O primeiro Dassault Rafale EQ01

O próximo Rafale para a Força Aérea do Emir do Qatar deve sair das linhas de montagem da Dassault Aviation ainda no mês de fevereiro de 2017.

Enquanto isso, a Dassault Aviation iniciou uma campanha de ensaios de voo para integrar a viseira do capacete TARGO-II. O treinamento dos pilotos do Qatar está em curso.

O primeiro Rafale fabricado para o Qatar é um EQ (monoplace) e recebeu a designação Rafale EQ01. Ele deverá realizar seu primeiro voo antes do final de março, a partir de instalações Dassault Aviation do aeroporto Bordeaux-Merignac.

Ao contrário do Rafale francês e do Rafale EM/DM da Força Aérea egípcia, o Rafale EQ/DQ vai receber dois tons de camuflagem, fugindo ao tradicional padrão cinza, e em vigor em todos os Rafale atualmente em serviço ativo.

A camuflagem do Qatar lembra muito a do Rafale B01, com sua camuflagem de dois tons, utilizada em testes de visibilidade.

Esta camuflagem apresenta uma cor verde-azulado/verde petroneo para o primeiro tom, enquanto a segunda é focada em um cinza simples, semelhante ao usado pelo Rafale francês.

O Qatar comprou 18 caças Rafale EQ e seis DQ (biplace) num contrato no valor de € 6,3 bilhões.

Além dos aviões, o contrato também inclui a entrega do míssil ar-ar MICA IR, MICA EM e Meteoro, mísseis de cruzeiro SCALP-EG, sistema TARGO-II, bombas ar-terra GBU AASM guiadas por laser e GPS.


FONTE/IMAGENS: Defens-aero

 

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Bem acertada essa compra do Qatar. E o Rafale ficou perfeito nessa camuflagem, padrão.

  2. É, os clientes atuam em lugares diferentes e todos terem a mesma camuflagem é a mesma coisa que não ter nenhuma para alguém, em alguma situação…

  3. Apesar de caro, o Rafale se mostrou na prática muito superior e incomparavelmente mais versátil que o Thypoon.

Comments are closed.