Um AH-1Z Viper e um UH-1Y Venom taxiam na pista no Aeroporto Internacional de U-Tapao, na Tailândia. (Foto: U.S. Marine Corps / Cpl. Andy Martinez)

A Romênia continua seu esforço para melhorar significativamente suas forças armadas comprando avançados equipamentos fabricados nos Estados Unidos, com planos de comprar 21 helicópteros Bell UH-1Y Venom e 24 AH-1Z Viper, já que o país da Europa Central havia emitido anteriormente uma carta de solicitação para os helicópteros.

O gerente de desenvolvimento de negócios internacionais da Bell, Joel Best, disse que os primeiros problemas industriais foram resolvidos, e os dois lados concluíram a “primeira fase do estudo de transição” para a transferência de tecnologia, mas não informou um cronograma para o programa.

“Estamos trabalhando com o Ministério da Defesa e da Indústria da Romênia, e nós completamos a primeira fase do estudo de transição para o controle e transferência de tecnologia no país”, disse Best no Farnborough Air Show. “Haverá oportunidades de manutenção, reparo e revisão para a Romênia, e nós vemos isso como uma parceria de longo prazo.”

Bell UH-1Y “Venom”.

A Romênia precisa substituir 37 helicópteros táticos IAR-330 “Puma” produzidos localmente, dos quais 20 são da variante SOCAT que foi modificado para operar com um canhão de 20 mm e mísseis anti-tanque Spike. A Romênia segue o modelo de operações do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (USMC), pelo qual pequenas implantações de helicópteros podem ser facilmente apoiadas no campo.

O Venom está em uso pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA desde 2009 e é usado principalmente como um helicóptero utilitário, embora pods de foguetes foram instalados, junto com armas calibre .50 e metralhadoras M240 de 7,62 mm.

Bell AH-1Z “Viper”

O Viper é mais um helicóptero de ataque puro, e possui ambos cockpits dianteiro e traseiro idênticos no conceito glass, armas totalmente integradas, aviônicos e sistemas de comunicação. A versão Zulu vem equipada com uma capacidade de mísseis ar-ar totalmente integrada. A aeronave está em operação apenas com o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA desde 2010 e atraiu um grande interesse internacional.

Em abril, o Departamento de Estado assinou a venda de 12 Vipers para o Bahrein. Além disso, Tailândia, Polônia, Austrália, Marrocos, Turquia e Paquistão manifestaram interesse.

Os helicópteros Bell UH-1Y “Venom” e AH-1Z “Viper” em uso pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

Para a Romênia, aliada da OTAN que vem investindo pesado em equipamentos militares dos EUA nos últimos anos, os helicópteros – se o acordo for aprovado – se juntariam aos caças F-16, ao sistema de defesa antiaérea Patriot e ao sistema de foguetes HIMARS. O país também é anfitrião de um sistema americano de defesa contra mísseis balísticos e concordou com uma base da OTAN em seu solo. Atualmente gasta 1,8% do seu PIB em defesa, mas prometeu chegar à meta de 2% até o próximo ano.

25 COMENTÁRIOS

  1. O país esta se rearmando por causa da invasão da Ucrânia pelo ditador o PutinKGB que quer tomar todo litoral do mar Negro desta para se ligar a província russificada da moldávia da Transnístria que se rebelou em 1991. causando guerra entre tropas russas e romenas, Moldávia era da Romênia até 1940. O ruim é a força aérea deles que só tem 12 F-16 e resto Mig-21 que pediram ajuda da OTAN para fornecer defesa aérea.
    Sorte deles que tem petróleo para gastar com orçamento militar

    • O trabalho de engenharia seria tão grande e tão caro que além de ser mais barato comprar um aparelho novo não compensaria executar um trabalho desse porte em um aparelho de quase 50 anos de serviço. E cumpre lembrar que os UH-1Y do USMC são aparelhos novos de fábrica.