A versão SSJ-75 será uma modificação do SSJ-100 com menor número de componentes estrangeiros.

A aeronave Sukhoi Superjet 75 (SSJ-75), que é uma modificação da aeronave SSJ-100 com maior participação de componentes russos, será projetada até 2024, disse Oleg Bocharov, vice-ministro do Comércio e Indústria da Federação Russa.

Mais cedo na quinta-feira, o jornal Kommersant informou que a United Aircraft Corporation mudaria o prazo do projeto, que foi negado por Bocharov, conforme relatado pela agência de notícias TASS.

“Que datas estão sendo transferidas? Quem disse a você? Ninguém adiou as datas. Temos uma instrução do presidente sobre 2024”, disse ele, acrescentando que 2024 ainda é o prazo verdadeiro.

De acordo com Bocharov, o projeto SSJ-75 é um projeto de substituição de importação de um avião de passageiros, não um projeto de uma aeronave encurtada com 75 assentos. A versão básica da aeronave Sukhoj Super Jet tem 98 assentos.

Bocharov explicou que a figura 75 não significa o número de assentos, mas apenas um nome convencional para o avião. Ele também disse que o projeto do novo avião é um projeto de substituição de peças importadas.

“É um projeto de substituição de importações desde o início”, disse ele. “Ele será equipado com o motor SaM-146 ou com um novo motor PD-8. O projeto SSJ-75 é uma aeronave substituta com menor número de peças importadas, mas não terá 75 assentos”, disse Bocharov.

Segundo ele, simultaneamente com a substituição de componentes de importação no SSJ, outras questões de aeronaves também serão resolvidas, que dizem respeito à confiabilidade e à aeronavegabilidade do sistema.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Os caudilhos, aiatolás, ditadores, etc., agradecem à Rússia.
    Mercado garantido onde a democracia não impera.

  2. O que está ficando obsoleto sofrerá um processo de aceleração da obsolescência até 2024.

  3. A Rússia está certa em fabricar uma versão com menos importados para se livrar do mal humor do maluco do Trump.

Comments are closed.