Boatos de que caças F-16 israelenses foram interceptados por aviões Su-34 russos são falsos. (Imagem ilustrativa)

O Ministério da Defesa russo negou boatos de uma suposta interceptação de dois caças F-16 israelenses por caça-bombardeiros russos Su-34 sobre o Líbano.

Notícias publicas por um site de notícias israelense sobre uma suposta ‘interceptação’ de dois aviões F-16 israelenses por Su-34s russos no espaço aéreo sobre o Líbano são um absurdo sem sentido“, disse o Ministério na segunda-feira.

Os bombardeiros multi-missão Su-34 da força-tarefa russa na Síria não são usados para interceptar alvos aéreos e não realizam missões no espaço aéreo libanês“, destacou o Ministério.

No início do dia, a mídia israelense relatou que caças russos Su-34 foram enviados para interceptar duas aeronaves israelenses F-16 no espaço aéreo libanês, que teriam sido forçadas a mudar sua rota de vôo.


FONTE: TASS

Anúncios

24 COMENTÁRIOS

  1. é bom o Libano abrir o olho porque Israel pode ataca-lo a qualquer momento.

  2. Realmente, 2 SU-34 não seriam enviados para interceptar 2 F-16 seria como mandar um gnu pastorar um lobo.

    • Especialmente quando os russos possuem estacionados na Síria os Su-30 e Su-35, aeronaves muito mais apropriadas para a missão.

      • Resolver não resolveria pois o F-16 é um oponente perigoso para os Su-30 (isso ficou claro no Red Flag quando houve a participação dos Su-30 MKI indianos, que foram derrotados pelos F-16 das forças agressoras). Ocorre que não é de interesse dos russos coibir as incursões israelenses contra os interesses iranianos na região.

      • A única coisa que eles poderiam fazer é ficar olhando. Rússia e Israel são países amigos.

  3. Acho melhor Israel começar a se adaptar à nova realidade no OM. É daí para pior.

    • Israel é amigo da Rússia. Deixa de viver no mundo da fantasia.

      A realidade é que a Síria e os iranianos levam bomba toda a semana com a permissão dos russos, não mudou nada.

      • Amigo??? Que termo mais inadequado para a relação entre dois países.

        • Eu também não aprecio a palavra "amigo" Walfrido mas é fato que há uma convergência de interesses entre Rússia e Israel.

        • Amigo quer dizer tem boas relações. Ao contrário do que alguns tentam demonstrar fazendo ameaças contra Israel em nome da Rússia.

    • A nova realidade do O.M é que o Irã tornou-se um hóspede indesejado na Síria estando a incomodar os russos, que afinal são quem mandam e querem evitar a todo custo que o pobre Assad caia….

      A verdade meu caro Xings é que seus fascistas de estimação perderam e vão sair da Síria. Acostume-se com isso, e também com o fato de que Israel permanecerá onde está há 70 anos celebrados agora em 2018.

      • Há um mês atrás ele estava dizendo que os tempos de bombardeio israelenses tinham acabado.

        • O Xings precisa se enganar para seus discursos no DCE parecerem mais convincentes. Acho que também passa pela necessidade de aumentar a ração de pão com "mortandela" que ele recebe…rs!

  4. Será que não seriam 2 SU-35? SU-34 interceptando F-16 não faz sentido..

  5. O SU-34 é projetado mais para o ataque mas é perfeitamente apto a combater ser for necessário, igual aos F-15 Strike Eagle ou F-18F, ou F-16D. Pois no final são todos multimissao.

    • Negativo, o Su-34 é um avião de ataque com capacidade de auto defesa, não seria usado como interceptador.

      • Pois é, desconheço qual é o radar do Su-34 mas o mesmo é apto a transportar tanto os R-27 quanto os R-77. Porém não seria realmente o caso de enviar Su-34 para um interceptação.

  6. n que o Su-34 n seja capaz de engajar ar-ar, mas os russos tem outras aeronaves la pra isso, mesmo assim é mais do que sabido que russia e israel possuem acordos de n interferencia nas operações um do outro, somando a isso a delcaração russa de que a ideia de destruir israel é inadmissivel

  7. A Rússia, como qualquer país, precisa de investidores internacionais. Não vai brigar com Israel por pouco, só em último caso.
    Ainda mais que grande parte do dinheiro do mundo está nas mão de judeus.

Comments are closed.