t-50-pak-faAs Forças Aeroespaciais da Rússia podem receber 5 unidades do caça de quinta geração em 2017.

O comandante da Força Aeroespacial, Viktor Bondarev, disse à imprensa na sexta-feira (14) que espera ter o primeiro lote do caça de quinta geração PAK FA/ T-50 no ano que vem.

Vamos completar os testes no próximo ano. Os primeiros cinco aviões já constam no contrato“, disse Bondarev, lembrando que a Força Aeroespacial também estava comprando novos Sukhoi-35, helicópteros Mi-28N e Ka-52, além da atualização dos bombardeiros Tupolev-95 e Tupolev-160, que possuem “excelentes parâmetros.”

O chefe da UAC (United Aircraft Corporation), Yuri Slyusar, disse que sua empresa e os militares estavam discutindo a entrega de um lote inicial de 12 aviões.

O novo padrão de camuflagem adotado pela Rússia nas aeronaves PAK-FA. (Foto: Artyon Anikeev)
O novo padrão de camuflagem adotado pela Rússia nas aeronaves PAK-FA. (Foto: Artyon Anikeev)

O T-50 (também conhecido como PAK FA – Perspektivny Aviatsionny Kompleks Frontovoy Aviatsii— Futuro Sistema Tático Aéreo) é a resposta da Rússia para o F-22 Raptor dos EUA, verdadeiramente uma aeronave de quinta geração. O T-50 é a síntese de todas as tecnologias avançadas na construção de aeronaves da Rússia. Pouco se sabe sobre as suas características e a maior parte da informação é mantida em segredo até agora.

Sabe-se que o PAK FA incorpora toda uma gama de polímeros reforçados com fibras de carbono. Eles são duas vezes mais leve que o alumínio, mas de força comparável ao titânio e quatro ou cinco vezes mais leve que o aço. Os novos materiais compõem 70% do revestimento do avião, o que permitiu aos engenheiros reduzir o seu peso: o T-50 pesa quatro vezes menos do que um avião feito de materiais tradicionais.

A Sukhoi Design Bureau diz “que seu avião tem baixa assinatura de radar (RCS), assim como a visibilidade óptica e por infravermelho“, embora especialistas russos estimem que o RCS do jato seja de 0,3 a 0,4 m². Enquanto isso, alguns analistas ocidentais fazem estimativas mais otimistas sobre o avião russo, considerando o RCS menor de 0,1 m².

A produção em série do PAK FA com novos motores inicia em 2018.
A produção em série do PAK FA com novos motores está prevista para se iniciar em 2018.

O PAK FA se distingue pela sua excelente manobrabilidade e controlabilidade nos planos verticais e horizontais, tanto em voos supersônicos quanto em baixa velocidade.

Atualmente, o jato usa um tipo de motor que não é o previsto, mas que lhe permite manter velocidade supersônica sem o uso de pós-combustão. Depois que o avião de combate receber seu motor definitivo, suas características de desempenho irão melhorar consideravelmente.

O T-50 realizou o primeiro voo em 29 de Janeiro, 2010.


FONTE: TASS

Anúncios

63 COMENTÁRIOS

  1. "Pesa quatro vezes menos que um avião feito de materiais tradicionais"?

    Seriam umas 5 toneladas…?

    Acho que é algum erro da fonte.

  2. Gostaria de ver esse avião operacional logo, seria interessante um encontro dele com o raptor pra tirarem umas fotos juntos kkkkkk.

  3. Na primeira foto, o avião tem antena no radome, nas outras duas não.
    A antena é só na fase de desenvolvimento?
    Acabei de montar uma maquete de plastimodelismo da zvezda com antena e se soubesse, teria deixado sem. Acho que fica mais bonito

    • Aquela antena, que parece mais um para raio, deve ser de testes mesmo.

      • Sensor de velocidade aerodinamica usado em protótipos, só depois que confirmarem que a posição do sensor pequeno acoplado a fuselagem é boa e funciona é retirado este grande do nariz que não sofre interferencia da aeronave.
        Veja neste protótipo da Cessna. https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:A

        • vlw amigo seria um Tubo de Pitot correto?
          Achei que fosse uma antena VHF ou HF pelo tamanho kkkk

  4. 0.3m²?! KKKKKKKKKKKKKK

    Rapaz, o Typhoon em configuração limpa tem um RCS menor, 0.1m².

    Acho que 0.3m² é sem o RAM, mas se for com, vish…

    • os russos dão números semelhantes pros furtivos americanos tbm, e no próprio texto cita que os ocidentais atribuem a ele um RCS menor do que os 0,1m², os russos devem fazer essa analise de RCS se baseando em comprimentos de ondas maiores e sem levar em consideração o RAM

      • Os números americanos não ficam perto disso não, o senso comum é que o F-22 tem 0.0001m².

        Sim, foi o que eu disse acima, acho que esses números são sem o RAM.

        • os russos atribuem aos furtivos americanos, e não que os americanos dão esses numeros

          • Não, os americanos mesmo.

            "November 25, 2005: The U.S. Air Force, in it's effort to get money to build more F-22s, has revealed just how "stealthy" the F-22 is. It's RCS (Radar Cross Section) is the equivalent, for a radar, to a metal marble. The less stealthy (and much cheaper) F-35, is equal to a metal golf ball. The F-35 stealthiness is a bit better than the B-2 bomber, which, in turn, was twice as good as that on the even older F-117. Much older aircraft, like the B-52, have a huge RCS, which makes them very easy to spot on radar. But with a smaller RCS, it's more likely that the aircraft won't be detected at all.

            The air force revealed this information, which is usually kept secret, because it wants to make the case that it makes more sense to cut production of the F-35 (which cost $30-50 million each), so that more F-22s (that cost over $100 million each) can be bought. Most of the air force generals are former fighter pilots, and the F-22 is a much hotter fighter than the F-35 (which is basically a fighter-bomber, with emphasis on the latter function.) This is causing an international uproar, because of the many foreign countries that are buying the F-35. Some of these countries have contributed money for the development of the F-35. The F-22 will not be exported, because it uses so much top secret technology. "
            https://www.strategypage.com/htmw/htairfo/article

            Com base nessa citação da USAF, estimaram o RCS dos caças americanos, 0.0001m².

            • não ufric, não, vc entendeu tudo errado kkkkkkkkkkkkkk

              eu disse que os russos atribuem aos furtivos americanos numeros de RCS semelhantes aos que atribuem ao pak-fa

    • Ufric.
      Nas simulações, para a banda x o RCS do pak-fa fica na casa dos 0,01, o pior resultado da quinta geração.
      Seria algo como F-22/J-20 – F35/F-117 – Pak-FA/Misseis de cruzeiro. Ainda assim melhor que os Deltas Europeus pelados.
      Eu encontrei uma fonte dizendo que o valor 0,1 veio do registro de patente da própria sukoi. infelizmente não sei ler russo e não sei em que condições eles atribuem este valor.
      Outro ponto interessante é que os russos possuem todas as condições de melhorarem significantemente o desempenho furtivo, sem a necessidade de nenhuma inovação ou gasto exorbitante, porém não o fazem, é bem possível que seja fruto de uma filosofia diferente mesmo. Então não esperem desempenho semelhantes…

      • Essas simulações foram feitas pelo Kopp, não? kkkkkk

        Não levo o Kopp a sério por uma série de fatores, mas não duvido nada de um RCS de 0.01m², parece ser bem plausível.
        Acredito que 0.5m², que é o que o Alexander Davidenko, projetista do PAK-FA afirmou, seja o RCS sem RAM aplicado.
        Não acredito que os Russos possam fazer milagres, quiseram ter um design aerodinâmico específico que pode/atrapalha o RCS consideravelmente. É a doutrina deles, pessoalmente tenho minhas dúvidas a quanto o PAK-FA ser um 5G de verdade olhando pelo padrão ocidental, entretanto, o PAK-FA é 5G para os Russos e seus padrões, é somente isso que importa.

        • Ufric.
          Não, quem fez a simulação foi o com****dor utilizando equações amplamente difundidas neste tipo de modelagem.
          É possível achar muitos dados, o Kopp não é o único que desenvolve este tipo de trabalho, porém não vejo motivo para rir do trabalho alheio.

          Não sei em que sentido você consideraria milagre russo, mas os chineses obtiveram sucesso na redução de RCS ao nível do raptor, creio que o PAK-FA não tenha o mesmo objetivo, mas se tivesse não precisaria de grandes alterações no projeto, pelo menos para chegar os F-35…

          • Não estou rindo da cara de ninguém, Carcara. Apenas não levo a sério essas simulações, não importa de quem seja ou do que seja! 😉

            E vai me desculpar, mas não acredito que seja possível afirmar que o RCS do J-20 está no mesmo nível que o F-22.

              • Segundo as informações públicas, sim. Não só tinha uma assinatura de radar menor, mas também uma assinatura IR menor.

                • Porque literalmente era bom demais! rsrsrs

                  O YF-23 era muito a frente de seu tempo, e como consequência era muito complexo e caro.

  5. Mesmo um RCS de 0,1 m2 não é lá tudo isso. Dizem que o F-35 tem o RCS de bola de golfe. (0,00143m2)…

    Se for isso mesmo os russos terão muito trabalho a fazer no material RAM.

    []'s

    • Pois é, 0.1m² são os euro-canards em configuração limpa.

      Vão ter que fazer milagre com o RAM.

  6. Se nós observarmos os primeiros protótipos do F-22, e compara-los ao produto final, veremos considerável diferenças.
    Provavelmente os russos irão mexer bastante no T-50, apesar de não ser especialista, compreendendo que ele está longe de estar pronto, porém, ele é bem esguio, por isso vejo potencial. Mas tem muito trabalho pela frente.
    Os russo estão acostumados a material bélico bem robusto. Terão que se adaptar, pois se o T-50 seguir a tendência stelth ocidental, será um caça que irá requerer mais cuidados com a superfície, exigindo adaptação nas bases e pessoal em terra. Não vai poder ficar ao relento…

    • os russos n pretendem ter um caça muito cara de operar, quando comparado aos próprios, não acho que o T-50 será cheio dos "não-me-toques"

    • Andei pesquisando como seriam os novos motores e vi que tanto a entrada de ar quanto a tubeira das turbinas atuais comprometem a questão stealth. No caso das "inlets" sugerem aplicar RAM na parte interna dos ductos e na posterior, toda a parte metálica exposta teria que ser modificada, principalmente a que se prolonga no dorso da fuselagem.

      • pesquisou aonde, é muito dificil achar algo confiável sobre o que esta sendo desenvolvido na russia

        • Um monte de gente fala muita coisa, o que parece certo é que novo motor terá modificações na tubeira.

          RAM não faz milagre.

          • o que eu vi de mais concreto é um desenho supostamente patenteado pela saturn, dum bocal furtivo e basculante (isso mesmo), mas se será aproveitado ou não eu n sei

            • Se é que era oficial, pois tem muito trabalho sendo feito por fã e sendo divulgado como oficial.

  7. Estava procurando sobre o motor e vi um forum americano onde eles tinham as fotos do PAK FA atual e comentavam sobre a exposicão das paletas do compressor, comparavam com o F22 e sugeriam modificações. Sobre o proximo motor, só especulações em um forum russo-indiano em ingles.

  8. Esses números sobre o RCS não me parecem correctos. Por muito que tenha dúvidas sobre a capacidade dos russos em desenvolverem algo que se assemelhe às assinaturas dos F-22/F-35/B-2, pelos americanos levarem décadas de vantagem, também não acredito nos números 0,3 a 0,4, ou 0,1 estimados pelos Ocidentais.

    Valores desses não o colocam nem de perto na 5ª geração, e teria de ser mais um 4++.

    O próximo ano poderá trazer mais luz sobre este projecto, que ainda não tem o novo motor, nem disparou qualquer arma.

    Parece-me que o T-50 vai pelo mesmo cronograma do F-35, mas ao menos este tinha em desenvolvimento três versões.

    Contudo, não há problema, se os valores de RCS o colocarem perto de um 4++ os "especialistas" vão virar as atenções (ou distrair) para as mais recentes capacidades russas em ECM contra mísseis, que tornam os mísseis ocidentais completamente cegos, ou na tecnologia plasma, ou outra treta qualquer.

    Ainda vai sendo cedo para chegar a conclusões mais concretas.

    • Acredito não ser missão impossível colocar RCS de F-22/F-35, os Chineses já fizeram isto…

      • Olhe, acho que não dá para afirmar algo assim na minha opinião, ninguém tem nenhum detalhe sobre o RAM do J-20 por exemplo, os chineses não liberam nada a público.

        • Ufric.
          Se for pra ser cético seja direito, também não da pra afirmar nada sobre o RCS do F-22 e do F-35 além daquilo afirmado por militares americanos.
          Então ou ficamos no campo das afirmações oficiais, ou estendemos nosso leque de fontes para especialistas e estudiosos na área.
          Eu fico com o segundo caso.

          OBS.: Pesquise sobre esse tema com títulos em inglês e ficará bastante surpreso com a quantidade de abstracts cuja restante do trabalho é desenvolvido em madarim!

          • Eu prefiro ficar com a afirmação dos militares americanos, obrigado! 😉
            E no dia que os Chineses falarem seu RCS, vou ficar com a afirmação deles também.

                • Fora do tópico: Está chato isso da FAB dando espaço para repórteres da Globo, da grande mídia, em que NADA adicionam a Força. Dar voz a esse tipo de mídia só tem valor promocional, pois são profissionais que nem sabem porque o avião voa e vendem a imagem de uma Força Aérea capaz, moderna e de ponta, conquanto sabemos que a realidade é BEM diferente. Repito, dar voz a Lucianos Hucks e Globetes da vida não serve pra nada!

                • Pois é, nem uma simples palestra, os caras são capazes de dar para a mídia especializada.

                • Caro Ufric não vá na onda do GIORDANI, ele nem sequer foi procurar saber sobre o assunto só apenas criticou por criticar, parecendo aqueles meninos que odeiam globo, EUA e coca-cola.

                • Posso estar enganado. Mas o objetivo dessa propaganda das Forças Armadas na Globo, visa atrair jovens para a carreira militar. Se muitos souberem a real situação, irá espantar os que realmente querem ser bons militares, piorando a proporção dos "carreiristas"(que só querem o cabide publico).
                  Também querem manter os concursos bem cheios… Não tenho como provar, mas à indícios de uma máfia interna se beneficiando com a venda de vagas.

                • O objetivo é colocar um fashion para voar e vender a imagem de uma força aérea capaz, com capacidade real de dissuasão, mas a realidade é exatamente a oposta, aonde mal tem dinheiro para voar, aonde nem dinheiro para modernizar o A-1 tem, aonde a primeira linha de defesa é o F-5, aonde a defesa das bases é com Igla…mas falar qualquer coisa contra essa peça publicitária te coloca contra a globo, EUA e coca-cola.

                • Pois é, e aquele programa da Rede "Globulos" o fantástico que mostrou o F-16 como caça da FAB, tá louco. Os caras não se preocupam nem em vêr o inventário da FAB antes.

                • se derem espaço pra mídia especializada, a sabatinada que iriam levar seria homérica kkkkkk

                • Depende de quem vc convida. Tem gente que puxa o saco desavergonhadamente.

                • Ultimamente tenho minhas dúvidas… Tirando o CAVOK, vai ter é competição para selfies e a culpa sempre sendo colocada nos políticos.

                • Chegou a procurar saber pelo menos quem vai ser a apresentadora?
                  Sabe que ela pilota helicóptero? então sua tese de profissional que não sabe nem como o avião voa vai por água abaixo.
                  E a reportagem é sobre a formação do piloto de caça e nada mais, não tem como aumentar ou diminuir é simplesmente a formação de um piloto e não fala nada dos status ou de como estão seus equipamentos.
                  Você julgou sem ler sobre o assunto e o pior sem ao menos ver primeiro a reportagem para ter algum argumento concreto.
                  O que eu realmente senti no seu depoimento foi inveja, somente isso.
                  Se a FAB mostra algo é julgada e se não mostra também é julgada, ta na hora de para de reclamar por reclamar, esta ficando chato isso.
                  E por última falar que uma pessoa ou profissional não serve pra nada e muito forte, pense se fosse uma pessoa falando que você não serve pra nada… Será se serve?

          • Carcara

            Pessoalmente acredito que os chineses conseguem colocar o J-20 com um RCS igual ao F-22. Aliás eles mesmo já o fizeram com o Unicórnio, que de si já é bastante mais Stealth que a Fada Sininho.

            "Especialistas" da área apontam mesmo que uma versão melhorada do Duende Verde comece já a voar em 2017, com novo motor.

      • Sei, choraram para comprar o Su35S, mas o J20 tem capacidade similar ao F22.

        Muito lógico.

        • Zé. Esta afirmação é sua. A minha diz respeito apenas a discrição aos radares e baseadas nos estudos disponíveis, se tiver algo diferente ou informação nova mostre-me!

          • Quem fez a afirmação absurda foi vc (como sempre), logo quem tem trazer a prova é vc, não eu.

            Simulador é um software como qualquer outro, logo faz aquilo que o programador definiu.

            As informações que se tem tem sobre furtividade de aeronaves indicam ser impossível o J20 ter o mesmo RCS do F22 em particular no setor traseiro. Basta ter um olho para ver os motores expostos.

            Se não conseguem acertar sequer a geometria, muito menos outros aspectos como RAM e assinatura IR.

            Volta pra prancheta.

            • Acabei respondendo no espaço geral pra não prolongar demais este aqui…

  9. Zé,
    Eu já mostrei! O simulador não é programado pra achar um valor específico ele é programado com modelos matemáticos.
    Se você suspeita de algum viés no resultado sinta-se livre para criticar a metodologia do Kopp ou de qualquer outro, mas o faça com o mínimo de propriedade.
    Sua confusão mental só não é maior que sua fé em conclusões as quais repete como papagaio, qual é a prova que qualquer um de vocês já apresentou sobre as características stealths dos aviões americanos? Isto nunca foi feito, e quem o faz acaba criticado. O bom da ignorância é que ela nos mantém num mundo confortável né mesmo? Só para constar, se as suas crenças são baseadas em afirmações oficiais não se esqueça dos radares quânticos chineses e dos mísseis impossíveis de serem interceptados russos.
    Prosseguindo, minha afirmação diz repeito ao fato dos chineses terem atingido um nível semelhante ao F-22/35. E isto, momentaneamente, com as informações que dispomos é perfeitamente plausível. O F-35 não é tão furtivo no aspecto traseiro, na realidade é bem provável que aquele motor cobre um preço muito alto em relação a assinatura IR. Enquanto isso o J-20 no setor frontal se mostrou tão bom quanto o F-22 em desviar as ondas de radares, e sim os chineses possuem material RAM, eu mesmo postei um artigo *PÚBLICO* sobre o desenvolvimento deste tipo de material, procure nos meus comentários nessa mesma notícia.

    Não tente voltar para um lugar onde nunca esteve, seu caminho é longo, mas ao menos comece…

  10. Toda vez que eu vejo essa cammo da segunda foto, me lembro do F-19 …

Comments are closed.