A República Tcheca pode fornecer defesa aérea para a Eslováquia. (Foto: Milan Nykodym – Imagem ilustrativa)

O Ministério da Defesa Tcheco (MoD) declarou em 12 de julho que com base em um acordo bilateral assinado em 2017 entre a República Tcheca e a Eslováquia tratando de questões de defesa aérea mútua, o governo tcheco poderia fornecer apoio de defesa aérea à Eslováquia caso o país seja incapaz de realizar a missão até receber a entrega de novos caças.

O governo eslovaco anunciou em 11 de julho sua intenção de adquirir 14 caças F-16E/F Block 70/72 dos EUA por um valor de US$ 1,84 bilhão para substituir seus caças obsoletos MiG-29 de origem russa que estão atualmente em serviço com a força aérea do país.

A Eslováquia, no entanto, ainda não assinou um contrato para as novas aeronaves, que não devem ficar disponíveis até 2021 no mínimo.


FONTE: IHS Jane’s

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Achava que o F16 não vendia. Quantos J-qualquer coisa foram vendidos? Não vale refugo de Mig21.

  2. Vende para países com baixo orçamento e que estão interessados em um avião mais antigo.
    E, principalmente, aliado dos EUA.
    E mesmo assim, vende muito pouco.
    Tipo, final de carreira.

    • Da mesma geração dos Sukhois que Rússia vende por aí para países pobres ou embargados. E dos Mig-29, que ninguém quer.

      Claro que vende pouco, tem 11 países comprando o F-35 mais moderno.

Comments are closed.