O sistema PDAS (Pilotage Distributed Aperture Sensor) da Lockheed Martin voou pela primeira vez a bordo do V-280 Valor, a aeronave tiltrotor de próxima geração da Bell Helicopters, em uma série de voos em Fort Worth, Texas, em março. O PDAS é um sistema de sensor multifuncional que gera imagens de alta resolução e de 360 graus em torno da aeronave para melhorar o conhecimento da situação de pilotos e outros usuários.

O sistema PDAS capturou imagens esféricas infravermelhas completas enquanto operava em um ambiente de voo de alta velocidade e taticamente relevante e gerava imagens em tempo real.

“Conduzir os testes de voo do PDAS no V-280 é um primeiro passo emocionante para entregar um nível de consciência situacional indisponível nos helicópteros atuais do Exército dos EUA”, disse Rita Flaherty, vice-presidente de estratégia e desenvolvimento de negócios da Lockheed Martin Missiles and Fire Control. “Com seus sensores multifuncionais incorporados, o PDAS é a base ideal para um conjunto integrado de sobrevivência que permitirá às tripulações do Exército dos EUA de conhecer qualquer ambiente e detectar e combater universalmente as ameaças recebidas.”

Projetado especificamente para aeronaves de elevação vertical atuais e futuras, o PDAS consiste em seis sensores infravermelhos distribuídos ao redor da aeronave, vinculados a capacetes da tripulação de voo e displays de cockpit por meio de um processador de arquitetura aberta.

Durante os testes, os engenheiros demonstraram a capacidade do PDAS de fornecer cobertura simultânea para vários monitores independentes. As tripulações se beneficiam de suas imagens de pilotagem para todos os climas enquanto as tropas terrestres transportadas podem pesquisar o ambiente em busca de informações e ameaças táticas. Enquanto o PDAS está atualmente gerando imagens para dois usuários, o sistema suportará até seis usuários, o que poderia incluir pilotos em outras aeronaves e comandantes de missão em terra.

Os upgrades de capacidade planejados demonstrarão recursos integrados adicionais de suíte de sobrevivência, como o Multi-Modal Sensor Fusion (MMSF). O MMSF mistura dados de vários tipos de sensores para restaurar a consciência situacional da tripulação aérea em ambientes visuais degradados e permite a navegação em zonas negadas pelo GPS.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Tecnologia a 1000. Imagina este vetor enviando imagens de Alta Resolução para tropas terrestres e demais.

Comments are closed.