Aeronave anfibia Be-200ES.

No sábado, dia 08 de setembro de 2018, durante a exposição “Gidroaviasalon-2018” na Rússia, a United Aircraft Corporation (UAC) assinou dois importantes contratos de venda da aeronave anfíbia Be-200ES. Uma empresa dos EUA se comprometeu com a compra de 10 aeronaves e uma empresa chilena se comprometeu com outras cinco aeronaves Be-200ES, que auxiliarão no combate a incêndios nos dois países.

No início do sábado, a empresa norte americana Seaplane Global Air Services se reuniu com representantes da Fábrica de Aviões de Taganrog (TANTK), anteriormente Beriev (parte da UAC), para assinar o acordo para 10 aeronaves anfíbias Be-200ES.

O contrato assinado pelo Diretor Geral da TANTK, Yuri Vladimirovich Grudinin, e pelo presidente da Seaplane Global Air Services, Patrick Massari, prevê o fornecimento de quatro aeronaves Be-200ES e uma opção para outras seis aeronaves. As duas primeiras aeronaves serão equipadas com motores D-436TP, e as restantes com motores SAM-146.

Acordo com os EUA foi assinado pelo Diretor Geral da TANTK, Yuri Vladimirovich Grudinin, e pelo presidente da Seaplane Global Air Services, Patrick Massari. (Foto: UAC)

O diretor Geral da TANTK disse sobre o acordo: “Ao longo dos anos, a aeronave anfíbia Be-200ES provou-se na EMERCOM da Rússia e na Europa. Foi originalmente criada como uma aeronave de combate a incêndios com a capacidade colocar dentro de seus tanques 12 toneladas de água em 20 segundos. Esperamos que este pedido seja o início do grande avanço da nossa aeronave Be-200ES junto a Seaplane Global Air Services para os mercados americano e europeu.”

Por sua vez, o Presidente da Seaplane Global Air Services, Patrick Massardi, afirmou que “Comprometemo-nos a ajudar nossos clientes a combater os incêndios florestais usando as aeronaves mais eficientes disponíveis no mercado, e assim optamos pelo Be-200 com suas características de velocidade, o alcance do voo e a quantidade de água descarregada, e nossos pilotos estão prontos para voar nesta aeronave excelente.”

O acordo com o Chile foi assinado pelo Diretor Geral da TANTK, Yuri Vladimirovich Grudinina, na presença do Presidente da UAC, Yury Slyusar, e pelo fundador da Asesorias SVR Ltda, Claudio Alcayaga Corvalan. (Foto: UAC)

No decorrer do mesmo dia 8, a TANTK também recebeu a visita de representantes da empresa chilena Asesorias SVR Ltda, que assinaram um acordo para compra de até cinco aviões anfíbios Be-200ES.

O contrato assinado pelo Diretor Geral da TANTK, Yuri Vladimirovich Grudinina, na presença do Presidente da UAC, Yury Slyusar, e pelo fundador da Asesorias SVR Ltda, Claudio Alcayaga Corvalan, prevê a entrega de duas aeronaves Be-200ES e uma opção para mais três dessas aeronaves.

Em 2003, a aeronave anfíbia Be-200ES foi certificada pelo Registro de Aviação IAC de acordo com os padrões AP-25. Em 2007, foi recebido um aditamento a um certificado de tipo que permite que o Be-200ES seja utilizado para transportar 43 passageiros em rotas de alcance médio, tanto em aeródromos como na água. Em 2010, um certificado de tipo europeu (EASA) foi obtido. No momento, a aeronave Be-200BC é produzida em massa em Taganrog.


Colaborou Rustam Bogaudinov, direto de Moscou.

12 COMENTÁRIOS

  1. por isso a russia envia os Be200 quando tem incendio florestal, a propaganda surtiu efeito, é uma aeronave interessante pra operar no brasil tbm, que tem muitos incendios florestais e tbm pra auxiliar na logistica na amazonia

  2. Para aqueles que falam que aviões Russos não vende no Ocidente….

  3. A Rússia se livrando dos motores ucranianos do An-158 e colocando os motores do Sukhoi Superjet, mas que tem o inconveniente de ter participação francesa da Safran.
    Os dois motores disponíveis para o Be-200 são em parceria, um com a Ucrânia e outro com a França, qual dos dois pode colocar empecilhos no futuro?

  4. O KC-390 terá uma versão de combate a incêndios. A vantagem desta aeronave russa é sua capacidade anfíbia, porém, nada comparável as 26 toneladas de capacidade de carga do KC-390.

    • O KC-390 poderá receber um kit MAFFS como recebe hoje o C-130, não será uma versão dedicada a contra incêndio.

  5. Excelente aeronave, obra prima de engenharia, surgiu como unica opção no mercado à muitos anos, e não fosse a origem, teria vendido muito mais.

Comments are closed.