gripen aircraft beautiful the new improved electronic warfare system of gripen e of gripen aircraft 600x338 - Saab diz que testes do Gripen E estão bem adiantados
Primeiro protótipo do Gripen E durante testes de voo. (Foto: Saab)

Os testes de voo do caça Gripen E da Saab estão se movendo mais rápido do que o previsto, de acordo com Eddy de la Motte, vice-presidente e chefe da unidade de negócios Gripen E/F da fabricante sueca Saab.

De la Motte disse em uma coletiva de imprensa que os testes para disparar o míssil Meteor da MBDA foram realizados por aeronaves de teste 39-8 e 39-9 no norte da Suécia. “Planejamos duas semanas para os testes e conseguimos fazer tudo em uma”, observou o executivo, acrescentando: “Estamos aproveitando cada hora de teste de voo mais do que esperávamos, o que está ajudando a mover o programa para frente. ”

Hoje o envelope de voo está sendo ampliado, com 9g sendo atingido no início deste mês, segundo a empresa. O piloto de testes Marcus Wandt explicou que, embora a aeronave seja mais pesada que o Gripen C, “a agilidade ainda está presente porque a estrutura é mais forte e suporta muito bem seu peso”. Wandt e seus cinco colegas voaram 125 horas de teste.

t 1543617904991 name still a7 2nd Gripen E takes flight 600x338 - Saab diz que testes do Gripen E estão bem adiantados
Segundo protótipo do Gripen E.

O primeiro Gripen E para a Suécia será entregue este ano à força de teste e avaliação composta di pessoal da Saab e da Força Aérea Sueca.

A primeira das 36 aeronaves encomendadas pelo Brasil (28 monopostos E e 8 violaria F) por US$ 4,16 bilhões será entregue à Força Aérea Brasileira em 2021, mas os primeiros pilotos chegarão à Suécia em janeiro para começar o treinamento.

Mikael Franzen, vice-presidente e chefe da unidade de negócios Gripen Brasil, explicou que as duas linhas de produção para a aeronave – uma na Suécia e uma no Brasil – seriam usadas para produzir aeronaves que podem ser encomendadas por outros clientes no futuro. Franzen disse que oito aviões seriam construídos por brasileiros na Suécia (quatro Fs e quatro Es) para garantir que os brasileiros ficassem totalmente à vontade com os processos de construção, e 15 seriam construídos no Brasil por brasileiros e 13 por suecos na Suécia. O Gripen F de dois assentos, desenvolvido especificamente para o Brasil é 65 cm mais comprido que o E, possui sistemas e displays idênticos aos da versão E.


Fonte: DefenseNews

Anúncios

24 COMENTÁRIOS

  1. Me lembro dessa galera da Saab jurando de pé junto que o primeiro seria entregue esse ano. Cada uma…

    Tomara que fique bom. E que role segundo lote logo.

    • Agora me fale um caça que foi entregue no prazo nos últimos 30 anos.

      Só as maquetes do poderoso Irã

      • O problema é que tenho certeza de que sabiam que não daria pra cumprir e prometeram mesmo assim

        • Cara até um celular de R$2000 da recall e atraso para lançar
          Imagina um avião de mais de U$100 milhões

            • Como nao?
              Toda a estrutura é maior que a anterior, motor, aviônicos, mais combustível, mais armamento.
              Os caras acham que montar e fazer um avião é igual lego, só encaixar e pronto já pode ir pra guerra.

    • Se está no contrato, é multa. Se não está no contrato, não foi dito.

    • Igual o tem bala que ia do RJ a Vira Copos… O pessoal pra enrolar viu, até os Suecos que são os paladinos da honestidade na Europa entraram no jeitinho brasileiro de fazer as coisas.

  2. Estão testando com os misseis Meteor, mas nos vamos receber esses misseis? outra coisa fiquei preocupado com "o mais pesado" mais peso sem motor mais potente = menos alcance e menor carga útil certo??Ou estou divagando??….Os aviões de 5 geração ja estão até ficando manjados e nós não recebemos nosso avião…. Até a Índia ja esta testando bombas inteligentes e outras coisas interessantes e nós ainda vamos receber este avião, e outra, os misseis não serão os israelenses A-Darter e Iris-T?…. Mais uns 15 anos (padrão Brasil ) até poder dizer que teremos algo descente para mostrar. Programa demorado esse…

    • Que eu saiba nao foi negociado armas no pacote acordado, teve notas sobre interesse em algumas armas mas acho que só ficou na vontade…
      O motor é mais forte, o F414, a relação peso potência é segredo, o que se tem na net é estimativa…
      O A-Darter e Iris-T não são Israelenses, provavel que eles venham em meia ou uma duzia de unidades. Ja o Meteor eu duvidooooo, com certeza vão por o Derby.

      • Há pacote de armas negociado, sim. E diretamente com a Saab, que comprará as armas e as entregarão à FAB. E é um pacote muito bom, por sinal. Só não engloba um míssil ar ar BVR, que a FAB ainda precisa definir. Portanto o Meteor ainda pode vir, mas não está definido. Se for ele, já estará integrado com custos pagos pela FMV, mas deve ser mais caro que o I-Derby.

        • Valeu Edu, eu me lembro disso mas minha duvida era se foi efetuado mesmo ou so ficou na vontade, pois a matéria não é enfática e a fab mesmo diz que por questão de segurança nacional ahahah, não pode entrar em detalhes. Mas se comprou mesmo, o pacote nos dá uma ideia do que a fab pretende por no Gripen.

          • A quantidade é informação reservada para o inimigo não cair na gargalhada. Mas pelo preço do pacote, parece coerente.

            O negócio saiu, pois, se não me engano, foi publicado em DO com dispensa de licitação

            Aquela FA de faz de conta que falamos todos os dias. No fim, a reserva com soldo gordo e um monte de medalhas no peito.

      • Tem razão Galileu, me confundi com os fabricantes dos misseis.Pois é se ele vier com armas em abundancia seria a a maravilha, um avião desses sem dentes seria um desperdício….Acredito que deveríamos pelo menos tentar desenvolver alguma arma nacional para esse avião.

        • Mas tem, o MAN e o MAR, o MAN foi testado pela MB a alguns meses, ja o MAR eu não sei em que pé está, ambos são equivalentes a geração passada dos misseis atuais.

          Esse projeto sim acho louvável, esses dois, o do kit de bomba guiadas, o A-Darter, são projetos importantíssimos e que contam com pouca grana.

    • o avião é mais pesado, mas o motor é mais potente (F404 no Gripen C e F414 no Gripen E). Bombas inteligentes estão no pacote de armamento já negociado. 15 anos? Não…muito menos. Em 2021 a FAB começa a receber. O pacote eletrônico é avançadíssimo, não fica a dever para os 5a geração, sendo superior ao Su-57 nesse quesito. Só não tem a fuselagem stealth, mas é pequeno, o que ajuda a ter um RCS baixo.

      • Marcelo conhecendo o jeito brasileiro de fazer as coisas, até esse avião ficar plenamente operacional, não duvido desse tempo…Ms que esperemos, pelo menos a compra ja esta fechada, agora sem não comprar um segundo lote vai ser uma pena. Precisamos de uns 200 desses aviões.Pelo menos para assustar a Venezuela.

  3. Caramba. Mais de 115 milhões de dólares por avião. Tomara que isso esteja valendo a pena para o Brasil.

  4. Ufa.. Ainda bem que está no prazo heim dona SAAB!
    Se não estivesse iriamos receber os primeiros em 2050.

Comments are closed.