Gripen NG eleva a confiança da Saab nas vendas. (Foto: Agência Força Aérea)

A Saab tem uma nova confiança elevada de que pode exportar o caça JAS 39 Gripen NG para mais países. O CEO do grupo, Håkan Buskhe, acredita que a tendência para aumentar os gastos com defesa, tanto na Europa como globalmente, ajudará a criar demanda e fortalecer o potencial de exportação do caça sueco.

A confiança renovada no Gripen NG baseia-se na crença da Saab de que os gastos de capital futuro do governo em aeronaves militares enfatizarão apresentação e tempos de entrega mais curtos. O otimismo adicional também se baseia no interesse global maior no Gripen.

A Saab estimou as vendas futuras de exportação para o Gripen de cerca de 300 unidades nos próximos 15 anos. Com base no interesse expandido na aeronave, esse número poderia potencialmente aumentar bem acima de 300.

Maior gasto das nações em capacitação militar é um alívio para grupos de defesa como a Saab que temiam anos de possível declínio, disse Buskhe.

Saab tem fé no mercado europeu. Recentemente a Bulgária escolheu caças Gripen C/D para substituir sua antiga frota de caças MiG-29. (imagem ilustrativa)

Existem mais razões para estar confiante. Além do desejo da administração norte-americana de que todos os países membros da OTAN na Europa gastassem 2% do PIB em defesa, a tendência em que os países europeus poderiam gastar entre 20 a 30% de seus orçamentos em novas aquisições podem mudar a dinâmica no mercado europeu“, disse Buskhe.

A receita da Saab foi impulsionada por maiores avanços e pagamentos de marcos de clientes ligados ao programa Gripen, incluindo o Brasil, o primeiro país parceiro da Saab na América do Sul.

Uma demanda maior do que a esperada para o Gripen é provável que surja na Europa conforme alguns países aceleraram seus programas de substituição da frota de caça.

A Bulgária escolheu o Saab Gripen C/D para substituir os seus antigos caças MiG-29. A Bulgária planeja investir cerca de US$ 836 milhões para adquirir oito novos aviões de combate multi-função. O país do leste europeu, que atingiu um estágio avançado no seu processo de avaliação de tipo aeronáutico, visa receber os oito novos caças em 2022.

O primeiro voo do Gripen NG é esperado para o segundo trimestre de 2017. (Foto: Saab)

A empresa abriu recentemente um novo escritório nas Filipinas para elevar sua presença nos mercados asiáticos. A reputação da Saab na região ganhou importante impulso depois que conseguiu um acordo em 2008 para entregar 12 caças Gripen C/D à Tailândia.

Novos negócios de exportação na Ásia provavelmente serão modelados nos termos de oferta que a Saab fez ao Brasil. Termos similares, que incluem transferência de tecnologia de 100 por cento, parcerias industriais e compromissos para realizar a montagem final do Gripen NG localmente, também foram oferecidos à Índia como parte de seu programa de substituição de caças.


FONTE: DefenseNews

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. No aguardo por avanços no programa Gripen NG. Aliás, não vejo a hora do primeiro pousar por aqui, espero que ocorra em breve e dentro do cronograma.

  2. Já não era pra Mosca estar voando? Até quando a SAAB vai enrolar? Até aparecer em uma delação premiada?

  3. Que enrolaçao ,nao acredito que o NG voe com as cores da FaB antes de 2020 , o primeiro esquadrao deve ser formado por volta de 2028 (se o MPF nao achar maracutaia nesta negociata ) ,ou seja , somente 16 anos depois da compra eque se obtem um esquadrao operacional , se fosse os SH ja estariamos com uns 6 caças fornecendo experiencia para os caçadores !

  4. Isto me faz lembrar de um certo empresario brasileiros que foi pego na lava -jato , o cara escapou da operaçao TOQUE DE MIDAS coma ajuda da companheirada , este cara so vendia promessas e comprava influencias , a SAAB ta no mesmo caminho ?

  5. Estes prazos se tudo der certo para o protótipo, lembrem que hoje o Gripen C/D é um excelente avião da geração 4,5, mas seu protótipo se arrebentou por problemas no Fly by Wire em 1989.
    Protótipo é um avião experimental, uma caixinha de surpresa.
    O Gripen usava controle de voo desenvolvido por duas empresas conceituadas:
    "The flight control system is a triplex digital fly-by-wire system from BAE Astronics and Lockheed Martin".
    .
    . https://m.youtube.com/watch?v=xF02OkHJO6c

  6. Exportar o que ? Até agora nem voou ainda. No táxi parece que ele é bom.

Comments are closed.