A maquete do novo porta-aviões Lamantin exposta na IMDS 2019.

Um modelo em escala de um novo porta-aviões russo, o Projeto 11430E “Lamantin” foi exibido na mostra de defesa marítima internacional International Maritime Defense Show (IMDS-2019) em andamento em São Petersburgo.

O modelo pode ser visto no estande do Nevskoye Design Bureau (parte da United Shipbuilding Corporation), que coordena todas as atividades de construção naval da Rússia.

“O porta-aviões ‘Lamantin’ será o maior porta-aviões da Rússia, capaz de mobilizar uma força-tarefa aérea contra forças aéreas e marítimas e também tropas terrestres”, disse uma descrição que acompanha a exibição.

O porta-aviões terá uma unidade de propulsão movida a energia nuclear que deslocará entre 80.000 e 90.000 toneladas, terá um comprimento de 350 metros, terá uma autonomia marítima de cerca de 120 dias e será capaz de desenvolver uma velocidade de cerca de 30 nós.

O porta-aviões terá uma tripulação de 2.800 e sua força-tarefa aérea será composta por 800 pessoas. O porta-aviões terá uma vida útil de mais de 50 anos.

O porta-aviões acomodará até 60 aeronaves (aviões e helicópteros) e 6 a 10 veículos aéreos não tripulados.

Fontes disseram que o custo do novo porta-aviões pode ser de US$ 4 a US$ 5 bilhões e pode levar até 5 anos para ser construído. Nenhum cronograma foi anexado à construção do porta-aviões neste momento.

Assim, levando em conta o projeto oferecido pela agência Nevskoe, a marinha russa agora pode escolher entre quatro novos porta-aviões. Outros três projetos conceituais foram projetados pelo Krylov State Research Center. Eles são o navio Projeto 23000 Storm com deslocamento de até 95-100 mil toneladas, o porta-aviões de “médio porte” deslocando 76.000 toneladas, e o transportador multiuso Storm-KM com linhas de semi-catamarã. Seu deslocamento total é de aproximadamente 44.000 toneladas.

Anúncios