A Raytheon fornecerá os novos radares para a frota de B-52 da USAF.

A Raytheon foi selecionada pela Boeing como fornecedora para o programa de modernização do radar da frota de bombardeiros estratégicos B-52 Stratofortress da Força Aérea dos EUA.

Nos termos do contrato, a Raytheon projetará, desenvolverá, produzirá e manterá sistemas de radar de varredura eletrônica ativa (AESA) para toda a frota B-52 da USAF. A atualização avançada do radar garantirá que a aeronave permaneça pronta para missões até 2050 e além. A produção inicial de baixa taxa (LRIP) está programada para começar em 2024.

Com um radar AESA a bordo, o B-52 ganhará confiabilidade de navegação aprimorada para suportar missões nucleares e convencionais. O radar da Raytheon para o B-52 é baseado nas tecnologias AESA desenvolvidas a partir da família de radares APG-79 e APG-82.

“Isto vem para melhorar os anos gastos voando em defesa da nossa nação”, disse Eric Ditmars, vice-presidente da Raytheon Secure Sensor Solutions. “Nossos novos radares AESA proporcionam às tripulações aéreas os olhos que precisam para cumprir sua missão durante toda a vida útil dos B-52”.

O B-52 também se beneficiará do melhor mapeamento e alcance de detecção e um aumento no número de alvos que ele pode envolver simultaneamente. Junto com os recursos aprimorados que ajudam as equipes a enxergar melhor e com mais precisão, o radar AESA da Raytheon oferece maior confiabilidade do que o sistema atual, pois não possui partes móveis e usa um software operacional moderno.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS