O acidente sofrido pelo S-97 Raider da Sikorsky no início de agosto foi causado por problemas com o software de controle de voo, confirmou a Sikorsky.

Os resultados foram revelados quando o National Transportation Safety Board (NTSB) publicou seu relatório preliminar sobre o incidente em 2 de agosto, o que prejudicou significativamente o trem de pouso retrátil da aeronave, mas não causou ferimentos significativos a nenhum dos dois tripulantes.

Chris Van Buiten, vice-presidente da Sikorsky Innovations, disse que a Sikorsky estava “totalmente comprometida com o programa” e vai retomar os voos com o Raider em 2018.

Van Buiten disse que o incidente ocorreu depois que o sistema interpretou que a aeronave já estava mais alto no ar, embora ela mal tenha acabado de sair do solo.

Em helicópteros fly-by-wire, há transições nos controles de voo que acontecem durante o evento, e em nossa análise, essa transição não foi exatamente como deveria, e estamos fazendo algumas mudanças para o software do sistema de controle de voo“.


FONTE: Vertical Magazine

4 COMENTÁRIOS