Tags Post com a tag "747-8I"

Tag: 747-8I

PARIS AIR SHOW: Korean Air anuncia compromisso para adquirir 11 aeronaves 747-8I e 777-300ER

0
Concepção artística do 747-8I e do 777-300ER nas cores da Korean Air. (Foto: Boeing)
Concepção artística do 747-8I e do 777-300ER nas cores da Korean Air. (Foto: Boeing)

A Boeing e a Korean Air anunciaram hoje que a companhia aérea sul coreana se comprometeu a comprar cinco aviões 747-8 Intercontinental e seis jatos 777-300ER (Extended Range), no valor de cerca de US$ 3,6 bilhões pelos preços de tabela. A Boeing vai trabalhar com a Korean Air para finalizar a ordem, momento em que a encomenda será lançada no site de Pedidos e Entregas da Boeing.

Boeing entrega o 50° Boeing 747-8

6
O 50° 747-8 entregue pela Boeing, um 747-8 Intercontinental entregue para companhia aérea Lufthansa. (Foto: Boeing)
O 50° 747-8 entregue pela Boeing, um 747-8 Intercontinental entregue para companhia aérea Lufthansa. (Foto: Boeing)

A Boeing comemorou a entrega do 50° 747-8. A Deutsche Lufthansa AG, o cliente de lançamento da versão de passageiros, recebeu a aeronave marco quase um ano após o primeiro voo comercial do 747-8 Intercontinental. Ele é o sétimo 747-8 da companhia aérea e o 82° 747 a operar na Lufthansa.

Air China adquire 31 aeronaves comerciais da Boeing

7
A Air China adquiriu 31 aeronaves da Boeing, incluindo os modelos 747-8I, 777-300ER, 737-800NG e 777F. (Foto: Boeing)
A Air China adquiriu 31 aeronaves da Boeing, incluindo os modelos 747-8I, 777-300ER, 737-800NG e 777F. (Foto: Boeing)

A Boeing anunciou no dia 4 de março que a Air China concordou em comprar dois Boeing 747-8 Intercontinentals, um 777-300ER (Extended Range) e 20 jatos 737-800 Next-Generations.

Além disso, a Air China Cargo, uma subsidiária da Air China, concordou em comprar oito cargueiros 777. A companhia planeja expandir sua capacidade para atender a crescente demanda na Ásia-Pacífico e China, o mercado mais dinâmico para aviões comerciais.

O acordo requer a aprovação do governo chinês. A Boeing espera trabalhar com a Air China, um cliente valorizado de longa data, para obter a aprovação. Uma vez aprovado, o pedido será enviada para o site de Encomendas e Entregas da Boeing.

“Estamos muito satisfeitos que a Air China decidiu adicionar mais aeronaves 747-8 Intercontinentals, 777-300ER e 737-800s à sua frota em expansão e estamos animados para apresentar os nossos super eficientes cargueiros 777 à frota da Air China Cargo”, disse Ihssane Mounir, vice-presidente de Vendas e Marketing para o Nordeste da Ásia, da Boeing Commercial Airplanes. “Nossa parceria longa e duradoura com a Air China remonta ao início da companhia aérea e estamos orgulhosos de ser parte de seu sucesso.”

 

Enhanced by Zemanta

Dilma conversa com Boeing para novo avião presidencial

96
A Boeing está oferecendo o novo 747-8 Intercontinental para substituir os atuais 747-200 para transporte do presidente dos EUA, e o governo brasileiro estudo adquirir uma aeronave semelhante.

A presidente Dilma Rousseff está em conversas com a Boeing para adquirir um novo avião presidencial, disseram quatro fontes à Reuters, sinalizando uma entrada maior para a fabricante norte-americana em um dos maiores mercados emergentes do mundo.

Dilma quer um avião maior, mais consistente com o crescente poderio político e econômico do Brasil, e está avaliando a compra de um Boeing 747 similar ao Air Force One, aeronave usada pelo presidente dos Estados Unidos, disseram as fontes sob condição de anonimato.

Atualmente, Dilma usa um Airbus A319, que foi comprado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2004. No entanto, a aeronave é incapaz de realizar longos percursos e teve de realizar duas paradas para abastecimento durante a viagem da presidente à Índia, em março, disseram as fontes.

“Presidentes brasileiros irão viajar à Índia e à China uma vez por ano todos os anos a partir de agora, e não devemos ter que fazer paradas como esta”, disse uma das fontes.

Outra fonte disse que a opção pela Boeing era a única sendo seriamente analisada por Dilma.

Se a compra for realizada, será uma vitória simbólica nos esforços da Boeing de ganhar mercado na maior economia da América Latina e a sexta do mundo. A questão ganhou urgência já que os tradicionais mercados da companhia nos Estados Unidos e na Europa apresentam baixas previsões de crescimento.

Relações próximas

Para os voos internacionais com a presidente Dilma Rousseff, a FAB utiliza um Airbus A319CJ. (Foto: Roslvamir Afonso Delagassa / Cavok)

A Boeing anunciou um acordo neste mês para fornecer um novo sistema de armas para o avião de combate leve Super Tucano, fabricado pela Embraer, que está tentando expandir suas operações na área da defesa.

As companhias também anunciaram em junho que iriam colaborar no desenvolvimento e marketing do jato militar e de reabastecimento KC-390, também da Embraer.

É possível que um relacionamento mais próximo com o governo brasileiro e a maior fabricante de aeronaves do país possa dar à Boeing uma vantagem em outro negócio muito maior, de ao menos 5 bilhões de dólares: a nova geração de caças da Força Aérea Brasileira.

A francesa Dassault e a sueca Saab são as outras duas concorrentes para o negócio. Dilma não deve tomar nenhuma decisão até o início de 2013, disseram autoridades.

Jim Proulx, um porta-voz da Boeing, disse por e-mail: “Nós não comentamos na mídia as discussões que podemos ou não ter com clientes potenciais.”

O Boeing 747 tem quatro turbinas ante duas na maioria dos modelos mais novos. Pode, portanto, oferecer maior segurança em caso de um problema em motor em pleno voo –uma prioridade para Dilma após problemas de segurança recentes com seu avião atual, disseram as fontes.

Em junho, o Airbus presidencial sofreu um problema relacionado à pressurização da cabine durante viagem entre Rio de Janeiro e Brasília. Apesar de não ter deixado feridos, o avião teve de retornar ao Rio e Dilma foi forçada a voar a bordo de uma aeronave reserva menor, desembarcando em casa depois da meia-noite.

O jornal “O Globo” informou no sábado que Dilma “morre de medo” de turbulência e instruiu seus pilotos algumas vezes a alterar o plano de voo para desviar de tempestades ou outros problemas.

Outra grande compra de um grande avião presidencial, apenas oito anos após a última aquisição, poderá causar disputas políticas. O ex-presidente Lula enfrentou grandes críticas por gastos excessivos ao comprar o Airbus por alegados US$ 57 milhões.

No entanto, as ambições políticas e econômicas cresceram desde então. O Produto Interno Bruto brasileiro superou o da Grã-Bretanha em 2011, e sua influência cresceu em fóruns internacionais e em outros mercados emergentes, especialmente em países africanos.

Até mesmo uma viagem recente à Etiópia precisou de uma parada de abastecimento no oeste africano, disse uma das autoridades.

O Airbus A319 tem uma autonomia de 3.740 milhas náuticas, segundo o site da companhia na Internet. A distância de voo entre São Paulo e Nova Délhi é de aproximadamente 7.800 milhas náuticas. A Airbus pertence ao grupo europeu EADS.

Fonte: Reuters, via Agência Estado

Dica dos amigos Symon e Jakson. Obrigado 😉

Boeing entrega o 1º 747-8 Intercontinental à Lufthansa

3
O primeiro 747-8 Intercontinental da Lufthansa foi entregue hoje em Everett. (Foto: Boeing)

A Boeing entregou hoje o primeiro 747-8 Intercontinental à companhia aérea alemã Lufthansa, iniciando uma nova era para o avião de passageiros mais famoso do mundo, permitindo um substancial aumento em eficiência, um desempenho ambiental ampliado e um novo conceito de voar à Lufthansa e aos seus passageiros.

“A Lufthansa e a Boeing têm em conjunto uma longa história de inovação na indústria do transporte de passageiros,” afirma Jim Albaugh, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “Estamos agradecidos à Lufthansa pela inspiração e liderança em ajudarem-nos na construção da nova “Queen of the Skies” do século 21, e estou orgulhoso pelo o que os funcionários da Boeing mais uma vez conseguirem tornar realidade com esta excelente aeronave.”

“Após trabalharmos em conjunto durante muitos anos, estou muito satisfeito por podermos integrar esta nova geração de aeronave quadrirreator à nossa frota,” diz Christoph Franz, presidente do conselho de administração e CEO da Deutsche Lufthansa AG.

Os funcionários da Lufthansa irão conduzir as preparações necessárias para que no dia 1° de Maio podermos ter a aeronave pronta para partir para a sua futura base em Frankfurt. Nesse mesmo dia, a Boeing irá realizar um voo especial para os executivos das duas companhias. Por sua vez a Lufthansa irá realizar uma cerimônia especial no dia 2 quando a aeronave chegar a Frankfurt.

O 747-8 Intercontinental permite uma redução significativa no consumo de combustível e na emissão de produtos poluentes para a atmosfera comparativamente ao seu predecessor, o 747-400, gerando 30% menos de ruído. O interior do 747-8 Intercontinental, inspirado no Dreamliner, permite aos seus passageiros desfrutarem de um enorme conforto e sensação de espaço, permitindo acrescentar mais volume para as bagagens transportadas na cabine. É equipado com a nova geração de motores General Electric GEnx-2B.

Lufthansa recebe seu primeiro Boeing 747-8 Intercontinental no dia 23 de abril

4
A Lufthansa já realizou os testes do novo 747-8I com sua equipe de manutenção, durante testes em Frankfurt. (Foto: Lufthansa Technik)

A Lufthansa prevê para o dia 23 de Abril receber o seu primeiro Boeing 747-8, entrando a aeronave em serviço da companhia aérea em Maio.

A companhia de bandeira alemã tem encomendados 20 Boeing 747-8 da versão de passageiros para substituir a atual frota de 747-400, o primeiro dos quais entregue em 1989.

August Wilhelm Henningsen, executivo da Lufthansa Technik, empresa do grupo responsável pelo departamento técnico e de manutenção da companhia alemã, afirmou que a primeira aeronave será entregue por volta do dia 23 de Abril.

Os Boeing 747-800 começarão a ser entregues e introduzidos na frota a uma media de cinco aeronaves por ano até 2015.

A entrega da quinta aeronave (RC021), que será registada D-ABYE, foi programada para Agosto após uma visita ao Aeroporto de Frankfurt para testes com equipamentos terrestres no passado mês de Dezembro.

A configuração dos 747-8 da Lufthansa terão capacidade para 386 passageiros num layout com três classes diferentes, incluindo uma nova business class.

Fonte: Fightglobal – Tradução: Cavok

Boeing entrega o primeiro 747-8 Intercontinental numa configuração VIP

8
O Boeing 747-8 Intercontinental na configuração VIP (A7-HHE) entregue para a Qatar Amiri Flight. (Foto: Boeing)

A Boeing celebrou uma grande conquista no esforço de criar uma nova aeronave Rainha dos Céus para o século 21, entregando o primeiro avião 747-8 Intercontinental VIP para a Qatar Amiri Flight. O avião, que foi entregue com um interior minimalista, entrará em serviço em 2014 após seu interior VIP estar instalado.

“Este é um grande dia para a Boeing”, disse Jim Albaugh, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “O 747 é o avião mais emblemático do mundo, e eu sei que os clientes vão adorar o que temos feito para melhorar o seu desempenho. O Intercontinental é rápido, eficiente e tranquila, que oferece ganhos reais, e é uma grande experiência de vôo. E eu acredito que é um dos aviões mais bonitos do céu.”

A versão VIP do 747-8 Intercontinental oferece uma cabine com 444,6 metros quadrados. Este VIP 747-8 incluirá o Aeroloft da Greenpoint Technologies, localizado acima da cabine principal, entre o pavimento superior e a cauda do 747-8 VIP, dando ao avião 36,5 metros quadrados de espaço de cabine adicional. O Aeroloft será instalado pela Boeing Global Transport & Executive Systems (GTEs) em Wichita, Kansas

Com o Aeroloft, o 747-8 na configuração VIP tem um total de 481,1 metros quadrados de espaço de cabine, podendo transportar 100 passageiros e tem um alcance de cerca de 8.840 milhas náuticas (16,372 km). Ele oferece melhorias de dois dígitos na queima de combustível e nas emissões em comparação ao 747-400, e é 30 por cento mais silencioso. Com uma velocidade normal de cruzeiro de Mach 0,86, é o mais rápido jato comercial de grande porte.

O jato 747-8 VIP é o único avião grande na sua classe que se encaixa na infra-estrutura atual de aeroportos, dando a seus proprietários a flexibilidade de voar para mais destinos. Com base na capacidade do atual 747 para voar na maioria dos aeroportos em todo o mundo, o 747-8 VIP utiliza as mesmas certificações de pilotos, serviços e equipamentos de apoio no solo.

Cavok nas redes sociais

29,967FãsCurtir
321Inscritos+1
1,211SeguidoresSeguir
5,946SeguidoresSeguir
165InscritosInscrever
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.