Dois F-22 Raptor identificaram e interceptaram dois bombardeiros Tu-95 Bear por volta das 22 horas do dia 11 de setembro de 2018. (Foto: NORAD)

Dois bombardeiros estratégicos nucleares Tu-95MS da aviação de longo alcance das Forças Aéreas Russas completaram voos programados sobre as águas neutras dos mares de Barents, Chukchi, da Sibéria Oriental e do Oceano Ártico durante as manobras de Vostok 2018. E durante o voo, realizado no dia 11 de setembro, foram acompanhados por dois F-22 Raptors, pela segunda vez em menos de uma semana.

Os caças furtivos F-22 da Força Aérea dos EUA interceptaram os dois bombardeiros estratégicos russos, escoltados por dois caças, perto do Alasca, no dia 11 de setembro, disse o Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD), em comunicado que pode ser visto abaixo.

Durante o voo até próximo da fronteira com o Alasca, as tripulações das aeronaves Tu-95MS praticaram com sucesso uma missão de reabastecimento em voo, e dois caças Su-35S realizaram cobertura aérea dos bombardeiros estratégicos.

Um incidente semelhante ocorreu em 1º de setembro, quando dois bombardeiros Tu-95 entraram na Zona de Identificação de Defesa Aérea (ADIZ) do Alasca, ao sul das Ilhas Aleutas.

As manobras da Vostok 2018 foram iniciadas no território do Extremo Oriente e do Oceano Pacífico no dia 11 e seguem até o dia 17 de setembro, de acordo com as Forças Armadas russas sob a liderança do general do exército Sergei Shoigu.

Unidades militares de comando e controle, tropas dos distritos militares do leste e do centro, forças da frota do norte, tropas aerotransportadas, aviação de longo alcance e transporte militar das Forças Aeroespaciais estarão envolvidas nas manobras, de acordo com o Ministério de Defesa da Rússia. Um vídeo foi divulgado sobre o exercício.

No total, cerca de 300.000 soldados participarão de manobras, mais de 1.000 aeronaves, helicópteros e veículos aéreos não tripulados, até 36.000 tanques, veículos de combate de infantaria, veículos blindados e outros veículos, até 80 navios e embarcações de apoio.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.