A Força Aérea da Suíça está adquirindo 22 caças Gripen E/F da Saab para substituir seus caças F-5E/F Tiger II. (Foto: Saab Group)

O Departamento Federal de Defesa, Proteção da População e do Desporto (DDPS) do Governo da Suíça deu prosseguimento ao programa de aquisição de compra dos caças Gripen da Suécia, e informou que todo processo de avaliação, que serviu como base para o Conselho Federal escolher o caça Gripen como vencedor no dia 30 de novembro de 2011 foi analisado e que a escolha feita pela Subcomissão TTE (sigla em alemão para Substituição Parcial dos caças Tiger) da Comissão Parlamentar de Segurança do Conselho Nacional, estava totalmente correta.

Além disso, há evidências de que todo o processo de aquisição foi tecnicamente bem gerido. As dúvidas levantadas pelo relatório apresentado pela comissão para escolha foram identificadas e sistematicamente resolvidas ou respondidas pelo DDPS.

A análise detalhada realizada pelo sub-comitê da Comissão Parlamentar de Segurança do Conselho Nacional não apresentou diferenças significativas em comparação com as perguntas surgidas até agora pelo DDPS.

O DDPS, através do Ministro da Defesa Ueli Maurer responsável pelo relatório, disse estar convencido de que a negociação em andamento com os parceiros suecos – que está prestes a ser concluída – deve chegar a um acordo unânime e servir de base para uma cooperação construtiva.

A Comissão Parlamentar de Segurança havia levantado dúvidas de que a “escolha do caça Gripen feita pelo Conselho Federal tinha a maioria dos riscos: tecnicamente, comercialmente, financeiramente e em relação à data de entrega”, conforme divulgado amplamente pela imprensa.

O caça Gripen foi escolhido basicamente pelo menor preço – cerca de 3,13 bilhões de francos suíços (US$ 3,25 bilhões) – em comparação com o caça francês Dassault Rafale e o Eurofighter Typhoon da EADS.

Parlamentares contra a escolha do caça sueco Gripen anunciaram que ainda buscam realizar um referendo nacional sobre a compra dos novos caças.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

25 COMENTÁRIOS

  1. Veremos o Gripen E/F entrando em operação em 2020 tanto na Suiça como na Suécia, enquanto aqui estaremos discutindo qual será o caça substituirá os F-5E que restaram (já que com certeza vários deles deverão ter dado baixa).

    []'s

  2. Então…

    Onde estão aqueles que tanto falaram e xingaram o Gripen ?

    Inventaram quinhentas conspirações politicas…

    Pq não sei quem disse que o Gripen era feio.

    E aí está o avião sendo encomendado…

    Fizeram tanto escandalo…

    Ponto para nós Gripeiros !

    • Tô aqui mano pra dizer que os suíços estão mandando as favas sua defesa aérea para comprar o baratinho que NEM A SUÉCIA tem certeza se quer este avião…

      Este jogo MEU CARO ainda está MUITO LONGE de terminar…

      DEIXA chegar na fase que os números de CUSTO DE VERDADE chegarem na Suiça…

      PS. Ministério exótico que junta na mesma panela DEFESA, DEFESA CIVIL e esporte não é exatamente um PRIMOR de profissionalismo militar de nível mundial…

      Esta tal de Suiça tem até um certo quê de república de bananas…

      • Caro Gilberto,

        Comparar justamente a Suiça (ou até mesmo a Suécia) com uma república de bananas?!?!? Oo

        Tudo bem não querer um caça médio-leve por N motivos, etc. Mas desqualificar a Suiça foi sodas.

        []'s

        • Qual parte de "certo quê" que não compreendeste ???

          Como ex-militar MINHA opinião é que um MINISTÉRIO NACIONAL que reúne DEFESA, DEFESA CIVIL e ESPORTE só pode ser viável num país de tradição secular de neutralidade que está cercado de países europeus AMIGOS e que acredita que este status JAMAIS se alterará…

          A crise econômica atual, a oposição interna política a gastos militares elevados e AQUELA mentalidade "bananeira" acima citada de não levar a Defesa TÃO a sério quanto países cercado de ameaças reais (como a ÍNDIA) é o que EXPLICA que um país que no INÍCIO do seu processo FX EXIGIU caças em produção nos seus países de origem para evitar riscos acontecidos em compras anteriores feitas pela Armasuisse (por isso quem foi TESTADO originalmente no FX Suíço foi o Gripen C/D) e no final pelo BARATO escolheu o Gripen C/D e "aceitou" receber o E/F… E as favas com o risco…

          NO MEU CONCEITO mais REPÚBLICA DE BANANA SUÍÇA (banana nanica batida com ovomaltine) é….

          IMPOSSÍVEL !!!

          • Mais República Bananeira que a civilizada, desenvolvida e educada Suíça? Que tal um país ao Sul do Equador chamado "Brasil – PuTênfia", que possui um Ministério de Defesa de fancaria e ideologicamente aparelhado? Que possui forças armadas cuja munição é suficiente para apenas um hora de combate e mesmo assim pleiteia um assento permanente no CS da ONU?

      • Gil:

        Com todo o respeito mas você está equivocado. A Suíça, ao contrário do Brasil, é um país de instituições sérias. Eu até concordo contigo quando ao exotismo de colocar juntos a Defesa e o Esporte, mas em momento algum pode-se tachar que eles tem um quê de república bananeira. E também as forças armadas locais, embora reduzidas em tamanho, são reconhecidas por seu profissionalismo e alto grau de treinamento sendo que seu programa de reservistas serviu de inspiração para o modelo adota nas Forças de Defesa de Israel.

  3. Gripen E/F como caça tático, Su-50 como caça de superioridade aérea e Rafale M como caça embarcado para a Marinha.

    Convide para essa festa o KAI T-50 como treinador avançado, encomende-se pelo menos mais 101 unidades do Super Tucano (com o mínimo de peças estadunidenses) e voilá!

    Em 20 anos (ou menos) teríamos uma Força Aérea invejável.

  4. Nós vamos é perder o "BONDE" por mera ideologia e "preguiça" politica em contrariar o Washington o minimo que seja, nos dobrar ao General Americano que disse o "Gripen só serve para República Tcheca". Nós contentaremos com o SH pelado e sem ToT algum ou com transferência fantasia dos Franceses a moda Helibras. Poderá ser ainda pior e não nos contentarmos ou contrariarmos com coisa alguma. Deveríamos ter a muito entrado no projeto do Gripen E/F, adquirido 12 células C/D para substituir os Mirages 2000 e catalizado o processo de desenvolvimento da nova versão.

    • Tens TODA razão vamos perder o BONDE SUECO recheadinho de spare parts americanas swem TOT alguma…

      Por algum acaso a transferência de tecnologia francesa nos submarinos da MB é de fantasia meu garoto???

      Eta argumentinho CANSADO…

      • Caro Gilberto,

        Sem ToT alguma? Justamente aquele que segundo os insiders recebeu a melhor pontuação nesse quesito? Ok.

        []'s

        • A França DOMINA a produção de seu caça dentro de sua Base industrial de defesa, A SAAB tem domínio de projeto e de integração mas a maior parte das peças e sistemas não são da SAAB e sequer são suecos. Estes "insiders" não sabem de nada…

          De qualquer modo o negócio com o Rafale no FX-2 se dará (ou se daria) DENTRO do contexto do tratado de aliança estratégica entre os governos da França e Brasil (por mais que o "real incansável" grite reclamando do anúncio "prematuro" entre Lula e Sarkosy) PORTANTO mesmo se uma empresa FRANCESA coligada ao caça da Dassault se recuse a prover a TOT haveria MEIOS DIPLOMÁTICOS para TENTAR fazer valer o combinado.

          Coisa que com o amado GRIPEN é IMPOSSÍVEL seja pelo fornecedor não ser sueco, seja porque a compra do Gripen da SAAB implique num apoio não mais que TÊNUE do governo SUECO e sem acordo algum de parceria estratégica-militar…

          A SAAB não pode oferecer TOT alguma em VASTAS PARTES de sua aeronave por JUSTAMENTE seu conceito off-the-shelves utilizar componentes de fabricantes de outros países**…

          PEQUENA DIFERENÇA….

          ** Basicamente o MESMO modelo da SAAB brasileira, a Embraer com seu KC-390….

          By the way…

          Ter uma BASE INDUSTRIAL DE DEFESA BRASILEIRA é trabalho para mais 30/40 anos e por isso temos que nos submeter ao KCeistein-390.

          • Giba:

            Eu não ia me meter no assunto mas me sinto na obrigação de fazê-lo ante ao fato de você ter feito uma citação no mínimo maliciosa a meu respeito. Por mais que você não queira dar o braço a torcer é fato que a declaração do ex-presidente no dia 07/09/2009, além de extremamente inoportuna, foi prematura e ainda por cima violou dispositivo da Lei de Lictações. E até as pedras sabem que nosso ex-mandatário nunca foi notório por observar as leis(vide as sucessivas multas por propaganda eleitoral antecipada em 2010).

            Quanto ao mérito, mais do mesmo: A velha cantilena, infantil e ideológica, de que devemos expurgar de nosso material de defesa tudo aquilo que remotamente possa ser "made in USA", com a justificativa (canhestra) segundo a qual estaríamos sujeitos à toda sorte de embargos, restrições e controle por parte "duzamericanú mau". Isso me lembra verborragia expressa por Mauro Santayana em (mais) um de seus folclóricos artigos, com a única diferença de que ao contrário de você ele não foi tão específico posto que condenou todas as investidas dos "odiados ocidentais" (Aí inclusos franceses, italianos e israelenses) na indústria bélica tupiniquim. Por outro lado, em outro espaço você afirmou que o Brasil seria o "novo Irã". Nada mais inadequado: O Brasil é uma democracia, ainda que incipiente em alguns aspectos, ao passo que o Irã é uma teocracia medieval fascista.

          • Ahh e o Rafale e seus componentes norte americanos ??

            isso vc nao cita né ??

            me diga: houve algum problema com os usuarios de Gripnes, mesmo que esse belo caça tenha componentes britanicos e norte americanos ??

            Não. Ninguem reclamou.

            Então porque todas essas acusações contra o caça Sueco ??

            Olha, malhar Suécia e Suíça não faz o menor sentido. São dois dos melhores paises do mundo e tem os melhores indices de desenvilvimento humano e eficiência social.

            NÃO FAZ SENTIDO ALGUM CHAMAR ESSES DOIS PAISES DE REPUBLOCAS BANANEIRAS, CONSIDERANDO-SE QUE VC MESMO ESTÁ NUMA GIGANTESCA REPUYBLICA BANANEIRA.

            AGORA PQ O GRIPEN TEM COMPONENTE NORTE AMERICANO É FEIO E MALVADO ??

            CORTA ESSA MEU, ACORDA !!

            Aqui vejo de tudo : portugues xingando a Russia, agora latino xingando Suécia e Suíça ??

            Isso se chama : INVEEEEJAAAAAAAAAAA !!

            A SAAB sempre trabalhou bem e os Gripens da Tailandia, South Africa e outros voam que é uma beleza.

            CLASSIFICAR UM AVIÃO POR CAUSA DESSA PORCARIA DE PROJETO F-X É O MESMO QUE TACAR FOGO NUM LIVRO DO BILL GUSTON.

            NÃO TEM SENTIDO ALGUM. COMO SE NOSSO GOVERNO FOSSE PARÃMETRO PARA ALGUMA COISA NO MUNDO, EXCETO SACANAGEM, É CLARO…

            • Wagner, o mesmo nível de componente americano que consta no Rafale, deixaria até mesmo alguns aviões americanos no chão! pois sim, tem componentes alemães, britânicos, japoneses, italianos, BRASILEIROS e até chineses… mas sabe pq não deixa? pq são componentes de mercado! componentes escolhidos por estarem livres de sabotagens comerciais e lobies concorrentes, e mesmo do congresso americano! Se diferente e viável fosse tais embargos, os USA proibiriam o mundo todo (ocidental) de produzirem aviões de combate, para ficarem como vendedores exclusivos… e não vai me dizer que americano é "bonzinho"… o nível de componente americano no Rafale é nada perto do que tem o Gripen! a começar pelo motor e radar… sem falar das armas e sus devidas integrações… quem compra Gripen não tem garantia de fornecimento de armas como o AMRAM ou o Meteor… esta tentativa de colocar o Rafale em lugar comum ao Gripen quando se trata de internacionalização de componentes é muito fraca e se desmancha na primeira e simples análise…
              Sobre Suiça ser um dos "melhores" paises do mundo… a Suécia eu concordo, mas estes sangue-sugas? que vivem num "mundo" criado sobre crimes de guerra? e que ainda hoje abrigam contas de verdadeiros bandidos, com a capa conveniente de país "neutro"… neutro para ser refúgio da escória da humanidade? se for medir país apenas por IDH, não deveriam ter invadido a Lybia e sim o Brasil! e a Arábia Saudita entre outras ditadura com mão de ferro por aí..?… portanto menos Wagner…bem menos…

              abraço!

    • Caro Galileu,

      É o que está correndo por ae. Além dele, as opções seriam o F-16 Desert (do Arizona) ou os M-2000 C que forem sendo desativados da AdlA para se juntarem aos que já existem no GDA.

      []'s

      • Nick,

        Se vierem os M2000C, cairá por terra aquela lenda de que a fab não tem bons motivos para operar o caça francês.

        Dos três gostaria muito que viesse o gripen, além de mais rápido na entrega, mais barato, ele vem com mísseis!

        Mas se fosse levar a sério o tampax e agradar os cumpanheiros da embraer, poderia vir os Hornets…

        • Caro Galileu,

          Os M-2000C que vieram em 2005, se não me engano, vieram praticamente "no estado", ou seja a FAB não queria eles. Foi mais um acerto entre o GF e Governo Francês. Na verdade, desde aquela época, já deviam estar tratando dessa famosa "Parceria Estratégica". Não que não sejam bons vetores, eu diria que devidamente modernizados em Israel (com radar AESA), e com as células revitalizadas, dariam um ótimo caça, DESDE que não fossem a 1ªlinha da FAB.

          Os problemas seriam 2: Os franceses concordarem com a modernização via Elbit, e negociarmos um contrato de manutenção/reposição de peças aceitável. Se resolverem isso beleza.

          O Gripen, mesmo da versão A/B possui boas capacidades, mas não tem um item fundamental para a FAB: Capacidade REVO. Se a Suécia tiverem disponibilidade dos Gripen C/D, ae sim, com pequena revisão, não precisariam de modernização. Concordo que seria a melhor opção TAMPAX.

          O F-16 Desert(do Arizona) devem estar no osso. Precisariam passar por um revitalização da célula, e modernização dos seus sistemas. O interessante no caso é que a Embraer ao comprar a OGMA, já ganhou essa expertise. É um ponto a se considerar. E se a modernização contemplar um radar AESA, seria uma boa opção também.

          Resumo: De uso imediato e com boas capacidade de combate, somente o Gripen. M-2000 dos estoques da AdlA e F-16 da AMARC precisariam de uma boa revitalização e modernização.
          Agora se for para usar tanto os M-2000C ou os F-16A/B block 20/25 no estado em que se encontram, é melhor a FAB ficar só com seus F-5EM mesmo….

          []'s

    • é isso aí, nosso FX é nesse termo mesmo: F16 do deserto?? holandeses?? gripens suécos??? F5 suíços??? F5 coreano?? Mirages do EAU???? são nossas opções…avião novo e ToT eu já não espero mais

Comments are closed.