A Spike Aerospace se prepara para entrar na fase de testes em voo de demonstradores em escalas do seu futuro jato supersônico S-512.

A Spike Aerospace iniciará uma série de voos de teste de seu primeiro avião demonstrador SX-1.2 até o final do mês. O SX-1.2 é uma aeronave em escala e prova de conceito que ajudará a validar a aerodinâmica do jato supersônico S-512. Para a Spike, esta é a próxima fase do programa de jato supersônico da empresa.

“Estamos muito entusiasmados por atravessar esse marco e passando de um projeto conceitual e recheado de fotos bonitas para uma aeronave real voadora”, disse Vik Kachoria, presidente e CEO da Spike Aerospace. A empresa desenvolveu parcerias com a Siemens, Quartus, Aernnova, Greenpoint, BRPH e outras que fizeram parte dos esforços de desenvolvimento até à data.

A Spike pretende que as aeronaves S-512 voem no início de 2021, com as entregas aos clientes começando em 2023. O S-512 pode acomodar até 22 passageiros, com um alcance de quase 10 mil quilômetros e uma velocidade de cruzeiro de Mach 1,6, economizando 50% nos tempos de voo.

O inovador interior Multiplex Digital da aeronave S-512.

No caminho para essa entrega, os voos de teste no SX-1.2 avaliarão a estabilidade e o controle a baixas velocidades, o que é crítico para decolagens e pousos. O SX-1.2 será seguido por uma série de aeronaves sucessivamente maiores e mais rápidas, levando em última análise a um demonstrador supersônico. Cada vez, o envelope do voo será expandido.

Kachoria explicou o roteiro que a Spike está executando: “Nós fizemos muitas análises usando ferramentas e simulações de dinâmica de fluidos computacionais, mas até você conseguir uma aeronave no ar, você realmente não tem provas de como ela irá lidar”. Ele acrescentou: “O que aprendemos com cada voo de teste será incorporado na próxima geração da aeronave”.

Spike já está construindo a terceira geração de demonstradores com os dois primeiros completos e prontos para seus primeiros voos. “À medida que reunimos os dados de baixa e alta velocidade”, afirmou Kachoria, “a Spike Aerospace continua a refinar os projetos de nossos demonstradores supersônicos com tripulantes”.

Kachoria disse que o Spike estava no cronograma para iniciar os testes de alta velocidade até meados do ano que vem e planeja construir os demonstradores de alta velocidade com tripulação em 2019. “Nosso objetivo é estar voando voos de teste supersônicos com tripulação antes do final de 2019, e estamos no caminho certo para conseguir isso”, afirmou Kachoria. Isso levará a projetos finais, produção e teste do jato S-512.

Investidores e clientes estão tendo conhecimento dos esforços da empresa e envolvidos ativamente na refinação da visão da empresa.

SEM COMENTÁRIOS