Aeronave comercial MC-21-300 desenvolvida pela Irkut Corporation.

A Rússia estava pronta para cooperar com os Estados Unidos na produção de componentes específicos para o jato MC-21, mas acabou decidindo construir a aeronave por conta própria, disse o presidente Vladimir Putin, falando na sessão plenária do Fórum Econômico Oriental na quinta-feira (05/09).

“Seria apropriado cooperar [com os EUA na produção de componentes e peças para o MC-21], estávamos prontos para comprar os materiais americanos adequados, pois eles compram grandes quantidades de titânio de nós e produzem Boeings com nosso titânio”, disse Putin, conforme relatado pela agência de notícias russa Tass.

Mas decidimos que a aeronave MC-21 seria montada a partir de peças nacionais.

“Talvez até certo ponto seja bom, porque usaremos nossos próprios materiais, e não dependeremos de ninguém nesse sentido”, afirmou o presidente.

Na quinta-feira, Putin classificou a detenção de cidadãos russos no exterior conduzida a pedido dos EUA como uma prática muito ruim e apontou que essas prisões podem ser provocativas.

O presidente também esclareceu a situação com o funcionário da corporação de motores acusado de roubar segredos pelos EUA.

“A United Engine Corporation fabricou um novo motor russo. Este é o nosso primeiro produto de alta tecnologia em 28 anos. Esta é uma empresa com muito boa experiência e excelente base científica. De fato, assinamos um contrato com uma empresa italiana para consultas – este é uma prática comum em todo o mundo e um trabalho comercial aberto com parceiros europeus”, explicou Putin.

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Um dos responsáveis pela criação do motor PD-14 foi preso na Itália a mando dos EUA, segundo acusa os americanos ele teria roubado tecnologia dos motores da GE..
    Hipocrisia pura..
    Enquanto isso os Chineses deitam e rolam, e os gringos não podem fazer nada…