A operadora de ultra baixo custo Spirit, com sede em Miramar, na Flórida, está no “final da avaliação” das famílias Airbus A220, Airbus A320neo e Boeing 737 MAX para um pedido que pode chegar a 100 aeronaves com entrega a partir de 2022. Aeronave E2 da Embraer está fora no momento, disse Ted Christie, diretor-executivo da Spirit.

“Os fabricantes nos querem como clientes, então é um ótimo lugar para se estar agora”, disse ele na conferência JumpStart da Airport Council International-North America, em Nashville.

Christie diz que a Spirit espera finalizar uma encomenda nos próximos meses, embora ele não descarte um anúncio no Paris Air Show no final deste mês dizendo “vamos ver como as coisas correm”.

A Spirit é uma operadora de aeronaves Airbus com 135 aeronaves da família A320. Opera 31 A319, 62 A320, 12 A320neos e 30 A321s, e tem pedidos firmes de 43 A320neos com entregas até 2021.

Executivos de companhias aéreas têm dito repetidamente que a Spirit não está apegada à família A320 durante a campanha que teve início em meados de 2018.

“Estamos analisando aeronaves em todos os tamanhos de assentos”, disse Christie no início deste ano.

A Spirit Airlines analisava adquirir aeronaves E2 da Embraer.

Sobre a decisão das aeronaves E2 da Embraer, ele disse: “Achamos que o produto da Embraer é muito bom. Mas, por enquanto, tivemos que nos adaptar exatamente onde estamos em um mundo da Boeing/Airbus”.

A compra pendente da Boeing de 80% da divisão de aeronaves comerciais da Embraer – similar à compra pelo Airbus do programa CSeries da Bombardier, agora a A220, em 2018 – não parece estar chegando em tempo para a Spirit. As companhias planejam fechar o negócio até o final do ano.

A Embraer ainda não conseguiu encomendas de sua família E2 nos EUA fora do setor regional. A SkyWest Airlines tem uma ordem condicional para 200 E175-E2s e a Trans States Holdings uma ordem condicional para outros 100 E175-E2s.

Nem a SkyWest nem a Trans States podem operar atualmente o E175-E2 para as operadoras de linha principais dos EUA devido às restrições da cláusula do escopo do piloto.


Fonte: Flightglobal

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Veremos se a Boeing realmente fará diferença nas vendas. Eis a oportunidade.

  2. A Spirit Airlines é um verdadeiro busão voador. Passagens baratinhas, mas o serviço beira o ridículo!

  3. A frase dita pelo presidente da Spirit diz tudo sobre o futuro da Embraer sem a Boeing: O mundo da aviação hoje é Boeing / Airbus. Para os contrarios a venda e um balde de agua fria nas suas cabeças.

Comments are closed.