Um A350-900 da Singapore Airlinesdecola do Aeroporto Changi. (Foto: REUTERS / Edgar Su)

A Singapore Airlines vai oferecer em outubro um voo sem escalas entre Singapura e Nova York em cerca de 19 horas, ou seja, o voo comercial mais longo do mundo, anunciou a própria companhia aérea na quarta-feira (30).

O avião A350, que decolará do aeroporto Changi, de Singapura, e aterrissará em Newark, cobrirá os 16.700 quilômetros que separam as duas cidades em 18 horas e 45 minutos, acrescentou em comunicado a companhia do arquipélago do sudeste asiático.

Companhias aéreas disputam pelo voo mais longo.

O voo comercial mais longo do mundo é atualmente o da companhia Qatar Airways entre a capital, Doha, e a cidade neozelandesa de Auckland, que dura 17 horas e 40 minutos.

Para o seu futuro voo recorde, a Singapore Airlines utilizará um Airbus A350-900 Ultra Long Range com um grande raio de ação, que será configurado para transportar 161 passageiros – 67 na classe executiva e 94 na econômica premium –, de acordo com a empresa.

A aeronave da Singapore terá assentos da econômica com mais conforto para os passageiros.

Esta aeronave capaz de voar quase 18 mil quilômetros de uma só vez, o que significam mais de 20 horas, fez sua primeira viagem de teste no final de abril.


Fonte: AFP, via G1

Anúncios

4 COMENTÁRIOS

  1. Fazer uma viajem dessas é o mesmo que se humilhar! Ficar 18 horas mofando em um avião só se for em caso de urgencia e/ou emprego.

    • Ué mas se o cara for da Cingapura até nova York e fizer escalas durará muito mais a viagem, chegando a ser 2 dias de viagem.

      Não entendi seu raciocínio

      • Prefiro fazer escalas, ir de cruzeiro ou outra coisa do que passar 18 horas no avião.

    • O que mais me admira não é a capacidade do ser humano em ficar 18 horas no avião, até porque não precisará ficar sentado o tempo todo. O que é incrível é a capacidade da máquina chamada avião em se manter 18 horas em funcionamento, deslocando-se em grande altitude e velocidade e em total segurança.

Comments are closed.