Sukhoi T50-5 PAK FA, by Nickolay Krasnov
Sukhoi T-50-5 PAK FA / Foto: Nickolay Krasnov

No último dia 16 de outubro, o 5° protótipo do Sukhoi T-50 PAK FA fez seu primeiro voo após o processo de reconstrução da aeronave, decorrente do incêndio ocorrido no dia 10 de junho de 2014.

Após a reconstrução, o protótipo foi redesignado T-50-5R (antes era  T-50-5), onde o “R” significa “Restaurado”.

Sukhoi T-50-5 PAK FA, by Michael Polyakov
Sukhoi T-50-5 PAK FA / Foto: Michael Polyakov

Na reconstrução da aeronave foram usados componentes então empregados naquele que seria o 6º protótipo do PAK FA, designado  T-50-6-1. Um novo exemplar, designado T-50-6-2, foi construído para ocupar o seu lugar, com primeiro voo programado para ser realizado no dia 11 de dezembro.

Os componentes do T-50-6-1 não empregados na restauração do T-50-5R estão sendo utilizados na fabricação do 7º protótipo, designado T-50-7. A aeronave será usada na segunda fase de testes do PAK FA, já com a motorização definitiva.

De acordo com o comandante da VKS (Forças Aeroespaciais), coronel-general Viktor Bondarev, o Sukhoi PAK FA está previsto para entrar em operação em 2017, com as primeiras aeronaves de série já sendo entregues.

Sukhoi T-50-5 PAK FA, by Vladimir Vorobyov (1)
Sukhoi T-50-5 PAK FA / Foto: Vladimir Vorobyov

Existem atualmente 5 protótipos T-50 envolvidos no programa de testes do PAK FA:

  • T-50-1
  • T-50-2
  • T-50-3
  • T-50-4
  • T-50-5R (voo inaugural realizado no dia 16 de outubro de 2015)
  • T-50-6-2 (voo inaugural previso para 11 de dezembro de 2015)

O PAK FA, que significa “Perspektivnyi Aviatsionnyi Kompleks Frontovoi Aviatsyi”, ou seja, “Futuro Complexo Aéreo para as Forças Aéreas Táticas”, é um caça multifunção de 5ª geração desenvolvido pela Sukhoi, parte da gigante estatal russa United Aircraft Corporation (UAC).

Sukhoi T-50-5 PAK FA, by Vladimir Vorobyov
Sukhoi T-50-5 PAK FA / Foto: Vladimir Vorobyov

divider 1FONTE: Sdelanounas.ru, com informações de Kuryer, direto de Ulyanovsk, na Rússia

EDIÇÃO: Cavok

IMAGENS: Meramente ilustrativas

Anúncios

62 COMENTÁRIOS

  1. interessante é ver como a sukhoi vem tomando todo o inventário da FA russa. a Mikoyan (Mig) foi deixada de lado ? visto que no passado quem fazia o "grosso" da FA soviética era a Mikoyan..acho que seu último programa bem desenvolvido de fato foi o Mig-29,o Mig-35 é o máximo que a plataforma Mig-29 pode oferecer,mas ao meu ver já não é suficiente para 2015++,gostaria de ver novos Migs voando aos céus de novo na FA russa ou em outras..

    falando sobre a sukhoi..alguém saberia me explicar a diferença entre a família flanker ?
    não compreendo as diferenças entre Su-27,30,35,37,47 sendo que ela são bem confusas e entre elas há várias versões (su-27SM,2,3 etc.)

    saudações !

    • Triste mais verdade…
      Sobre as diferenças, é bem difícil de reparar mas pequenos detalhes da fuselagem podem ajudar a diferenciar. O LaMarca logo logo faz uma matéria sobre as diferenças etc.
      Eu também queria ver o Mig-35 reinar!
      😀

      • o pak fa, nao esta sendo desenvolvido por um consorcio su-rac-yakolev ? dessa forma a mig esta envonvida tb no processo.

        • Não… é apenas da Sukhoi! RAC MiG e Yakovlev não participam do projeto.

          • entao tinha site informando errado, pois eu li em algum lugar que a MIG era subsidiaria…

            • Wagner…
              A RAC MiG é subsidiária da Sukhoi, mas é gerida de forma independente, não havendo sinergia nos atuais projetos das empresas.
              No final, a UAC é dona de tudo, mas cada empresa do grupo tem seus projetos em separado.

              Diferente do que ocorre com Mil, Kamov, e Kazan, que hoje são apenas marcas, e tudo é gerido pela Russian Helicopters.

            • tbm pensava que a MIG era subcontratada da sukhoi no projeto pak-fa, tinha lido isso quanod pesquisei sobre a concorrencia que deu origem ao t-50

    • Scarface…

      Em suas últimas variantes, todos são caças multifunção de superioridade aérea.

      De forma rápida, o Su-27SM (SM3) é a atual variante do Su-27 em uso pela VKS. O SM é uma aeronave modernizada. O SM3 é uma variante de produção. Apenas 12 foram construídos.

      Todos os Su-30 são biplace. Os Su-30MK e M2 não possuem canards e são descendentes diretos do Su-27PU.
      Os Su-30MKI, MKA, MKM e SM possuem canards e são descendentes diretos da primeira variante proposta para o Su-35 (que tinha cacards), mas precisamente da versão de treinamento Su-35UB.

      O Su-37 tornou-se o Su-35S que conhecemos hoje. O Su-47 foi apenas um demonstrador de tecnologia.

      A grosso modo, a diferença entre as aeronaves da família Flanker fica por conta de refinamentos particulares de cada variante, que incluem diferentes aviônicos e motorização.

      Seguem abaixo duas fotos do Su-35 de 1ª geração (não confundir com as gerações no padrão OTAN). A versão biplace deu origem aos Su-30MKI, MKA, MKM e SM.
      http://www.cavok.com.br/blog/wp-content/uploads/2
      http://www.cavok.com.br/blog/wp-content/uploads/2

      Sds!

      • O Su-47 foi demonstrador de tecnologia mas foi essencial para o projeto do T-50 certo?

      • La Marca ,só uma correção.O Su 37 tinha canards,logo ,ele não se tornou o Su35S que não possui.PElo que li sobre os canards em algumas aeronaves da Sukhoi ,era pelo uso de um radar muito pesado

        • Fernando,
          Só uma correção: A versão final do então Su-37 não tinha canards.

          Duas variantes do Su-37 foram construídas, apenas a primeira, T-10M-11 (White 711), tinha canards (que era basicamente um Su-35 de 1ª geração modificado). Esta aeronave, inclusive, foi perdida num acidente em 19/12/2002.

          O segundo protótipo do Su-37 foi o T-10M-12 (White 712), que foi severamente modificado. A diferença não fica só pela ausência dos canards, mas também dos freios aerodinâmicos. Essa aeronave se tornou exatamente o primeiro protótipo da versão definitiva do Su-35BM (Blue 901), que era o Su-35 de 2ª geração, cuja variante de produção é designada Su-35S.

          Essa história do radar pesado é lenda… são projetos distintos do Flanker, as aeronaves com canards são construídas pela Irkut, e as sem canards pela KnAAPO. O único Flanker com canards que a KnAAPO produziu foi o Su-33.

          Tem também o Su-34, que tem canards, e é produzido pela NAPO.

          • LEgal as infos .Sinceramente nunca vi foto do SU 37 sem ser o 711.
            Obrigado pela informação e desculpa o meu erro .Abs

    • Eu já havia comentado essa situação da MIG na força aerea Russa e em outras mundo a fora , realmente é meio que desolador uma fabrica mítica ( fabricou até o mito do MIG-28 ) como a Mikoyan Gurevich nessa situação.

      A principal diferença é um + depois do 4 , nos temos o Su-27 de 4 geração , o Su-30 de geração 4+ e o Su-35 da geração 4++ , , se não me engano , todos os aviões da força aerea Russa recebem a designação S , o M , geralmente encontrado depois do S significa que a aeronave sofreu uma modificação , o numeral ( 1 , 2 ,3…) após o M mostra quantas vezes essa modificação ocorreu .

      O Su37 e 47 não são citados pois ambos foram apenas demonstradores de tecnologia.

      É valido ressaltar também que sou um baita amador , então não considere minhas afirmações como sendo El SupraSumo das opniões!!!

  2. Não venham me chamar de "petista russófilo" mas o T-50 fica muito bonito com a estrela vermelha…
    E ai de quem me chamar de comuna hehehhee

    • Falta uma postura por parte do Brasil… sabe aquele boneco inflável “João Bobo”, que cada hora pende para um lado? Assim é o Brasil… e é com esse tipo de postura que el gobierno pleiteia um assento permanente do CSNU.

    • É complicado a presidente opinando neste tipo de cenário mundial, visto que, ela se contradiz na hora que critica a intervenção militar, mas depois diz que o ISIS tem que ser combatido com armas, aí fica difícil entender o ponto de vista da presidente, mas ainda acredito no Brasil,ainda…

      • Tem que combater com armas , mas tem que ter jeitinho….tranquilo….sem machucar!

        • Só pode ser assim mesmo, nessas horas que vejo como é fraco ou não sem conversam as esferas de poder, o Ministro das Relações Exteriores devia dar um toque a presidente, ou alguém das Forças Armadas, pra situar sobre quem combate quem, o porquê, as causas, pois cada vez que vejo uma declaração a nível internacional imagino que não se conversam, depois ficam de bronca quando alguém chama o Brasil de anão diplomático. Nos demais países que estão sempre em cena internacional, a figura do presidente, primeiro-ministro, porta-voz, diplomatas, estão sempre em uníssono quando a postura é em relação a sua Pátria ou vice-versa, aqui parece que tá cada um por si e falando coisas sem nexo, e sempre foi assim, me perdoem se estou errado, mas é inadmissível este tipo de comportamento pelo tamanho e expressão do nosso país. E o chato é que sempre somos lembrado por futebol, carnaval e safadeza lá fora.

          • Mas Junioriung, tirando o futebol da sua lista, é só nisso que somos bons.

            Na vida, pra ser lembrado, é preciso ser bom em alguma coisa, ou ser muito (mas muito mesmo) ruim. E em matéria de mulher pelada rebolando ao som de axé/pagode e malandragem, meu caro, nós somos pós-doutorados.

  3. Esquema de camuflagem fantástico, assim como o caça também é muito bonito.

  4. Tem uma strovenga sob as asas, do lado de cada entrada de ar. Alguém saberia dizer o que é?

    Antecipadamente a quem responder, meu obrigado.

        • Não acho que seja alvo fácil para nada, mas essa resposta de dogfight já cansou.

          • Acontece JPC, que o pessoal não sabe como um combate aéreo moderno!(BVR)
            Não sei se o pessoal acha que BVR ganha quem iluminar primeiro, não sei se o pessoal acha que não existe Datalink em um combate, olha eu realmente não sei…
            Sobre DFs, é o que eu digo, não devemos em nenhum momento dizer que os DFs estão extintos, mas o fato é que um DF em um combate moderno é uma probabilidade baixa, algo em torno de 20% de um close combat e pra DFs algo em torno de 5%.
            Claro que é preciso uma análise melhor…
            sds

    • começaram as " análises " dos " especialistas" …

      chega desses papinhos…

      Vai falar essas asneiras la na TrOlogia, aqui não, por favor… aqui o pessoal é mais sério e mais técnico…

    • Começou a trollagem…
      Poxa cara pra que insistir em comentar essas asneiras?

  5. Essa pintura Shark é linda, mas ainda anseio por vê-lo na pintura black com a estrela vermelha, aí sim ficaria temível.

    COMENTÁRIO EDITADO

  6. Gostaria de ver uma versão evoluída e pronta para combate desse caça em 1 ou 2 esquadrões de elite na FAB. 36 deles como a "bala de prata" da FAB. Desde que claro que com garantias em relação à logística e manutenção dos mesmos por aqui. A Russia é muito longe. 😛

    []'s

    • Se o Peru consegue manter seus MiG-29 (modernizados para o padrão SMT) operacionais, não seríamos nós que não conseguiríamos fazer o mesmo com o PAK FA.

      • Caro La Marca,

        Peru bom exemplo e Venezuera mau exemplo. 🙂

        A questão da logística e manutenção é importante. Então imagino um grande estoque de peças sobressalentes e motores. Só por garantia.. 🙂

        []'s

    • se não me engano, foi oferecido a participação no projeto caso comprássemos o su-35 pro f-x 2

  7. Ta aí um avião que pode competir com o f-14 pelo título de mais bonito, na segunda imagem está demais.
    Posso roubar a foto para postar em outro lugar? Não será em blog de defesa.

  8. Bem que poderia estar operacional e mandando bomba na cabeça dos malucos do IE. Só faltou isso para o show dos russos estar completo.

Comments are closed.