Especialistas militares chineses acreditam que o J-31 seja usado em porta-aviões e focado no mercado externo.
Especialistas militares chineses acreditam que o J-31 seja usado em porta-aviões e focado no mercado externo.

O mais recente caça chinês, o Shenyang J-31 está sendo oferecido para o mercado externo, visando países que querem substituir seus caças de terceira e quarta gerações. E a China provavelmente vai usar seu novo caça embarcado no porta-aviões.

Um modelo em escala do mais recente caça stealth chinês J-31 esteva em exposição na 15ª China International Equipment Manufacturing Exposition, em Shenyang, província de Liaoning, no dia 01 de setembro.

Xu Yongling, famoso piloto de testes acredita que o caça J-31 não deverá de se juntar à Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLAAF) e em vez disso, é provável que seja transformado em uma aeronave embarcada em porta-aviões.

Além disso, o J-31 é projetado para o mercado internacional e provavelmente deverá ter alguma quota de mercado no futuro, acrescentou.

O mockup do J-31 visto na feira em Shenyang.
O mockup do J-31 visto na feira em Shenyang.

O J-31 é um caça médio stealth de quinta geração fabricado pela Shenyang Aircraft Corporation, uma afiliada da Aviation Industry Corporation of China (AVIC). É o segundo caça stealth que a China desenvolveu de forma autônoma após o caça J-20, e realizou seu voo de teste inaugural no dia 31 de outubro de 2012.

Agora, a China ultrapassou a Rússia, tornando-se o segundo país no mundo que tem dois caças de quinta geração em período de teste de voo depois dos Estados Unidos.

Algumas pessoas ainda duvidam da capacidade furtiva do J-31, já que ele possui pontos de fixação de armas externos. Xu Yongling disse que o J-31 é projetado para o mercado internacional. No entanto, não há muitos países no mundo que podem pagar por caças de quinta geração e o J-31 tem de competir contra o T-50 da Rússia e o F-35 dos EUA no mercado internacional.

Desta forma, os mercados alvo do J-31 são países com aviões de combate de terceira geração e têm a necessidade de atualizar seus aviões.

Com isso dito, o J-31 devem satisfazer as expectativas dos caças de quinta geração, enquanto ainda herda as tradições tecnológicas dos caças de terceira geração. Só desta forma o J-31 pode expandir o mercado de exportação.

Com base nas fotografias do modelo J-31 na internet, alguns meios de comunicação informaram que os mísseis sob as asas do modelo são do tipo ar-superfície KD-88, mísseis supersônicos YJ-91 e mísseis ar-ar de curto alcance fabricados na China.

Xu disse que tais especulações são mais ou menos corretas já que esses mísseis são frequentemente utilizados por aviões de combate chineses nas operações ar-ar, ar-solo e ar-mar.

O armamento em pontos fixos externos levanta dúvidas quanto a furtividade do novo caça chinês.
O armamento em pontos fixos externos levanta dúvidas quanto a furtividade do novo caça chinês.

Nos últimos anos, a China tem feito grandes progressos nas armas ar-ar e ar-terra e seu desempenho tem sido basicamente estável após os testes com fogo real, e assim, o J-31 vai se tornando multi-funcional, Xu acrescentou.

Alguns meios de comunicação também informaram que o J-31 é semelhante ao F-35 da EUA Força Aérea, já que os dois têm os pneus duplos no trem de pouso dianteiro, e, assim, alguns especialistas acreditam que a aeronave chinesa provavelmente tenha um modelo baseado em porta-aviões no futuro.

“No futuro, se o porta-aviões chinês estiver equipado com várias dessas aeronaves, ele certamente vai ajudar a melhorar a capacidade de combate do grupo de batalha embarcado. Mas se realmente queremos o J-31 a bordo do porta-aviões, teremos que esperar por pelo menos três a cinco anos”, disse Xu.

Fonte: China Military Online

Anúncios

33 COMENTÁRIOS

  1. O J-31 é uma aeronave curiosa, sob o meu aspecto. Porque, em seu caráter furtivo o qual é fabricado para usar revestimentos stealth em um composto de alta densidade chamado “fiber-mat”, tapete de vidro ou esteira, que são filamentos de vidro ligados uns aos outros por uma emulsão e moldada sob a forma de manta ou pano denominado “Dow Corning Fiberglass”, o qual, eleva e muito a resitência em velocidades MACH 2.5 a 3, esse material foi desenvolvido inicialmente e usado em ônibus espaciais com reforço feito em resina de poliéster. AVIC, Aviation Industry Corporation of China, alega que o J31 é praticamente invisível para os radares L-band e radares de banda Ku, a banda Ku é usada principalmente na Europa, e também, contra uma série de sensores multi-espectro. Com tudo, ele é quase um caminhão voador, com um Playload que pode transportar 8000 kg de carga útil e 6000 kg localizadas em seis pontos duros externos. Esses pontos externos é que eu tenho dúvida o quanto a total furtividade do J-31. E, a sua ampla gama de armamentos, tem os principais que incluem o PL-9 de curto alcance, os mísseis SD-10A de médio alcance e mísseis ar-ar de longo alcance, dará muito trabalho em deixar o J-31 stealth, em minha leiga opinião. Sendo que, provavelmente o J-31 irá empregar armas específicas para cada missão devendo ser escoltado por caças não furtivos em tais empreitadas. Vladimir Barkovsky da MiG Aircraft Corporation (anteriormente conhecido como o Mikoyan-Gurevich Design Bureau) declarou que, apesar de algumas falhas de projeto, o J-31 "parece uma boa máquina." Embora ele contém recursos já em uso nos projetos caça de quinta geração dos EUA, "não é uma cópia, mas um design de um novo caça bem feito. Assim sendo, o J-31 é uma aeronave formidável, com tecnologias criadas somente para ele, é ciência pura, com certeza espelhado no F-22.

  2. Se isso ai for pra frente o Paquistão eu acredito que venha a comprar…

  3. Ao menos essa geringonça voa diferente do foderoso caça iraniano. Se é eficiente, difícil dizer.

  4. Que marmota feia. Parece de brinquedo
    De quinta com tecnologia de terceira? É isso mesmo?
    Só 3 a 5 anos para "navalizar"?
    A melhor foi: concorrente do F-35!!

  5. eu dei uma pesquisada rapida, e achei umas montagens e mockups do J-31 que mostram sim as bais internas, mas que não deveram ter uma capacidade muito grande

Comments are closed.