Saab

fiqueemcasa

Inicio Tags AgustaWestland

Tag: AgustaWestland

Voa o quarto protótipo do helicóptero AW169 da AgustaWestland

1
O quarto protótipo do helicóptero intermediário leve AW169 durante o primeiro voo em Verginate, Itália. (Foto: AgustaWestland)
O quarto protótipo do helicóptero intermediário leve AW169 (AC4) durante o primeiro voo em Vergiate, Itália. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland do grupo Finmeccanica anunciou no dia 1° de fevereiro que o quarto protótipo do novo helicóptero intermediário leve na classe de 4,5 toneladas AW169 completou com sucesso seu primeiro voo na fábrica da AgustaWestland de Vergiate, na Itália, no dia 31 de janeiro.

Durante o vôo, a aeronave apresentou o desempenho esperado com uma avaliação do manejo geral do helicóptero e dos sistemas básicos que estão sendo feitos. O evento é um marco importante para o programa AW169 já que é o último dos quatro protótipos que agora entrou no programa de teste de vôo.

O programa do helicóptero AW169 deve receber a certificação em 2014. (Foto: AgustaWestland)
O programa do helicóptero AW169 deve receber a certificação em 2014. (Foto: AgustaWestland)

O programa AW169 está dentro do cronograma para obter a certificação civil em 2014. Os três primeiros protótipos AW169, que realizaram seus voos inaugurais em maio de 2012, julho de 2012 e novembro de 2012, já completaram mais de 150 horas de vôo até o momento. O quarto protótipo, construído em apenas 71 dias, totalmente representa a configuração de produção do helicóptero.

O AW169 é parte da família de nova geração de helicópteros AgustaWestland que inclui os modelos AW139 e AW189. Esses helicópteros todos possuem as mesmas características de alto desempenho e características de segurança de vôo, enquanto compartilhando o mesmo conceito comum do cockpit e a filosofia de design. Esta abordagem irá proporcionar economia de custos reais em áreas como a formação, manutenção e suporte para operadores com dois ou três dos modelos em suas frotas.

Lançado em julho de 2010, o AW169 foi rapidamente encontrando o sucesso no mercado, registrando encomendas de mais de 70 unidades até agora de clientes na América do Norte e América do Sul, Ásia, Oriente Médio, Europa e Austrália para uma ampla gama de missões, incluindo ambulância aérea, a aplicação da lei, transporte corporativo, utilitário e transporte offshore.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta
Anúncios

Marinha indiana pretende adquirir 120 novos helicópteros multifunção

1
A Marinha indiana prevê a aquisição de 120 helicópteros multimissão, visando a substituição de antigos Sea Kings. (Foto: EADS)
A Marinha indiana prevê a aquisição de 120 helicópteros multimissão, visando a substituição de antigos Sea Kings. Na foto, um EC725 que a Eurocopter pretende oferecer.(Foto: EADS)

A Marinha indiana está planejando anunciar uma competição que prevê a aquisição de 120 helicópteros multifunção. De acordo com a PTI, a encomenda poderá custar até 350 bilhões de rúpias indianas (US$ 6,5 bilhões), tornado-se a maior do mundo no segmento.

Segundo a agência, a proposta para a compra das aeronaves de asas rotativas poderá ser anunciada num futuro próximo. Para participar dessa competição estão sendo esperadas as empresas Eurocopter, Agusta Westland, Sikorsky e Lockheed Martin. A representante da Eurocopter falou à PTI que planeja participar do concurso com o helicóptero EC725.

Conforme relatado anteriormente, a Marinha indiana planeja comprar 75 helicópteros de transporte avaliados em US$ 4 bilhões.

A Marinha indiana também está atualmente realizando um concurso para a compra de 16 helicópteros multifunção, onde competem o NHI NH-90 (Eurocopter) e o Sikorsky S-70 Seahawk.

Em serviço com a Marinha da Índia, de acordo com o banco de dados da Flightglobal, particularmente nessa questão, estão antigos helicópteros Westland Sea King Mk42 (27 unidades) e Sikorsky UH-3 Sea King (seis unidades).

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

VÍDEO E IMAGENS: Primeiro helicóptero Wildcat para Marinha Real britânica realiza primeiro voo no Reino Unido

1
O primeiro helicóptero de ataque marítimo AgustaWestland AW159 Wildcat da Royal Navy, durante o primeiro voo realizado em Sommerset. (Foto: AgustaWestland)
O primeiro helicóptero de ataque marítimo AgustaWestland AW159 Wildcat da Royal Navy, durante o primeiro voo realizado em Somerset. (Foto: AgustaWestland)

O Ministério de Defesa do Reino Unido informou nessa segunda-feira, dia 28 de janeiro, que o primeiro Helicóptero de Ataque Marítimo (HMA) AgustaWestland AW159 Wildcat a ser entregue para Marinha Real britânica (Royal Navy), com sucesso realizou o seu primeiro vôo em Yeovil, em Somerset. Veja abaixo o vídeo do primeiro voo.

O helicóptero Wildcat tem um motor mais potente que lhe permite ser pilotado em condições extremas durante todo o ano. Também é equipado com uma fuselagem mais robusta, um display interativo de alta tecnologia e um novo sistema de radar que oferece vigilância de 360° graus.

O helicóptero Wildcat vai estar operacional com a Marinha Real britânica em 2015. (Foto: AgustaWestland)
O helicóptero Wildcat vai estar operacional com a Marinha Real britânica em 2015. (Foto: AgustaWestland)

O Wildcat HMA Mk2 vai levar torpedos Sting Ray, uma metralhadora pesada de 0,5 polegada montada na porta e novas leves e pesadas versões do Future Anti-Surface Guided Weapon Missiles.

Ele deve realizar uma série de tarefas quando estiver em serviço, podendo o helicóptero de ataque marítima (HMA) Wildcat ser utilizado nas tarefas de guerra anti-superfície, na proteção da força e contra-pirataria, além de ser capaz de executar a função anti-submarino.

Motor mais potente, novo radar e um moderno cockpit vão tornar o helicóptero uma poderosa arma de guerra para Marinha Real britânica. (Foto: AgustaWestland)
Motor mais potente, novo radar e um moderno cockpit vão tornar o helicóptero uma poderosa arma de guerra para Marinha Real britânica. (Foto: AgustaWestland)

O Chefe da Equipe Naval, Almirante Sir Mark Stanhope, disse: “Como um helicóptero embarcado em navios, o Wildcat irá fornecer aos Comandantes uma capacidade de ataque flexível, que pode ser implantada para combater uma série de ameaças no mar e a partir do mar. Com armas, sensores e equipamentos estado da arte, ele vai ser um trunfo extraordinário que vai manter as unidades navais da Marinha Real no ponto alto das operações marítimas em todo o mundo.”

A Marinha Real britânica vai receber 28 unidades do novo helicóptero Wildcat. (Foto: AgustaWestland)
A Marinha Real britânica vai receber 28 unidades do novo helicóptero Wildcat. (Foto: AgustaWestland)

O Ministro de Apoio, Equipamento e Tecnologia da Defesa, Philip Dunne, disse: “O novo helicóptero de ataque marítimo Wildcat é uma excelente adição ao arsenal da Marinha Real, dando-lhe maior poder de fogo e uma série de melhorias tecnológicas. O contrato de suporte e treinamento com a AgustaWestland é também uma boa notícia para a economia local, em Somerset, garantindo 500 postos de trabalho altamente qualificados no setor da Defesa.”

O wildcat vai substituir os helicópteros Lynx Mk8 com a Marinha Real britânica. (Foto: AgustaWestland)
O Wildcat vai substituir os helicópteros Lynx Mk8 com a Marinha Real britânica. (Foto: AgustaWestland)

O Ministério da Defesa assinou um contrato de 250 milhões de libras com a AgustaWestland no ano passado para oferecer suporte e treinamento para a Marinha Real e para a frota de 62 helicópteros Wildcat do Exército britânico. A Marinha Real receberá 28 helicópteros na variante de ataque marítimo, que entrarão nas operações no mundo todo a partir de 2015, e substituindo os existentes Lynx Mark 8.

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Embraer e AgustaWestland: esforços conjuntos na América Latina

33
Helicópteros AW139 fabricados pela AgustaWestland, que anunciou parceria com a Embraer no Brasil. (Foto: AgustaWestland)
Helicópteros AW139 fabricados pela AgustaWestland, que anunciou parceria com a Embraer no Brasil. (Foto: AgustaWestland)

A Embraer e a AgustaWestland, empresa controlada pela italiana Finmeccanica, anunciaram hoje a assinatura de um memorando de entendimentos (MoU) visando a criação de uma joint-venture no Brasil. O acordo pode levar à produção dos helicópteros AgustaWestland no país, direcionados tanto para o mercado comercial quanto militar no Brasil e na América Latina.

“Este é um passo importante para a Embraer, em continuidade à expansão dos nossos negócios”, disse Frederico Fleury Curado, Diretor-Presidente da Embraer. “Estamos certos de que a combinação de habilidades e competências da Embraer e da AgustaWestland gerará valor para os clientes da região.”

Na área militar, a AgustaWestland produz o modelo AW149. (Foto: AgustaWestland)
Na área militar, a AgustaWestland produz o modelo AW149. (Foto: AgustaWestland)

“Estamos satisfeitos com a assinatura deste memorando de entendimentos com a Embraer e esperamos trabalhar em conjunto para estabelecer uma joint-venture no Brasil voltada à fabricação e comercialização de helicópteros”, disse Bruno Spagnolini, CEO da AgustaWestland. “O Brasil é um importante mercado para a AgustaWestland e acreditamos que ter uma presença industrial neste país ajudará nosso negócio a prosperar ainda mais em um dos mercados de maior crescimento do mundo.”

Estudos preliminares realizados pelas duas companhias mostram um grande potencial de mercado para helicópteros bimotores, de capacidade média, especialmente para atender as demandas apresentadas pelo mercado de óleo e gás. Outros setores-chave, tais como transporte executivo e o segmento militar, também mostram um potencial promissor. Os parceiros visam a estabelecer a joint-venture em poucos meses, tão logo seja alcançado o acordo final e obtidas as aprovações necessárias.

AgustaWestland, empresa controlada pela italiana Finmeccanica, é uma fabricante de helicópteros totalmente capacitada para oferecer ao mercado a mais ampla gama de produtos, tanto para uso comercial quanto militar. A empresa tem suas principais operações na Itália, Reino Unido, Polônia e Estados Unidos, com centros de serviços, treinamento e apoio ao redor do mundo. Tem uma subsidiária própria no Brasil, a AgustaWestland do Brasil Ltda, que dá suporte a consumidores no País e na América Latina.

A AgustaWestland expandiu sua presença em mercados-chave por meio de diversas joint ventures, parcerias e programas de colaboração com as principais empresas aeroespaciais e de defesa, em programas de benefício mútuo. Esta rede de alianças da companhia reforça a variedade de produtos da empresa, aumenta seu alcance global e suas oportunidades de negócio.

Obrigado pela dica dos amigos Konner e Rodrigo DS 😉

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Coreia do Sul seleciona o AgustaWestland AW159 Wildcat como novo helicóptero marítimo

3
O AgustaWestland AW159 Wildcat venceu o MH-60R Seahawk na competição para oito helicópteros na Coreia do Sul. (Foto: UK MoD)
O AgustaWestland AW159 Wildcat venceu o MH-60R Seahawk na competição para oito helicópteros na Coreia do Sul. (Foto: UK MoD)

A Administração do Programa de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul (DAPA) informou hoje, dia 15 de janeiro, que uma comissão selecionou o Agusta Westland AW159 Wildcat como novo helicóptero para operações marítimas sul coreanas, vencendo o modelo Sikorsky/Lockheed Martin MH-60R Seahawk. De acordo com o programa, serão adquiridas oito unidades do helicóptero ítalo-britânico, sendo esta a primeira exportação do AW159.

A Coreia do Sul vai adquirir as oito unidades (quatro em 2015 e quatro em 2016) num acordo avaliado em US$ 560 milhões, visando fortalecer suas capacidades militares na costa do país.

As propostas foram enviadas no dia 26 de dezembro de 2012, após testes realizados entre junho e dezembro para determinar os finalistas, baseando-se em tecnologia, preço, condições de pagamento e custos, desempenho e adequação operacional, e outros termos e condições.

Como resultado, os custos, adequação operacional, testes em campo e desempenho favoreceram a aeronave AW159 em comparação com o MH-60R, que tinham o benefício da interoperabilidade com as forças armadas dos EUA.

A DAPA agora vai trabalhar junto com a AgustaWestland para definir os requisitos do programa FMS e finalizar os detalhes do contrato, incluindo as compensações financeiras.

A AgustaWestland já venceu na Coreia do Sul uma venda de 25 helicópteros Lynx do modelo anterior. O Wildcat irá proporcionar um maior alcance e capacidade de carga do que o modelo agora no serviço, já que é equipado com dois motores de LHTEC CTS 800 construídos por uma joint venture entre a Rolls-Royce e a Honeywell International.

Na Coreia do Sul, os helicópteros AW159 vão realizar uma variedade de missões, incluindo operações de vigilância militar marítima e ataques contra navios de superfície e submarinos inimigos, apoio contra o terrorismo e anti-pirataria.

Até o momento os helicópteros AW159 somente haviam sido encomendados pelo Reino Unido, 34 para o Exército e 28 para a Marinha Real, com as primeiras entregas ocorrendo em 2012.

Iniciamos o ano de 2013, e eu gostaria de desejar um maravilhoso ano para nossos leitores e amigos. Aproveito para solicitar mais uma vez a ajuda de todos com as contribuições para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Ministério da Defesa do Reino Unido assina contrato SKIOS com a AgustaWestland para helicópteros Sea King

10
Um helicóptero AgustaWestland Sea King Mk.3A usado para missões de SAR pela RAF. (Foto: MoD UK)
Um helicóptero AgustaWestland Sea King Mk.3A usado para missões de SAR pela RAF. (Foto: MoD UK)

A AgustaWestland anunciou que assinou um contrato com o Ministério de Defesa do Reino Unido avaliado em aproximadamente £ 260 milhões, para o fornecimento do Apoio Integrado Operacional Sea King (SKIOS – Sea King Integrated Operational Support) a partir de dia 1° de abril de 2013 até a data de retirada de serviço do modelo em março de 2016. Este contrato terá seguimento a Fase 1 e Fase 2 do SKIOS que fornece serviços até o final de março de 2013.

O contrato SKIOS oferece um abrangente pacote de suporte baseado em disponibilidade para a frota de helicópteros Sea King do Ministério da Defesa do Reino Unido, operadas pela Marinha Real (Royal Navy) e pela Real Força Aérea (RAF – Royal Air Force). O contrato inclui pagamentos de horas de vôo realizadas e arranjos de incentivo associados à entrega níveis de disponibilidade acordados de manutenção de aeronaves e números de aeronaves operacionais da frota.

Um helicópteros Sea King Mk. 4 da Marinha Real Britânica. 9Foto: MoD UK)
Um helicópteros Sea King Mk. 4 da Marinha Real Britânica. (Foto: MoD UK)

Ray Edwards, Diretor da AgustaWestland, disse: “O Sea King, após mais de 40 anos de serviço, continua a desempenhar um importante papel de apoio as tropas britânicas e oferece os maiores níveis de disponibilidade contratados para missões de busca e salvamento. O sucesso do SKIOS e das semelhantes soluções de suporte baseadas em hora de voo para os helicópteros Merlin, Apache e Wildcat, demonstram o compromisso da AgustaWestland para o Ministério da Defesa do Reino Unido quando se refere a disponibilidade de aeronaves, enquanto reduzem os custos durante a vida. “Nos termos do contrato SKIOS a AgustaWestland tem a responsabilidade de entregar uma Manutenção Profunda nos Sea Kings, serviços de oficina, peças de reposição e serviços de suporte técnico. Além disso, a AgustaWestland também oferece os serviços de manutenção nos helicópteros de busca e salvamento Sea King estacionados em oito bases compreendendo Wattisham Airfield, RAF Lossiemouth, DST Leconfield, RMB Chivenor, RAF Boulmer, RAF Valley, HMS Gannet e Mount Pleasant Airfield, nas Ilhas Falklands/Malvinas. Estes Sea Kings fornecem cobertura 24 horas de SAR (Busca e Salvamento) para a maioria do Reino Unido e nas Ilhas Falklands/Malvinas.

O contrato SKIOS que começou em 2005, introduziu um pagamento pelo arranjo de horas de vôo, o primeiro contrato de suporte integrado concedido pelo Ministério da Defesa do Reino Unido para um tipo de helicóptero. A frota de helicópteros Sea King do Ministério da Defesa do Reino Unido totaliza quase 90 aeronaves compreendendo os modelos Mk.3 e Mk.3A de SAR da Royal Air Force e MK.4 de apoio anfíbio, Mk.5 de SAR e Mk.7 de Vigilância Marítima e Controle Aéreo (ASAC) da Royal Navy. O contrato SKIOS vai sustentar diretamente quase 500 postos de trabalho em todo o Reino Unido com a AgustaWestland e seus sub-empreiteiros.

Para entregar o último presente contrato SKIOS, a AgustaWestland vai continuar a trabalhar com um número de empresas chaves aerospaciais e de defesa que estão apoiando o atual contrato. Um desses parceiros fundamentais é a Selex ES para prestar serviços de apoio nos aviônicos.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Azerbaijan Airlines encomenda 10 helicópteros da AgustaWestland

0
Concepção artística dos helicópteros AW139 e AW189 nas cores da  Azerbaijan Airlines. (Foto: AgustaWestland)
Concepção artística dos helicópteros AW139 e AW189 nas cores da Azerbaijan Airlines. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland anunciou hoje que a Azerbaijan Airlines encomendou 10 helicópteros AgustaWestland, compreendendo um contrato para oito helicópteros intermediários AW139 e um contrato de venda preliminar para dois helicópteros médios AW189.

Seis helicópteros, quatro AW139s e os dois AW189s, serão utilizados para operações de transporte off-shore; dois AW139s vão para os serviços de emergência médica, um AW139 para busca e salvamento e um AW139 para transporte VIP.

As entregas estão previstas para começar no segundo semestre de 2013, e o contrato está avaliado em cerca de € 115 milhões.

Esta encomenda marca a entrada da AgustaWestland no mercado de helicópteros do Azerbaijão.

Os contratos também adicionam outra operadora líder para a lista de clientes que selecionaram os modelos da família de helicópteros de nova geração da AgustaWestland, incluindo os helicópteros AW139, AW169 e AW189. A Azerbaijan Airlines irá se beneficiar da mais recente tecnologia e normas de segurança, bem como uma abordagem comum para manutenção e treinamento adotado para o AW139 e AW189, que irá maximizar a eficácia e reduzir significativamente os custos operacionais.

Emilio Dalmasso, vice-presidente sênior da Unidade de Negócios Comerciais da AgustaWestland, disse: “Estamos orgulhosos de que a Azerbaijan Airlines tenha escolhido nossos produtos para atender suas necessidades futuras de helicópteros. Selecionando o AW139 e o novo AW189 para cobrir um vasto leque de missões, mais uma vez demonstra a confiança dos operadores de frotas grandes ‘na combinação sem precedentes de recursos, versatilidade, alto desempenho e baixos custos globais oferecidos por nossa família de helicópteros de nova geração. Com este sucesso no Azerbaijão, acreditamos que podemos garantir mais oportunidades em toda a região para os nossos produtos.”

Quase 670 helicópteros AW139s foram vendidos em quase 60 países para mais de 180 clientes de diversos papéis, incluindo VIP/corporativo, transporte de passageiros, aplicação da lei, combate a incêndios, transporte offshore, busca e salvamento, serviço médico de emergência, socorro e segurança marítima.

O AW189 foi lançado em junho de 2011, em resposta à crescente demanda do mercado por um helicóptero multimissão versátil e acessível na classe de 8 toneladas. Com cinco protótipos agora em vôo, totalizando mais de 800 horas e contratos assinados para mais de 60 unidades, incluindo pedidos firmes e opções, o programa AW189 está definido para obter a certificação no segundo semestre de 2013.

A Azerbaijan Airlines (AZAL, Az?rbaycan Hava Yollari em azeri), com sede em Baku, faz parte da empresa de capital privado Azerbaijan Hava Yollari, a maior companhia aérea do Azerbaijão e transportadora de bandeira nacional. A Azerbaijan Hava Yollari opera voos de passageiros para países da Europa, da CEI, Oriente Médio e Ásia. A companhia aérea planeja abrir voos regulares para destinos na América do Norte e do Sul da Ásia em 2014. A Azerbaijan Airlines também oferece serviços de helicópteros, incluindo EMS, SAR, transporte offshore e transporte VIP.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Boeing , EADS e Northrop Grumman abandonam a competição da USAF para novos helicópteros de resgate

10
Um helicóptero Sikorsky HH-60 Pave Hawk do 33° Esquadrão de Resgate sobrevoa a Base Aérea de Osan, na Coreia do Sul. (Foto: Staff Sgt. Sara Csurilla / U.S. Air Force)

Três fabricantes, EADS, Boeing e Northrop Grumman, decidiram não participar no concurso para o fornecimento de 112 novos helicópteros de resgate em combate (CRH – Combat Rescue Helicopter) para Força Aérea dos EUA avaliado em US$ 6,8 bilhões. Os concorrentes deixaram na competição apenas as empresas Sikorsky e a Lockheed Martin, que devem apresentar uma proposta conjunta. A informação foi dada pela Reuters.

Anteriormente, foi relatado que os pedidos de propostas poderiam ser apresentados até o dia 3 de janeiro de 2013, e o vencedor será anunciado no segundo ou terceiro trimestre de 2013. O programa está previsto para durar pelo menos 14 anos e envolve a eliminação gradual dos antigos helicópteros Sikorsky HH-60 Pave Hawk.

De acordo com o site Defense News, a empresa Boeing estava prevendo oferecer no concurso dois modelos – o helicóptero de transporte pesado H-47 Chinook e o tiltrotor V-22 Osprey, mas decidiu que as suas aeronaves excediam os requisitos da Força Aérea dos EUA. A EADS não informou a razão ao abandonar a competição, informando que após avaliação da requisição de propostas decidiu não participar. A Northrop Grumman, que participaria em conjunto com a AgustaWestland italiana, também não explicou porque ela saiu do concurso, embora tenha dito que isso não deve afetar a sua participação para novo helicóptero presidencial.

O tipo de projeto que a Sikorsky e a Lockheed Martin vão oferecer para Força Aérea dos EUA não está especificado. Provavelmente seja uma nova geração do helicóptero multimissão da família Black Hawk.

Agradecemos as contribuições até o momento. Graças à colaboração de algumas pessoas estamos conseguindo manter o site no ar, pois o valor necessário para manter o Cavok no ar é alto. Continuamos pedindo a ajuda de todos com as contribuições, que podem ser de qualquer valor. Se cada um ajudar um pouco, poderemos assim manter esse local como o melhor site de aviação do Brasil. Continuamos também lutando para conseguir um patrocínio, que ajudaria bastante nas despesas mensais do site. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já meu muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

Lançado oficialmente o processo de escolha do novo helicóptero presidencial norte americano

5
Os dois helicópteros usados atualmente para transporte presidencial nos EUA são o VH-60N Night Hawk e o VH-3D Sea King.

Um novo esforço para encontrar um substituto para os antigos helicópteros que servem o presidente dos EUA começou com a divulgação no dia 23 de novembro de um projeto de solicitação destinado a potenciais concorrentes.

A solicitação de proposta (RFP) é o primeiro passo no processo de aquisição da Marinha dos EUA para desenvolver os novos helicópteros no âmbito do programa VXX.

A frota de helicópteros presidenciais é operada pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (U.S. Marine Corps) – por isso é conhecido como “Marine One”, chamado quando qualquer helicóptero possui o presidente a bordo -, mas o Ministério da Marinha lida com aquisição e financiamento da aeronave.

O objetivo, de acordo com o pedido, é adquirir até 23 helicópteros operacionais, dos quais o primeiro está previsto para entrar em serviço em 2020. A Marinha está buscando um design comprovado como base para o VXX.

A atual frota presidencial é composta de helicópteros VH-60N “Night Hawks” e de VH-3D “Sea Kings”, ambos produzidos pela Sikorsky.

O novo programa substitui um esforço anterior, também conhecido como VXX, que foi cancelado em 2009, após ter um custo elevado e atrasos no cronograma. O programa anterior foi atormentado por inúmeras mudanças de exigências impulsionadas pelo Serviço Secreto e pela Casa Branca de Bush.

O programa, que opôs a Sikorsky contra a Lockheed Martin como concorrentes contratantes principais, foi morto pela nova administração Obama como um exemplo de desperdício de gastos, especialmente depois de críticas ao programa foram levantadas pelo senador John McCain, republicano do Arizona.

A Lockheed, desde então, anunciou que não vai se candidatar como um competidor num novo programa VXX, e em vez fez parceria com a Sikorsky para lidar com o desenvolvimento de sistemas. Segundo a empresa, a Sikorsky pretende oferecer uma aeronave com base em seu modelo S-92.

Na primeira competição VXX em 2009, o helicóptero AgustaWestland EH101 (VH-71) venceu, mas não levou.

Outros concorrentes podem incluir a Boeing, oferecendo uma variante de seu helicóptero com dois rotores H-47, e a AgustaWestland, numa parceria com a Northrop Grumman com a variante do helicóptero AW101.

O pedido de projeto, de acordo com a capitã Cate Mueller, “é para a fase de engenharia e fabricação de desenvolvimento do programa (EMD), para incluir três aeronaves e quatro artigos de teste de vôo e opções de produção para atingir uma frota total de até 23 aeronaves.”

A emissão do documento de projeto informa que a Marinha “pode solicitar e receber feedback dos licitantes potenciais sobre a especificação e os termos e condições do contrato antes do lançamento da RFP final, prevista para março de 2013.”

O projeto, Mueller acrescentou, “não compromete o governo com qualquer contrato ou gasto de recursos, mas permite que o governo possa examinar o ambiente de mercado para os potenciais proponentes e para refinar a RFP final antes de seu lançamento.”

Um contrato de EMD, disse ela, está previsto para ser concedido em torno de Março de 2014.

A estrutura de contrato do programa VXX será por um contrato de incentivo de preço fixo para a fase EMD, e opcional de preço fixo na baixa taxa de produção inicial e na taxa de produção total.

O orçamento 2013 enviado ao Pentágono mostra US$ 1,85 bilhão para o programa entre 2013-2017, com a aquisição de produção plena prevista para ocorrer em 2015.

O pedido do projeto não indica um preço unitário necessário para o helicóptero VXX.

“Esse é o ponto da competição”, observou Mueller.

A SDP vem cerca de um mês depois da Força Aérea emitie um RFP para o novo helicóptero de busca e salvamento em combate (CSAR), um contrato para 112 helicópteros no valor de até US$ 6,8 bilhões. Tanto o S-92, e espera-se que AW101, participem na competição CSAR.

O projecto de pedido VXX está disponível online aqui.

Fonte: DefenseNews – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

AgustaWestland realiza o primeiro voo do terceiro protótipo do AW169

2
O terceiro protótipo do helicóptero AW169 realizou o primeiro voo em Cascina Costa, na Itália. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland, do grupo Finmeccanica, anunciou que o terceiro protótipo do novo helicóptero intermediário leve de 4,5 toneladas AW169 recentemente completou com sucesso seu primeiro voo em Cascina Costa, na Itália.

Durante seu vôo de 35 minutos, a aeronave apresentou o desempenho esperado com uma avaliação do manejo geral do helicóptero e dos sistemas básicos. Um quarto protótipo está programado para voar no início de 2013 e o programa AW169 está dentro do cronograma para obter a certificação civil em 2014. Os dois primeiros protótipos do AW169, que realizaram seus vôos inaugurais em maio de 2012 e julho de 2012, já completaram mais de 100 horas de vôo até o momento.

As atividades de desenvolvimento a ser realizadas pelo terceiro protótipo, o primeiro com trem de pouso retrátil, incluem testes em câmaras climáticas, ensaios de clima frio, ensaios em locais quentes e altos, testes de desempenho CAT.A e certificação de kits opcionais.

O AW169 é parte da família da nova geração de helicópteros AgustaWestland que inclui os modelos AW139 e AW189. Todos esses helicópteros possuem as mesmas características de alto desempenho e características de segurança de vôo, e compartilham o conceito comum do mesmo cockpit e filosofia de design. Esta abordagem irá proporcionar economia de custos reais em áreas como a formação, manutenção e suporte para os operadores existentes dos AW139 que adicionarem os helicópteros AW169 e/ou o AW189 para as suas frotas.

Lançado em julho de 2010, o AW169 rapidamente encontrou o sucesso contínuo do mercado, registrando encomendas de mais de 70 unidades até agora, de clientes na América do Norte e América do Sul, Ásia, Oriente Médio, Europa e Austrália, para uma ampla gama de missões, incluindo ambulância aérea, uso policial, transporte corporativo, utilitárias e de transporte offshore.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Adminsitração Marítima Sueca encomenda sete helicópteros AgustaWestland AW139

0
Concepção artística de um helicóptero AW139 nas cores da Administração Marítima Sueca. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland anunciou que assinou um contrato com a Administração Marítima Sueca para sete helicópteros bimotores médios AW139. As aeronaves serão equipadas para operações busca e salvamento (SAR) com o primeiro helicóptero programado para ser entregue no segundo trimestre de 2013 e o último em 2014.

A Administração Marítima Sueca é a autoridade responsável pelos serviços de Busca Marítima e Aeronáutica e de emergência na Suécia e irão operar os helicópteros AW139 a partir de 5 bases em todo o país.

Geoff Hoon, Diretor de Negócios Internacionais da AgustaWestland, disse após a assinatura do contrato: “Estamos muito satisfeitos que a Administração Marítima Sueca tenha escolhido o AW139 para atender sua exigência futura de helicópteros SAR após um processo de avaliação detalhada. O AW139 é o mais capaz helicóptero em sua classe no mundo, e irá fornecer à Suécia uma excelente capacidade SAR”.

Este pedido confirma o contínuo sucesso do AW139 no mercado europeu de aeronaves SAR, onde o seu longo alcance e sua capacidade de operar em todas as condições atmosféricas são vantagens importantes. O AW139 também é amplamente utilizado no Norte da Europa para o transporte de passageiros para instalações offshore de petróleo e de gás.

Os AW139s da Administração Marítima Sueca também serão equipados com o exclusivo Sistema de Proteção Integral para Gelo (FIPS – Full Ice Protection System) permitindo vôos em condições de gelo e permitindo voar em todas as condições atmosféricas, quando outros helicópteros estariam confinados no hangar.

Mais de 500 helicópteros AW139s estão agora em serviço executando muitas funções, incluindo SAR, ambulância aérea, transporte offshore, transporte VIP/corporativo, aplicação da lei e nas missões militares de transporte. Quase 180 clientes em mais de 50 países encomendaram cerca de 660 helicópteros AW139 até agora.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

Helicópteros da AgustaWestland são destaques no novo filme de James Bond, ‘Skyfall’

1
O helicóptero AW101 usado no filme 007 Skyfall, que estreiou no dia 23 de outubro. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland anunciou que os seus helicópteros AW101 e AW159 Lynx Wildcat desempenham papéis de estrelas no filme Skyfall, a 23ª e mais nova aventura de James Bond, que teve a estréia mundial no dia 23 de outubro de 2012. Veja a seguir um vídeo do AW101 no set de filmagem.

Com Daniel Craig como James Bond, Skyfall mostra o helicóptero AW101 realizando várias seqüências dramáticas do filme. Ray Edwards, Diretor da AgustaWestland disse: “Essencialmente britânico, James Bond, é um dos personagens do mundo do cinema mais conhecidos e de maior sucesso, e por isso estamos muito satisfeitos por ter uma parceria com essa marca icônica, no ano que 007 comemora seus 50 anos. A nova tecnologia e o alto desempenho dos helicópteros AW101 e AW159, que são construídos na Grã-Bretanha, se encaixam perfeitamente com a imagem de Bond.”

As sequências dramáticas foram voadas com pilotos de teste AgustaWestland, e exigiu muita precisão em voo devido à proximidade com o set de filmagem e com o helicóptero câmera. Quase 15 horas de vôo foram necessárias para ensaiar e filmar todas as cenas.

Uma equipe de técnicos da AgustaWestland também apoiou e modificou as aeronaves para filmar em vários locais no Reino Unido no início deste ano. No filme, o AW101 possui uma marcação diferente no local da bolacha da RAF, e o helicóptero é usado pelos inimigos de James Bond.

O AW101 é uma nova geração de helicóptero equipado com três motores e que está em serviço com várias nações ao redor do mundo, podendo transportar até 40 soldados ou 10 VIPs na configuração executiva.

O AW159 Lynx Wildcat é o helicóptero mais recente a entrar em serviço com o Ministério da Defesa britânico para a operação com o Exército e com a Marinha Real. Sessenta e dois dos helicópteros da nova geração estão sendo construídos na fábrica da AgustaWestland em Yeovil, no sudoeste da Inglaterra.

AgustaWestland e a Eon Productions, a produtora responsável pela série James Bond, agora estão explorando oportunidades para os helicópteros AgustaWestland participarem no 24° filme de James Bond.

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta

AgustaWestland revela seu novo helicóptero monomotor AW119Kx com aviônicos Garmin G1000H

0
O novo helicóptero monomotor AW119Kx apresentado pela AgustaWestland. (Foto: AgustaWestland)

A AgustaWestland, anunciou o lançamento do AW119Kx, a mais recente evolução do comprovado e bem sucedido helicóptero monomotor AW119, que apresenta o sistema de cockpit integrado Garmin G1000H no conceito glass e mais recentes aviônicos, incluindo visão sintética, moving map, sistema de prevenção de colisão no solo e no ar, visando melhorar o conhecimento situacional e aumentando a segurança. A certificação do AW119Kx está prevista para o primeiro trimestre de 2013.

A nova aeronave foi oficialmente apresentada hoje na Conferência de Transporte Aéreo Médica (AMTC), em Seattle, EUA, que está sendo realizada de 22 a 24 de Outubro. O AW119Kx é fornecido com aviônicos integrados estado-da-arte que levam este modelo para uma nova era digital, mantendo o excelente desempenho, o espaço de cabine e as características de carga do reforçado AW119Ke. O primeiro cliente para o AW119Kx é a Life Flight Network, que está prevista para receber todas as 15 unidades encomendadas para sua exigência de helicópteros de transporte aéreo médico durante 2013. Esses helicópteros, que possuem um personalizado interior de evacuação médica com duas macas, serão baseados nos estados de Oregon, Washington e Idaho.

O painel estado-da-arte Garmin G1000H com duas telas LCDs de 10,7 polegadas. (Foto: AgustaWestland)

Bruno Spagnolini, CEO da AgustaWestland disse: “O lançamento do novo AW119Kx destaca o compromisso da AgustaWestland para a melhoria contínua da sua gama de produtos, tanto através do desenvolvimento de novos modelos como na instalação da mais recente tecnologia em seus produtos existentes”. E acrescentou: “Com o AW119Kx estamos introduzindo uma maior capacidade no mercado monomotor, graças a uma combinação inigualável de aviônicos avançados e o melhor desempenho e capacidade na sua classe. Estamos muito satisfeitos que a Life Flight Network, uma das líderes mundiais em prestação de transporte médico, vai usar os recursos exclusivos do AW119Kx para ajudá-la a salvar vidas todos os dias.”

Michael Griffiths, CEO da Life Flight Network acrescenta que “a Life Flight Network tornou-se a maior empresa sem fins lucrativos de serviço de transporte aéreo médico no oeste dos Estados Unidos. Estávamos à procura de um helicóptero projetado para proporcionar velocidade e desempenho excepcionais, segurança comprovada, e uma cabine totalmente equipada com suporte médico para até dois pacientes. Nossos novos helicópteros AW119Kx, com o pacote de aviônicos Garmin G1000H, incluindo a visão sintética, atendem nossos altos padrões e serão muito usados para apoiar a missão de salvar vidas da Life Flight Network com a mais moderna e bem equipada frota do país.”

O novo AW119Kx apresenta aviônicos Garmin G1000H no conceito glass com um sistema integrado de aviônicos com duas grandes unidades displays LCDs de 10,4” com Primary Flight Display e display de informações multi função. Os novos aviônicos também são otimizados para diagnóstico e análise de dados para fins de manutenção.

A configuração EMS do helicóptero AW119Kx irá incluir um Night Vision Imaging System (NVIS), iluminação e operação de Night Vision Goggles (NVGs). O helicóptero, com um peso bruto máximo de 2.850 kg (6.929 lb), é alimentado por um motor Pratt & Whitney PT6B-37A que é avaliado em 1.002 shp (747 kW) para a decolagem, proporcionando um desempenho excepcional em condições quentes e elevadas, bem como uma velocidade máxima de 152 nós (282 km/h). Redundâncias críticas de sistemas similares para helicópteros bimotores fornece elevados níveis de segurança.

Mais de 200 helicópteros AW119 foram encomendados até à data em mais de 30 países por cerca de 100 clientes. O novo AW119Kx, assim como o AW119Ke, é perfeitamente adequado para executar muitas funções, incluindo EMS, utilitárias, combate a incêndios, transporte VIP/corporativo e offshore, aplicação da lei e tarefas governamentais.

Enhanced by Zemanta

Administração Marítima Sueca (SMA) adquire sete helicópteros AgustaWestland AW139

2
Várias unidades privadas e militares utilizam a versão SAR do helicóptero AW139.

A Administração Marítima Sueca (SMA – Swedish Maritime Administration) assinou um acordo para adquirir sete helicópteros AgustaWestland AW139 para funções de busca e salvamento (SAR).

As novas aeronaves vão substituir os Sikorsky S-76s que foram herdados pela SMA após a operadora estatal sueca Norrlandsflyg ser privatizada, e que operava a aeronave nas tarefas SAR e de ambulância aérea em nome da agência.

As aeronaves estão agora sendo operadas pela nova operadora estatal SMA Helicopter Rescue.

De acordo com um comunicado de imprensa divulgado no dia 16 de outubro, os AW139s começarão a substituição do S-76s a partir de meados de 2013, com o último sendo entregue no final de 2014.

A aeronave estará disponível para operações no mar e sobre a terra, e serão operados a partir de cinco estações em toda a Suécia, em Ronneby, Visby, Gotemburgo, Norrtälje e Umea.

“É muito gratificante que, no futuro, teremos uma capacidade melhorada e uma capacidade de salvar vidas sem aumentar o custo total das operações”, disse numa declaração Naomi Eriksson, vice-diretor geral da Administração Marítima Sueca e chefe das operações de SAR.

A encomenda veio como um golpe para a Sikorsky. Em 2008, a Norrlandsflyg fez um pedido de seis helicópteros S-76Ds, mas a chegada tardia da aeronave e, em seguida, as dificuldades financeiras do operador, resultou no cancelamento da quase cerca encomenda, resultando que a SMA Helicopter Rescue comprasse então o AW139.

Fonte: Shephardmedia – Tradução: Cavok

Enhanced by Zemanta

Entregue o primeiro helicóptero AgustaWestland HH-139 C-SAR para centro de busca e salvamento na Itália

3
O primeiro helicóptero HH-139 na configuração C-SAR entregue na base em Gioia del Colle. (Foto: Aeronautica Militare)

Na sexta-feira, dia 12 de outubro, o primeiro helicóptero de resgate AgustaWestland HH-139 pousou no aeroporto militar de Gioia del Colle, onde o 84° centro C-SAR (Busca e Salvamento em Combate) foi inagurado no dia 10 de setembro.

O helicóptero voou a partir da 15ª Ala em Cervia, levando a primeira tripulação do 84° centro C-SAR que completou a transição operacional para o novo helicóptero.

Este é o primeiro de uma série de helicópteros que, depois de um período durante o qual vai operar ao lado dos HH-3Fs que atualmente realizam a missão de C-SAR, permitirão a renovação completa do componente das Forças Armadas dedicadas ao salvamento aéreo.

O HH-139 é um helicóptero extremamente versátil, graças às seus aviônicos abrangentes e modernos, e a sua configuração de sensores, o que lhe permite operar em qualquer condição de tempo e em qualquer ambiente (terra, mar ou montanha).

Ele foi projetado para ser usado numa variedade de missões, já que ele pode ser configurado para busca aérea e resgate tanto em terra como no mar, numa configuração de SAR primária com cinco passageiros e uma maca, ou num perfil de missão secundária de Serviço Médico de Emergência, para o transporte médico de dois a quatro pacientes em macas. Ele também pode ser usado para o transporte de pessoal, onde ele pode transportar até 14 passageiros.

O 84° centro C-SAR em um dos centros de busca e salvamento operados pela 15ª Ala, com base em Cervia, que prevêe premanecer em operação 24 horas por dia e 365 dias por ano, uma buscae resgate útil e muitas vezes indispensável, que está disponível em todo o território e águas territoriais italianas, bem como toda a bacia do Mar Mediterrâneo, como parte dos acordos internacionais assinados com os países vizinhos.

Enhanced by Zemanta

Helicópteros AgustaWestland AW101 Cormorants marcam 10 anos de serviço com a Real Força Aérea Canadense

3
Quatro helicópteros AgustaWestland CH-149 (AW101) Cormorant da Real Força Aérea Canadense. (Foto: Private Vicky Lefranasois / Wing Imaging Section / 14 AMS)

A AgustaWestland anunciou que a sua frota de helicópteros de busca e resgate AW101 (anteriormente EH101) “Cormorant” alcançou dois importantes marcos, o de 10 anos de serviço ativo com a Real Força Aérea Canadense e de 50.000 horas de operação. No Canadá os Cormorant são designados CH-149.

“Os Cormorants do Canadá são a referência para os AW101s ao redor do mundo”, disse Jeremy Tracy, Chefe da AgustaWestland para região do Canadá. “Estamos orgulhosos por estar fornecendo um helicóptero de busca e salvamento que ajuda os esquadrões das Forças Canadenses, realizando atos heróicos abnegados e outra vez garantindo a segurança e a sobrevivência dos canadenses em qualquer lugar e sobre o mar.”

Tracy apresentou recentemente um certificado da marca de 50.000 horas de operação da frota Cormorant ao tenente-general Alain Parent, o ex-comandante de uma divisão aérea canadense, pouco antes de sua nomeação como vice-comandante do NORAD. Parent reconheceu o AW101, dizendo: “o Cormorant em operações SAR no Canadá tem um bom desempenho com uma capacidade inigualável.”

A frota Cormorant tem uma taxa de disponibilidade de surtida de mais de 99 por cento de confiabilidade comprovada em emergências e implantados em missões críticas. Em 2011, os Cormorants foram usados para salvar vidas em missões em alto mar no litoral canadense, em regiões de grande altitude com neve, montanhas varridas pelo vento e no Ártico. Quase 200 helicópteros AW101s foram encomendados em todo o mundo, com a frota total tendo voado mais de 275.000 horas, incluindo nas implantações para Iraque e no Afeganistão.

No Canadá, os helicópteros Cormorant desempenham missões de busca e salvamento. (Foto: Ministério de Defesa do Canadá)

Em agosto, um CH-149 Cormorant – “Rescue 908” – voou 15.221 km (8.219 nm) de ida e volta a partir de Gander, Newfoundland, para a Operação Nanook 12, o exercício militar anual no Canadá Ártico. Durante o exercício de 26 dias, o helicóptero viajou por mais de três províncias, um território e em partes da Groenlândia, se tornando o primeiro Cormorant a pousar em Alert, Nunavut, o lugar habitado mais ao norte do mundo. Num outro momento, também transportou o primeiro-ministro Stephen Harper e sua esposa Laureen, que estavam seguindo para observar vários exercícios. O mesmo AW101 foi utilizado em setembro para o SAREX 2012, a competição anual de Busca e Resgate do Canadá em Val-d’Or, Quebec.

O primeiro vôo operacional de um Cormorant no Canadá ocorreu em Julho de 2002, com uma evacuação médica de um marinheiro de um cargueiro a 200 km (110 nm) na costa da Colômbia Britânica. Mais tarde naquele ano, uma Cormorant voou uma missão de resgate a 1.200 km (648 nm) além de Terra Nova, demonstrando a sua capacidade de busca e resgate melhorada, superando a autonomia de 1.100 km dos helicópteros Labrador que ele substituiu.

Durante a última década, as equipes SARTechs das Forças Canadenses e os tripulantes receberam o reconhecimento internacional de equipes de SAR que utilizam os Cormorants.

Enhanced by Zemanta

Exército tailandês adquire dois helicópteros AgustaWestland AW139

0
O Real Exército daTailândia adquiriu junto a AgustaWestland dois helicópteros militares AW139. (Foto: AgustaWestland)

O Real Exército da Tailândia (RTA) assinou um contrato com a Agustawestland para compra de dois helicópteros bimotores AW139. Essas aeronaves serão entregues em 2014 para realizar missões de transporte e utilidade em todo o país. O contrato, que inclui também a manutenção completa e um pacote de treinamento, marca a entrada do AW139 no mercado de helicópteros militares da Tailândia e amplia ainda mais o sucesso do tipo no país.

Vincenzo Alaimo, Chefe da AgustaWestland na região, disse: “Temos grande prazer ao assinar este contrato com o Real Exército da Tailândia para apoiar as suas necessidades de transporte. Estamos confiantes neste modelo, e graças ao seu incomparável desempenho, conforto e segurança, tem um potencial futuro significativo na Tailândia.”

O Real Exército da Tailândia é mais uma adição ao número crescente de clientes militares que encomendaram ou já estão operando os helicópteros AW139 para uma ampla variedade de funções, incluindo transporte VVIP e governamental, utilitário, busca e salvamento, serviço médico de emergência e de segurança interna. As forças armadas da Irlanda, Catar, Emirados Árabes Unidos, Itália e Egito são apenas alguns dos que operam atualmente o AW139.

O AW139 é o helicóptero mais vendido na sua categoria e a única nova geração de aeronaves de sua categoria em serviço atualmente. Mais de 500 helicópteros AW139s agora estão em serviço em todo o mundo. Quase 170 clientes em mais de 50 países encomendaram cerca de 650 helicópteros AW139 até agora.

Enhanced by Zemanta

Northrop Grumman e AgustaWestland formam equipe para competir nos programas de novos helicópteros militares nos EUA

2
A Northrop Grumman e a AgustaWestland divulgaram uma imagem do helicóptero AW101 na configuração CSAR que está sendo proposta para a Força Aérea dos EUA. (Foto: AgustaWestland)

A Northrop Grumman Corporation e a AgustaWestland anunciaram a assinatura de um acordo de parceria global para responder a pedidos antecipados da competição de novos helicópteros de busca e salvamento em combate (CSAR) da Força Aérea dos EUA e para  programa anunciado recentemente pela Marinha dos EUA para desenvolver um novo helicóptero presidencial “Marine One“. Um helicóptero fabricado nos EUA com base na plataforma do modelo AW101 será oferecido pela Northrop Grumman para atender a essas exigências.

A AgustaWestland e a Northrop Grumman também vão desenvolver um novo helicóptero presidencial norte americano, o “Marine One”, com base no helicóptero AW101. (Foto: AgustaWestland)

O acordo junta a comprovada gestão de competências e integração de sistemas da Northrop Grumman com a fabricante, desenvolvedora e projetista de helicópteros com design e de renome mundial AgustaWestland. O sistema oferece aos dois programas AW101 uma mistura de ótima de capacidade para oferecer o melhor sucesso possível ao novo helicóptero de resgate em combate para a Força Aérea e o possível melhor novo helicóptero presidencial para a equipe do Corpo de Fuzileiros e Marinha dos EUA.

A Northrop Grumman tem uma longa história de sucesso na gestão do desenvolvimento de sistemas aéreos complexos. A empresa fornece produtos através de um amplo espectro de capacidades – de sistemas não-tripulados estratégicos totalmente autônomos, como o Fire Scout e o Global Hawk até o E-2D Advanced Hawkeye, o furtivo bombardeiro B-2 e o sistema de gestão mais avançado em batalha no mundo atualmente, o E-8 Joint STARS. Esse acordo será conectado com o investimento contínuo em tecnologia e no desenvolvimento de aeronaves de asas rotativas que a AgustaWestland tem feito no mercado dos helicópteros mais avançados, robustos e confiáveis do mundo.

O helicóptero AW101 já havia vencido a competição V-XX nos EUA no começo de 2009, mas o programa foi posteriormente cancelado.

A Northrop Grumman e a AgustaWestland estão em parceria para oferecer sistemas acessíveis que são soluções totais sem compromisso. Estes irão ser provados e avançado helicópteros construído nos Estados Unidos e totalmente integrados com os mais avançados conjuntos de missão, sensores integrados a bordo e sistemas de comunicação disponíveis atualmente. Esses sistemas vão atender às necessidades futuras de ambos os programas. O sistema AW101 é uma aeronave madura, confiável e multimissão altamente capaz e provada em combate, que de forma acessível atende às necessidades de busca e salvamento em combate dos EUA e servirá aos futuros presidentes do país.

“Esta é uma forte parceria entre as duas empresas, que combina os pontos fortes de cada empresa”, disse Paul Meyer, vice-presidente e gerente geral de programas e tecnologia avançada no setor de sistemas aeroespaciais da Northrop Grumman. “Enquanto a Northrop Grumman tem ampla experiência na integração de sistemas nos programas de aeronaves de grande porte, a AgustaWestland é líder mundial com experiência em helicópteros. Acreditamos que esta parceria industrial vai reunir o melhor da experiência, competências e recursos, garantindo que o cliente recebe a melhor solução. ”

“Estamos muito felizes de ter a Northrop Grumman como um parceiro, com a sua impressionante história de apoio ao Departamento de Defesa dos EUA”, disse Bruno Spagnolini, executivo-chefe da AgustaWestland. “Nós acreditamos fortemente que o AW101 é o helicóptero certo para as missões e que esta equipe pode ter sucesso.”

Enhanced by Zemanta

Exército britânico inicia treinamento no novo helicóptero Wildcat

0
Equipe de militares de apoio do Exército britânico iniciaram os treinamentos no novo helicóptero AgustaWestland AW159 Wildcat. (Foto: MoD UK / Crown)

A equipe do Exército Britânico (Territorial Army Ground – TA) iniciou nessa semana os trabalhos de treinamento e avaliação operacional no helicóptero de próxima geração da frota – o Wildcat.

O helicóptero deve entrar em serviço entre 2014 e 2015 e o papel da equipe do exército na manutenção do Wildcat é parte do esforço do governo para integrar as equipes da reserva no exército regular.

“Isto é brilhante para nós como uma unidade de apoio técnica por ser a primeira a se aproximar e trabalhar com o pessoal no Wildcat”, disse o oficial comandante, Tenente Coronel Nigel Banks.

“O Exército do futuro vai depender mais do que nunca dos soldados da reserva implantados ao lado de sua contraparte regular, algo que estamos fazendo desde que se formaram em 2006.

“Eu acredito que para a unidade TA tornar-se a primeira unidade do Exército a ter esta oportunidade de formação reflete a importância do TA, que terá de aumentar seus números para atender as demandas de estrutura do Exército na remodelação do serviço para 2020.”

O 6° Regimento do Corpo Aéreo do Exército (Voluntários) está baseado em Bury St Edmunds, Suffolk. Seu papel é o de fornecer as equipe de terra motivadas e treinadas para o Apache e Lynx, como reforços para outros regimentos do Corpo Aéreo do Exército, tanto em exercício como em operações. Com o surgimento do Wildcat, que irá substituir a atual frota de helicópteros Lynx, o Corpo vai treinar para abranger esse novo recurso.

O Exercício anual desta semana vai oferecer aos soldados do TA a oportunidade de aprender sobre como trabalhar com o novo Wildcat, seu reabastecimento e ressuprimento.

O Wildcat irá realizar uma série de tarefas no campo de batalha, incluindo reconhecimento, transporte de tropas e material e prestação de proteção da força. Vai ser muito mais poderoso do que o atual Lynx, permitindo que ele opere em condições extremas de calor e em altas altitudes.

O nome Wildcat se origina do Grumman F4F que foi amplamente utilizado durante a Segunda Guerra Mundial. A aeronave deixou o serviço operacional em 1945. No entanto, algumas destas aeronaves permanecem em voo, incluindo um na coleção do Imperial War Museum de Duxford.

O regimento tem dois Esquadrões – o quartel general e o Esquadrão 677 baseado em Bury St Edmunds e o Esquadrão 655 baseado em Middle Wallop, Hampshire. Ele também tem destacamentos em Norwich, Swaffham e Ipswich.

 

Enhanced by Zemanta

Exército polonês pretende adquirir 26 novos helicópteros utilitários

1
O novo helicóptero AW149 da AgustaWestland deve ser um dos candidatos na competição do Exército da Polônia. (Foto: AgustaWestland)

O exército polonês está planejando reforçar as suas capacidades de aviação através da compra de 26 novos helicópteros por um valor de US$ 900 milhões. A competição para os novos helicópteros será realizada no próximo trimestre.

Pelo menos três grandes fabricantes pretendem apresentar propostas para o contrato: a empresa americana Sikorsky Aircraft, a ítalo-britânica AgustaWestland e a Eurocopter franco-alemã. Essas companhias representam cerca de um terço do mercado mundial.

O Exército pretende encomendar adicionais 100 helicópteros, depois de 2018, e especialistas dizem que o vencedor do concurso deste trimestre estaria numa posição forte para fornecer essas adicionais também.

Grzegorz Sobczak, editor-chefe da Skrzydlata Polska, uma revista de aviação, disse que os 26 helicópteros serão “apenas o suficiente para lidar com as necessidades atuais do exército polonês.” Ele disse que o exército precisa de “muito mais” e espera que algumas dessas necessidades sejam abordadas durante a próxima rodada de aquisições.

Quanto a quem vai ganhar o contrato para os 26 helicópteros, o Sobczak disse que depende dos critérios de licitação.

“Se o Ministério da Defesa está empenhado em que os helicópteros sejam produzidos na Polônia, em seguida, a Sikorsky Aircraft e a AgustaWestland vão ser favoritas, uma vez que têm fábricas na Polónia, enquanto a Eurocopter tem uma presença mínima na Polônia.”

Ele acrescentou que o helicóptero Sikorsky Black Hawk é o mais conhecido e “o mais testado” dos helicópteros, mas que o AgustaWestland AW149 ostenta um projeto “mais moderno”.

O ministério também anunciou no início deste ano que pretende investir cerca de US$ 450 milhões em motores e equipamentos adicionais, além de munição, para seus caças F-16.

A compra dos novos helicópteros faz parte do plano do governo para modernizar as forças armadas. O ministro da Defesa Tomasz Siemoniak disse que “as Forças Armadas polonesas estão em processo de transformação e modernização global. Nosso objetivo é torná-las modernas e prontas para responder aos desafios atuais e futuras.”

Fonte: Warsaw Business Journal – Tradução: Cavok

Enhanced by Zemanta

Cavok nas redes sociais

62,515FãsCurtir
340Inscritos+1
6,523SeguidoresSeguir
2,505SeguidoresSeguir
10,510SeguidoresSeguir
2,780InscritosInscrever
Anúncios