Quase dois anos e meio depois de ter voado pela primeira vez, e dois anos após o programa ter sido abandonado, a Scaled Composites revelou discretamente mais detalhes de sua aeronave Model 400 ‘Swift’.

O Model 400 foi construído como parte da resposta da Northrop Grumman ao requisito da Força Aérea dos EUA para o programa T-X, que visava a substituir a frota de treinamento a jato Northrop T-38, mas foi abandonado em fevereiro de 2017 quando a empresa (e sua principal parceira de equipe, a BAE Systems) decidiu não apresentar uma proposta para o programa de treinamento TX. A companhia julgou que “não seria do melhor interesse das empresas e de seus acionistas“.

A Northrop Grumman inicialmente associou-se à BAE Systems e a L-3 Communications para o programa TX e, originalmente, ofereceu o Hawk Advanced Jet Trainer (AJT) como sua plataforma TX. Posteriormente, foi tomada a decisão de oferecer um novo veículo aéreo aos requisitos TX quando ficou claro que o Hawk não era mais a solução ideal “em termos de requisitos e acessibilidade”.

A BAE Systems permaneceu como parte da equipe graças à sua experiência e capacidade de treinamento em sistemas para veículos aéreos, mas a Northrop Grumman recorreu à sua subsidiária – Scaled Composites – para projetar e construir uma nova plataforma de treinamento. A Northrop Grumman disse posteriormente que havia “usado técnicas avançadas de projeto e prototipagem para construir uma aeronave para a competição. A aeronave combina a abordagem inovadora da Northrop Grumman e da Scaled Composites ao design, desenvolvimento e prototipagem rápida de aeronaves”.

Durante a breve vida do Model 400, a Northrop Grumman e a Scaled Composites (subsidiária da Northrop desde 2007) não divulgaram press releases detalhados ou fotos relacionadas à aeronave, anunciando apenas que o protótipo seria oficialmente revelado no início de 2017. O protótipo foi visto e fotografado durante os testes de táxi no Mojave Air and Space Port em 19 de agosto de 2016, revelando seu número de registro da FAA, N400NT. Isso revelou a designação do modelo 400 da aeronave, seu motor F404-GE-102D, e mostrou que a Scaled Composites havia registrado a aeronave em junho de 2015.

O avião fez o primeiro de seus sete voos no dia 26 de agosto de 2016, tendo passado do conceito para o primeiro vôo em apenas dois anos. A Scaled Composites descreveu a aeronave, batizada de Swift, como “um jato de prova de conceito, de baixo custo e alto desempenho, projetado para atender às manobras de alto ângulo de ataque e alto G”.

Isso deu à Scaled Composites o desafio, exigindo que a empresa testasse o projeto da estrutura da asa da aeronave “para um ambiente G significativamente mais alto do que normalmente alguma vez projetou”. Fotos recentemente reveladas do protótipo mostram que a asa combinada é uma estrutura inovadora de uma peça e três longarinas.

Com um peso de decolagem máximo de 6.577 kg, o Model 400 é cerca de 25% mais pesado do que o projeto vencedor da Boeing/Saab, mas significativamente mais leve do que o Leonardo T-100 ou o Lockheed/KAI T-50A. Surpreendentemente, a Scaled Composites forneceu uma velocidade máxima de apenas 926 km/h para a aeronave e uma altitude máxima de apenas 10.668 metros.


FONTE: AINonline

4 COMENTÁRIOS