, o plano de financiamento para o Egito deve estar concluído, bem como tratadas as questões relacionadas à utilização do Rafale, para efeitos de garantia. O financiamento francês se dará através de um consórcio bancário com a participação do BNP Paribas, Societe Generale e Credit Agricole.

1090607_rafale-negociations-tres-avancees-avec-legypte-web-tete-0204138793789

A expectativa é que o contrato seja assinado nos próximos dias, assim como também seja efetuado o pagamento do sinal, da ordem de US$ 500 milhões. Trata-se de um montante considerado acima do usual, e por boas razões, haja vista o Egito vai furar a fila. A fragata FREMM que está sendo adquirida está quase pronta, e seria destinada à Marine Nationale (Marinha Francesa), da mesma forma, para o Rafale pode voar neste verão sobre novo Canal de Suez, os primeiros caças a serem entregues serão aqueles cuja finalização esteja em estágio mais avançado na linha de montagem da Dassault, originalmente destinados à Armée de l’Air.

dc3a9filc3a9_ac3a9rien_du_14-juillet_vu_du_pied_de_lobc3a9lisque

E assim o Egito, com o inequívoco apoio financeiro saudita, está prestes a se tornar o primeiro operador internacional do Rafale, assim como, em 1981, o fez com o Mirage 2000.

 

FONTE: Les Echos.fr (com informações da AFP), Reuters – Edição: Cavok

IMAGENS: Internet, e meramente ilustrativas

Anúncios

101 COMENTÁRIOS

  1. O Rafale é de longe o melhor vetor ocidental em plena operação e testado em combate.
    Seus armamentos e recursos rivalizam com qq coisa em operação hoje…

    Torcer contra a industria bélica francesa é um pensamento no mínimo bestial…

    Abç.

  2. pois é Edson… mas estou "vendo coisas?"…. acho que não meu amigo! aliás, como andas? espero que bem!

  3. Francisco AMX
    Já viu falar de algum rafale exportado, que não opere pelo país em que foi fabricado????
    Não sei como vai ser, mas, espere ter situação ao menos aproximadas para comparar…
    Quanto a EF-2000, seu fabricante e seu maior operador disseram que é coisa passada, não vamos ressuscitar…

  4. testado em combate, para a missão o amx foi bem mais testado, apesar de eu não quere comparar e considerar que o rafale é muito bom, mas, o teste me chamou a atenção, kkk

  5. Olá Chico, hoje tive uma folga para comentar…estou bem cara… e vc…

    Estas "coisas" que você diz estar vendo tem a ver com algum efeito etílico? …rsrs

    Abç amigo!

  6. AMX abate até o Rator F22… principalmente se ele (o F22) este estiver no hangar… mas não seria tão difícil pq para a rainha sair de lá custa caro… rsrs

  7. Duvido que o Rafale também não tenham o chip do mal, que basta um comando da França e pimba!!! Não acende nem o pisca-pisca.
    hehe.

Comments are closed.