Um piloto de um caça F-22 Raptor da Base Aérea de Tyndall alinha sua aeronave para receber combustível de um KC-135R da Guarda Aérea Nacional, no dia 31 de março de 2011. (Foto: U.S. Air Force)

Os mais recentes caças F-22 Raptor que estão sendo produzidos para a Força Aérea dos EUA na fábrica da Lockheed Martin em Marietta, Georgia, receberam melhoramentos nos revestimentos absorventes radar derivados do programa F-35 Joint Strike Fighter também da fabricante.

“Alguns sistemas de revestimentos [baixa visibilidade] e preeenchimentos de lacunas que o F-35 tinha em vantagem, foram incorporados nos Raptor”, disse Jeff Babione, vice-presidente e gerente geral do programa F-22 da Lockheed Martin .

Os novos materiais não alteram a seção transversal reta radar do F-22, mas melhoram a durabilidade desses revestimentos. O benefício para a Força Aérea é uma carga de manutenção reduzida, disse Babione.

“O programa F-35 tinha alguns materiais mais robustos que eram mais duráveis, e fomos capazes de transpor para o F-22”, disse ele. “Assim, nosso sistema é melhor, e o custo do ciclo de vida do F-22 fica reduzido.”

Dan Goure, analista do Instituto Lexington, em Arlington, Virgínia, concordou que a adaptação do F-22 com o revestimento do F-35 vai salvar da USAF uma quantidade significativa de tempo e dinheiro quando se trata de manutenção.

“Ele não vai transformar o avião, mas o que ele vai realmente fazer é deixar muito mais barato de operar a frota de F-22, que é extremamente importante dado o seu tamanho pequeno”, disse ele.

Apesar da declaração da Lockheed Martin de que os revestimentos derivados do F-35 não vão alterar a seção transversal reta radar do F-22, Goure disse que suspeita que os novos materiais devem melhorar a sua assinatura já impressionante dos Raptors.

“Eu ficaria muito surpreso se isso não fosse uma melhoria nas características stealth”, disse ele.

A Lockheed Martin só teve de fazer ajustes nos materiais do material radar absrovente do F-35 a fim de adaptar a tecnologia para o F-22. Embora os requisitos de seção transversal radar para o Raptor e o F-35 serem ligeiramente diferentes, fundamentalmente, a física e a química dos revestimentos são os mesmos, Babione disse.

Para a instalação no Raptor, o revestimento do F-35 provavelmente precisava ser modificado para lidar com a alta velocidade supersônica de cruzeiro, velocidades e altitudes extremas em que o F-22 funciona normalmente, disse Goure.

“É ao funcionar numa maior altitude e normalmente em velocidades mais rápidas, que coloca diferentes tensões sobre o material”, disse ele.

O Raptor pode voar a velocidades em torno de Mach 1,8 acima de 50.000 pés, sem pós-combustão.

No momento, o último lote 9 de produção do F-22 só tem alguns dos revestimentos furtivos instalados. Outros materiais furtivos melhorados “ainda estão em teste de qualificação final e vão ser colocados nas aeronaves no ano que vem”, disse ele.

Assim que o teste estiver completo, existem planos para equipar toda a frota de F-22 com os revestimentos.

Fonte: DefenseNews – Tradução: Cavok

Anúncios

19 COMENTÁRIOS

  1. eles nao perdem tempo em melhorar o que já tem de melhor.

    o f-22 vai durar uns 60 anos do jeito que está subindo o preço de avioes novos.

  2. Linda imagem , o RAPTOR não é só o mais avançado e poderoso caça do mundo , é também de longe um dos mais belos já criados .

  3. Lembrando que o RAPTOR atual , é a versão A , de 1ª geração , creio que assim como os F-15 EAGLE e 16 FALCON , o caça americano de 5 ª geração , receba melhorias e passe para a versão C , e mais no futuro passe por uma extença modernização e modificação, para melhorar em muito seu desempenho e aumentar sua variedade de missões e leque de armamentos , passando para a versão E , e se tornando um SUPER -RAPTOR .

  4. moderniza-lo e creio que sim porem deve-se tb criar uma versão biblace para treinamento a adaptação do piloto a versão B

  5. "O Raptor pode voar a velocidades em torno de Mach 1,8 acima de 50.000 pés, sem pós-combustão."

    Viiiiiixi!!!!!!!!!!

  6. Até a entrada do PAK F/A T-50 , o F-22 é e ainda será a nata da aviação de caça por um bom tempo sem rivais e ameaças a sua altura , quer queira ou não , mas lembrando que o caça como qualquer outro tem suas limitações e pontos fracos , ou seja não é invencível .

  7. O RAPTOR, é indiscutivelmente o mais poderoso e avançado caça já criado,e nessa foto mostra que é também um dos mais belos,mas creio eu que assim como o SU-27 superou o F-15,em capacidade de combate e quebrou todos os recordes do eagle, que era na época o melhor caça dos EUA, creio que o T-50 será superior em vários aspectos ao F-22 ,na milha humilde opinião é claro .

  8. Concertando,eles estão atualizando o melhor caça do mundo,a FAB contenta em operar museu e vem me dizer que é caça,só se for caça a teco teco,uma Força Aérea que opera um tal de F 5,(O F5 é um projeto que teve seu início em 1954,estreiou em 1962,lutou na guerra do vietnã, estamos em 2011,se passaram 57 anos,dizem que ontem a FAB usou esta relíquia, no Rio de Janeiro,chamar a FAB de Força Aérea? Acho que eles querem bater o Record do Guiness book,a pior Força Aérea do Mundo.Pior que tem indivíduos que se acham donos da verdade e tem a cara da Pau de querer uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU e para tal proesa não é só economia que manda,com certeza tem que ter uma Força Aérea digna de combate, coisa que a nossa não tem.

  9. Duvido o Jobim chegar para o pessoal responsável por esse projeto e pedir transferência de tecnologia. hehe

  10. Jobim não pede TT , nem dos F-5 para o tio sam , do F-22 nem em sonho .

Comments are closed.