O estado da atual aeronave XP-82, que deve fazer sua estreia no EAA AirVenture 2018.

Os restauradores de uma aeronave rara norte-americana XP-82 “Twin Mustang”, um dos mais incomuns aviões de combate já utilizados pelos militares dos EUA, têm como objetivo fazer da EAA AirVenture Oshkosh 2018 sua primeira aparição pública para celebrar a conclusão de um árduo projeto de restauração de 10 anos.

A aeronave que está sendo restaurada, no dia de seu primeiro voo.

A 66ª convenção anual da Associação Experimental de Aeronaves (EAA) será realizada de 23 a 29 de julho no Aeroporto Regional de Wittman, em Oshkosh, Wisconsin. O evento é o maior encontro anual de aeronaves warbirds, com mais de 300 participantes todos os anos entre os 10.000 aviões que chegam à região para o evento.

O projeto de restauração de 10 anos que está sendo conduzido em Douglas, na Geórgia, começou após o restaurador de aviões Tom Reilly ter descoberto a estrutura completa em uma fazenda em Ohio. Reilly então vasculhou a terra em busca de motores, propulsores e uma infinidade de outras peças do XP-82 para continuar a restauração.

A aeronave XP-82 no dia que foi encontrada num depósito em Ohio.

“O interesse e entusiasmo por essa restauração tem sido maravilhoso e gratificante”, disse Reilly, que registrou o processo de restauração online. “Não há lugar melhor do que o Oshkosh para fazer os primeiros vôos públicos desta aeronave, e é por isso que nossa intenção é concluir a restauração e os testes para que possamos fazer parte do AirVenture 2018”.

Os motores Rolls-Royce Packard Merlin instalados no XP-82.

A restauração XP-82, que tem mais de 70 anos, traz de volta um exemplar voador único de uma aeronave projetada no final da Segunda Guerra Mundial como uma escolta de combate de longo alcance para acompanhar os bombardeiros B-29 por milhares de quilômetros em missões no Oceano Pacífico. Baseado no bem-sucedido design do caça P-51 “Mustang”, o XP-82 usava fuselagens duplas e dois motores Merlin construídos pela Rolls-Royce Packard especialmente projetados para fornecer velocidade, alcance e armamento necessários para a tarefa. Menos de 300 dos aviões foram produzidos como o P-82, com todos, menos cinco, sendo desmantelados nos anos após a Guerra da Coréia, quando os militares se mudaram para aviões a jato.

“Faz décadas que as pessoas viam esse tipo de aeronave voar para qualquer lugar”, disse Rick Larsen, vice-presidente de comunidades e programas de membros da EAA, que coordena os recursos e atrações da AirVenture. “O retorno desta aeronave histórica para o céu é uma homenagem à visão e perseverança da equipe de restauração, e é apropriado que o grupo tenha a AirVenture como objetivo para levar essa beleza a uma audiência enorme e apreciava.”


Nota do Editor: A restauração está próxima de 80% concluída.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Raríssimo. os exemplares posteriores usados na Coréia eram movidos pelos Allison.

Comments are closed.