Jato Panavia Tornado da Real Força Aérea Saudita.

Os rebeldes houthis do Iêmen reivindicaram o abate de uma aeronave de combate Panavia Tornado da Real Força Aérea Saudita (RSAF), de acordo com a TV Al-Masirah do grupo.

A aeronave teria sido alvejada com um míssil superfície-ar (SAM), enquanto conduzia uma missão sobre a província de Al-Jawf, no norte do Iêmen.

“Um avião do Tornado pertencente às forças de agressão foi abatido nos céus da província de Al-Jawf enquanto realizava missões hostis”, informou o relato da Al-Masirah, segundo o porta-voz das Forças Armadas.

O canal de notícias Al-Aribayah, de propriedade da Arábia Saudita, contradiz os houthis, dizendo que o avião de guerra da coalizão liderada pela Arábia Saudita caiu por causa de uma falha técnica e que os dois pilotos sobreviveram.

Não houve comentários imediatos da coalizão liderada pela Arábia Saudita sobre as reivindicações do Houthis.

O Iêmen é assolado pela violência e pelo caos desde 2014, quando rebeldes houthis invadiram grande parte do país, incluindo a capital, Sanaa.

A crise aumentou em 2015, quando uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita lançou uma campanha aérea devastadora, destinada a reverter os ganhos territoriais houthis.

Anúncios

1 COMENTÁRIO